Nome? «Heleno; Augusto Heleno»: o Agente 00(1)7(1), com «licença para matar» – D.E. 5/mar/2020

Destaques:
(i) Diretamente de Berna, a capital da Suíça, Romulus Maya, Editor-chefe do Duplo Expresso, segue esperando por Lula, para que o ex-Presidente ponha fim à farsa do Imperialismo usando a Lava Jato para subjugar a América Latina. Hoje com novidades: uma boa; outra ruim. Qual você quer ouvir primeiro?
Mais: a cobertura, exclusiva, do evento de ontem no Congresso Nacional lançando a política “007” do General Heleno: “licença para matar” (opositor — real — do Regime). No final do dia, o desabafo de Maya: “Bem, então ficamos combinados assim: fanfarra na Europa com cadáveres políticos (François Hollande, Nicolas Sarkozy, Anne Hidalgo) porque ‘no Brasil ninguém sabe disso e achará chic ainda assim’; no Brasil, outros assumem namoro (de anos e anos), fazendo manchetes; e/ ou ocupam-nas para falar da ‘banana do Bolsonaro’ (!). Todos juntos no diversionismo (dos Generais?). Bacalhau do Chacrinha! E a Lei ‘007’ — a ‘licença para matar’ (opositor — i.e., o real! — do Regime) — vai passando…”
“A ‘plateia’ no ‘Seminário’ de @MajorVitorHugo/ @gen_heleno para assumir o PL1595/2019 como ‘política de governo’: sargentos ‘FE’ — FORÇAS ESPECIAIS! Ou seja, os que farão as execuções.‬”Por dentro” ou “por fora”. E foram para cima: Heleno/ Vitor Hugo lançaram, ontem, pedido de urgência na tramitação! Tinham tentado, primeiro, passar o projeto em segredo, em 2019.‬Não deu: desde junho do ano passado, o @duploexpresso melou a manobra, expondo o absurdo de tal ‘licença para matar’.‬ Constrangendo, inclusive, (bastante) a “oposição” — sócia oculta do projeto. Pois agora, diante disso, a tática mudou: estão indo para batalha da opinião pública. A questão é que, apesar do claro absurdo, … ganharão! Não por talento mas por… W.O. do “adversário”! Ora, onde estava a “oposição” ontem? Apenas @Glauber_Braga apareceu lá para denunciar. E, mesmo assim, depois de alertado — por mim; na véspera (!) — do evento, da pauta e dos pontos críticos. E se eu não estivesse aqui? E se não existisse @duploexpresso?”
*
(ii) Do Ceará, Daniel Simões, pesquisador independente português radicado no Brasil, segue expondo um dos segredos mais bem guardados da (mais) Alta Finança Transnacional: o nexo entre o ouro nazista; o “Banco Central dos Bancos Centrais” (BIS), na Basileia (Suíça); e o sionismo/ Família Rothschild. Com documentos! É de cair para trás. Hoje, com a revelação de que a “República Federativa do Brasil” é uma “Corporação-Estado” registrada na SEC, a CVM dos EUA, desde 2002. Ou seja, mais um “legado” de FHC!
*
(iii) De São Paulo, a socióloga Angelica Lovatto, Professora da UNESP, comenta: “A repressão em São Paulo: Doria aprova sua reforma da previdência com bombas, gás e balas”.
*
(iv) Do Rio Grande austral, o historiador Mario Maestri lança a sua navalha, afiadíssima, sobre a política brasileira. Hoje com o tema: “Dino, Maranhão: o capital imperialista chinês é revolucionário?”.
*
Imperdível, não??

Ler mais

“Bomba SUÍÇA”: a hora da VERDADE para Luiz Inácio LULA da Silva!

O “Millennial” Romulus Maya, lulista desde que enchia o saco de completos estranhos no clube social que frequentava vendendo, aos sete anos, estrelinhas vermelhas, na campanha de 1989, chama o ex-Presidente Luiz Inácio Lula da Silva na chincha. Agora aos trinta e sete, Maya está com o dossiê #Banestado, aquele que pega Moro e Dallagnol!, em mãos.
Onde?
Na Suíça.
Advogado internacionalista com a melhor formação que o Brasil e o mundo podiam oferecer, elaborou e articulou com diversos atores, brasileiros e estrangeiros, ainda em 2017!, estratégia para provar que as “investigações” da Lava Jato são, na verdade, fraudes grosseiras. Mais que isso, a estratégia traçada transformaria o tema simplesmente num “escândalo internacional”, no coração do Sistema Internacional.
Onde?
Na Suíça, novamente.
Pois bem.
Na semana que vem, Lula — não o de 1989 mas o de 2020 — estará na mesma… Suíça!
E aí, Presidente Lula?
O enfrentamento à Lava Jato, a operadora local do plano dos EUA e da Finança Transnacional de inviabilização do Estado Nacional Brasileiro, é real?
Ou não mais que um “telecatch”?
Bem, saberemos a resposta logo, logo.
Já na semana que vem.

Ler mais

Duplo Expresso: o “grande segredo” (mais escancarado que bestseller!)

Nunca houve tampouco — por razões óbvias e auto-evidentes — quem saísse da Matrix para denunciar a própria Matrix.
Ou seja, quem denunciasse — e provasse — a “operação em pinça” tocada por PIG e PIGuinho “Vermelho” para pastorear o “debate” público, usando cismogêneses sucessivas para atingir o domínio de espectro total (parte fundamental das táticas de “guerra híbrida”).
Para fabricar (meta) “consensos” com — falsa! — “pluralidade”.
Falsa “oposição”.
Falsas “regras do jogo”.
Pacificar o povo com falsa perspectiva de “alternância”/ “reversão” do que está aí.
 Os resultados do D.E. são incríveis, no sentido literal.
Quem apostaria no “azarão”, que apanha dos dois lados da pinça, vencendo homericamente batalhas totalmente assimétricas, como a de fevereiro/ março de 2018 contra toda a máquina do PT e do MST, sequestradas por Paulo Pimenta?
Ou, em agosto de 2018, contra as organizações Globo, que — de forma tosca e ostensivamente mal “apurada” — nos colocaram na lista de sites de “fake news” ao lado dos mais caricatos sites bolsonaristas, do subterrâneo da internet?
 De maneira literalmente incrível, nunca perdemos um “pau” na internet.

Ler mais

Flagrante: “Brasil na merda”? Pois veja brinde entre Gen. Heleno e “comunistas”!

Ou: “COMUNISTA” DO “TERNO ITALIANO SOB MEDIDA”, AMIGO DO RECRUTADOR DA CIA, RECLAMA DA… CIA?!
Ou ainda: “polarização” (fake!) de ‘u é ‘ola!

(…)

A um BRASILEIRO, comunista ou não, não cabe o papel — desgraçado — de escolher adesão subordinada e lesiva ou ao imperialismo — decadente — anglo-sionista ou ao — emergente — chinês. Cabe, isto sim, operar a rivalidade entre ambos para garantir, no máximo possível, desenvolvimento autóctone — do Brasil — e a realização máxima da sua soberania e dos seus interesses estratégicos. Em vez disso, o que temos é, de um lado, Heleno/ Bolsonaro/ Guedes/ Moro; e, do outro, “comunistas” da cepa de Flavio Dino, Cappelli e o Clã Pomar. Esses, talvez mais interessados no poder de agência — e nas comi$$ões, claro — franqueadas a quem representar o interesse comercial chinês no Brasil.

“Ideologia”?

“Geopolítica”?

Pffff…

Flávio Dino e seu “mini-me” brasiliense aprendem agora algo elementar: a CIA trai. Não adianta “entregar Alcântara” a eles, ou seja, pagar o óbulo ao Imperialismo (i.e., o dos EUA), e achar que, por isso, “agradecidos”, os gringos vão deixar passar “porto privado chinês” no Maranhão. Ainda mais se for fácil “pressionar”, dos bastidores, “comunista” que gosta de terno italiano sob medida e ex-revolucionário que mora em mansão em Brasília (de financiamento obscuro…) e (supostamente) bebe cachaça de USD 5 mil (se isso existir…) — tão logo sai da… cadeia (!).

A um BRASILEIRO cabe, ao contrário desses, lutar para que nunca mais a Nação fique refém de… reféns. De um “consenso” — secreto (mas evidente) — entre Generais entreguistas de extrema-direita e certos “comunistas revolucionários” (sic). Todos reunidos no mesmo cativeiro, pelos seus rabos presos. Peões do imperialismo que operam, com o seu “telecatch” de cada dia, a destruição do Estado Nacional Brasileiro.

É nesse espírito que finalmente vem aí, depois do Carnaval, a publicação de TODAS as contas CC5 do Banestado. Independentemente de se o criminoso, titular das mesmas, “lê” (?) Friedman & Hayek… ou Marx, Lenin & Mao (!).

Isso porque, no final, todos eles gostam mesmo é de vestir ternos… italianos!

E é exatamente por isso que estamos na presente situação.

Na mais absoluta… merda.

(desculpem-me o português franco)

*

Sim, vem aí — finalmente! — o #Banestado!

Ou seja, a virada já começou!

VIVA O BRASIL!

*

E adivinha quem — que qualidade de BRASILEIRO(A) — está nos ajudando, auditando tais documentos?

“Como Maria Lucia Fattorelli comentou no Duplo Expresso na última sexta-feira, a crise social no Brasil não tem paralelos em nossa História. A classe média está sendo pauperizada como nunca antes, de forma estrutural e não apenas conjuntural. Comentei desta foto, recebida de um expressonauta de SP na semana passada, constatando e registrando em imagem que cada vez mais indivíduos brancos, de classe média, vendem balinha nos semáforos da nossa capital financeira. Pra não morrerem de fome. Pois imagine nos “grotões”?
*
Dá pra esperar “2022”?
O que exatamente seria mudado depois de “2022”, com os atores colocados hoje?
Haddad, Ciro, Dino, Huck, Moro, Witzel, Mourão, Bolsonaro…
*
Não dá pra ficar mais no “telecatch”.
E também deixar o Brasil refém de quem é refém de dossiês.
Como o #Banestado, p.e.
Algo poderosíssimo na fabricação de “consensos políticos” – clandestinos – reunindo direita e “esquerda”. O resultado do consenso (como tb entrega do pré-sal, desmonte da Petrobrás, reforma da previdência, não auditoria da dívida, enterro do Banestado, independência do Banco Central, Securitização…) é este aí, na foto”.
*
No lugar de “comunistões pragmaticões” (de terno italiano), fico é com a síntese insuperável da Expressonauta mais especial, Adriana Oliveira: “Até eu que sou uma empregada doméstica, cinquentona que até 2014 não tinha nem Whatsapp, já entendi claramente que na verdade o ‘Golpe’ foi um acordo de todas as forças políticas para não terem que enfrentar a elite rentista interna e externa. Pronto falei”.
Falou e disse!
Ora, justamente o tal do “grande acordo nacional” do Jucá…
Lembra?
*
E supostos “especialistas” a falar que a política brasileira nunca esteve tão “polarizada”, “radicalizada”, “instável”…
Balela!
(beeem motivada…)
Na verdade, a classe política nunca esteve — programaticamente — mais unida!
*
Mas e o resto?
E as Damares, Weintraub, Moro, Bolso-filhos, Bolso-pai, o… ?
Contra os Cappelli, Greenwald, Dino, Haddad, Ciro, Lula, o… ?
– Telecatch, uai!
Mais que necessário para a consecução do plano.
(comum)

Ler mais

Debandada: “Marxistas” deixam Duplo Expresso (o affair Jones Manoel)

Se bem que o lastro “concreto” — muuuito concreto, digamos… — para a “divergência teórica” (sic) que Jones Manoel cavou com Nildo Ouriques merecia vir a público, sim, para que se veja bem o que, exatamente, anima certo tipo de “marxista revolucionário nacionalista terceiro-mundista latino-americano pseudo ‘Malandro'”…
Chocou a minha “moral pequeno-burguesa”, digamos…

Ler mais

“Heresia contra a Nação”, é? Adoro!

Ah, a Embraer….
O passarinho “migrou” para o Norte…
Quer dizer…
Não batendo asas, intrépida, como antes voou o mundo…
Não…
Pelo contrário: foi-se — de vez!
E derretida em ácido!
Praxe no desmanche de mercadoria… roubada?
Será?
Não sei, não sou ladrão…
(nem ajudante — local — de ladrão, por esse ~comprado~)
Derretida foi-se a Embraer, sim…
E derretida dentro do estômago de outro pássaro, imagine!
Uma certa”Águia Careca”…
Ave de rapina, afinal.

Ler mais

Porra, trocaram “o assassino da Marielle”?! E só eu notei? “Loucura” (coletiva)?

É inacreditável constatar que caso eu, Romulus Maya, tivesse (“feito a Ariclê” e…) aproveitado para ir esquiar em St. Moritz, aqui do lado, NINGUÉM anotaria que, da semana passada para cá, a “pinça” PIG/ PIGuinho “Vermelho” — na maior cara de pau e sem qualquer “explicação” — simplesmente trocou o (pela “pinça” alegado…) “assassino de Marielle” (!)
P.Q.P.!
Só tem eu nessa bagaça com neurônio?

Ler mais

Ressurreição (no Terreiro D.E.): só “volta” quem um dia “se foi”, Maria…

“Com você é natural… e o faz de forma brilhante. Os elementos geopolíticos da crise, a impecável análise do emaranhado institucional, a aterrorizante compreensão das armadilhas que podem blindar o golpe no day after, o “sorriso da Mona Lisa” que descreve tão bem o enigma do papel das Forças Armadas… Maquiavel na veia!”

Ler mais

Maria-Ariclê Grey detona: “‘Primadonna’ do D.E. se queimou! Só falta nude agora…”. Falta?

A vida — e a morte — não dão segundas chances. Pense (muito) nisso antes de brigar feio com alguém…
— “Ainnnn, que mal gosto!”
Sim, bicha, como eu, é escrota…
Escrotíssima…
Senso de humor que corta mais que “navalha de trava na quebrada”, sabe?
Alguma concessão a vida tinha que nos autorizar, certo?

Ler mais

“Preto no branco”: D.E. “racista”? “Não, Iracema! Eu NÃO perdi o seu retrato”!

Há uma enorme imprecisão neste texto. Dramática. Da família pobre saiu outra pessoa para sucesso profissional e social. Na verdade, em trajetória muito mais fantástica – e excepcional – que a do meu pai. Isso porque não se chama… “Brillo”. E não tem tampouco mãe de olhos azuis. Na verdade, muito longe disso: é preto. Preto retinto. Assim como a (nossa) “Tia Benedita”, comum. Aquela que, até no nome, era… preta (como sempre ouvi). Mostrando o quão falso, odioso, injusto, são todos os estereótipos alimentados para reforçar o racismo – estrutural – do Brasil, como 99,999…% dos pretos (e pardos) do nosso país, nem Tia Benedita nem tampouco o “Primo Jorge” nunca foram… “malandros”. E, no entanto, certamente a sociedade brasileira sempre os terá – majoritariamente – tratado assim. I.e., até “Primo Jorge” ter ficado – por mérito artístico excepcional – rico e famoso. Até em nível internacional!
A sacanagem, a ajudar os racistas do Brasil, é que sempre haverá a tal da “exceção que confirma a regra”. A laranja podre do cesto. Na semana passada, lamentavelmente travei contato com a mesma. E, (muito!) contrafeito, ora sou forçado a expô-la enquanto tal. Na qualidade de (autointitulado) “Cacique Juruna do Séc. XXI”. Ou seja, com áudio e vídeo. Tudo gravado.

Ler mais

“Cui Bono” (finalmente): quem matou Marielle? E por quê?

Sim, os Bolsonaro são parte da trama. Mas de forma ainda mais sinistra do que vem especulando o senso comum na atualidade.
Dossiê completo, no estilo D.E. (relatos de fontes, devidamente checados, links e prints. Muitos prints…)
Mais — EXCLUSIVO: as “esquisitices” apontadas pelos laudos da perícia criminal do local do assassinato, contradizendo a narrativa oficial em diversos pontos. Sim, temos os laudos! E também a análise dos mesmos, feita por perito veterano, amigo do blog.
Atualizado: (i) o segundo carro envolvido, ocultado pelos “investigadores”; (ii) o esquema de placas fantasma; (iii) a impossibilidade física; (iv) o plano dos mandantes do crime.

Ler mais

“Kompromat”: sexo, crime, dinheiro, chantagem – o explosivo submundo da disputa pelo PT

O termo “Kompromat” refere-se ao jargão da inteligência russa, de uso já universalizado, para denotar operações de coleta de informações comprometedoras sobre determinado indivíduo para utilização em chantagem e manipulação, tipicamente com finalidades políticas. E não seria muito diferente no relato abaixo. A diferença é que sai de cena a fria Rússia dos romances de espionagem e entra, no seu lugar, a grande São Paulo. E o calor da disputa pela Presidência do PT, maior partido de oposição no Brasil, a ser decidida em apenas quatro semanas, no congresso nacional do partido.
O relato do “kompromaPT”, e o acerto subsequente, foi apurado e checado com (i) fontes no Sindicato dos Metalúrgicos do ABC, onde o caso é de amplo conhecimento; (ii) dirigente da CNB, a tendência de Lula, onde também é bastante conhecido; e (iii) fontes na Segurança Pública do Estado de São Paulo.

Ler mais

Na trave! Como Glauber Braga – e D.E. – adiaram fechamento do regime

Trabalho conjunto do Duplo Expresso com o Deputado Glauber Braga já constitui — concretamente — obstáculo ao “Patriot Act” Tabajara e ao fechamento — clandestino — do regime no Brasil.
Foi Glauber quem forçou, nesta semana, a retirada de pauta de uma das suas pernas mais terríveis, o PL 1595/2019, do Deputado Major Vitor Hugo — treinado a vida toda no Exército para operações de “inteligência” (arapongagem). E controle.
Se não houvesse Duplo Expresso tinha passado. Sem ninguém saber. Simples assim.
Não sabe quem é Vitor Hugo, o homem que o Exército colocou, cuidadosamente, como líder do Governo na Câmara?
Pois segue a ficha completa. Bem como seus — terríveis — planos para o Brasil.

Ler mais

Sim: Lava Jato usa Mantega para desnacionalizar petroquímica! (e o D.E. acerta mais uma, hein?)

Lava Jato rompeu pacto secreto com a Banca. Foi pra cima de Guido Mantega para forçar Bradesco e demais a aceitar perder garantia do empréstimo multi-bilionário à Odebrecht: a Braskem.
Ou seja, é a Lava Jato mais uma vez operando para os EUA para desnacionalizar um setor inteiro da economia brasileira: a petroquímica.
Previmos o movimento ainda em 22 de agosto. Chega a ser transparente quase. E é por isso que o D.E., infelizmente, não erra uma.

Ler mais

“Vista preto”, hoje, mesmo. Afinal, a “esquerda” teve morte cerebral!

A maior derrota da esquerda nestes 8 meses e pouco de Bolsonaro – e Generais – no poder é contribuir, de forma indispensável, para que esses continuem alimentando nas suas bases – sobretudo militares e forças auxiliares – a ideia de que eles são os nacionalistas e a esquerda, anti-nacional. O último episódio, em que UNE e PT chamam seus membros a saírem de preto hoje, 7 de setembro, a Data Nacional, é exatamente o tipo de simbologia que Bolsonaro e Generais usam para reforçar ainda mais o vínculo com a sua base. Fica o simbólico e sai de cena o concreto: Alcântara, Petrobras, Pré-sal, Eletrobras, Correios, Embraer. 7 de setembro: mais nacionalismo popular, menos lacração.

Ler mais

Lava Jato rompe “pactos secretos” e prepara grande armação. Para cima de quem?

Em suma: vem aí uma grande armação em Curitiba.
Palavras-chave: “Braskem”, “pastas secretas” – retroativas (!) – com nomes de “recebedores de propina” (sic), Guido Mantega – alguém ao mesmo tempo “do PT” mas também “ex-Ministro da Fazenda” (bancos/ compra de informação privilegiada).
Há, portanto, dois alvos potenciais bastante óbvios: PT (Lula?) e bancos.
Haverá outros?
Quais nomes entrarão, retroativamente!, nas tais “pastas secretas” (sic)?
Armação da grossa, minha gente!

Ler mais

“Bin Laden” de Niterói: uma hipótese… híbrida!

Poderia se tratar de um novo “Adélio”, traído no desfecho final, para — desta vez — queimar o arquivo. Afinal, outro “maluco” (apenas) “internado perpetuamente” pelo Judiciário — nesse caso — pegaria mal…
Sendo verdadeiro ou não o incidente, há uma grande operação de comunicação sendo tocada em cima, com direito a grade de programação sendo derrubada pela manhã em canais de TV.
Fosse o caso de conspiração, poderia se tratar não de um “sombra” (pária da comunidade de segurança) queimado — o sequestrador supostamente trabalhava como vigilante — , mas até mesmo de um P2 fazendo uma encenação.
Impressionam as “coincidências”.
Mas, para além disso, as contradições: flagramos a Globo mudando de versão. Com prints!
Confira.

Ler mais

Bomba: fraude na “Lei de abuso de autoridade”! — é a guerra híbrida, estúpido!

Poxa, ninguém tem tutano suficiente para ter desconfiado quando o próprio PSL, o partido de Bolsonaro (!), deu o quórum necessário para a votação (em vez de obstruir!), minha gente?! 
O que é que há? 
Já estão colocando LSD na água de todos os brasileiros, Jesus?! 
Dureza, hein? 

Ler mais

O “golpe militar”, o “sincericídio” — plantado — de Toffoli e o General tarado

Sobre a entrevista do Presidente do STF à Veja. Incrível que as “análises” limitem-se ou a reproduzir o texto ou, quando muito, sintetizar o seu conteúdo, comprando-o – e, mais importante, vendendo-o – pelo valor de face.
“Toffoli, Rodrigo Maia e Davi Alcolumbre evitaram tanques nas ruas em abril! Estamos à beira do golpe militar mesmo, Jesus!”
Sei…
Tem coisa melhor do que dar golpe militar…
– … sem mesmo dar?
É nesse registro que se encaixa também a farsa da “transferência de Lula para o Presídio de Tremembé”.
Palavras-Chave: caos controlado; abordagem indireta; espectro total; aproximações sucessivas; dissonância cognitiva; viés de confirmação.

Ler mais

Game-over: técnicos destroem a farsa de Moro com o seu “Arara-hacker”

Algo está muito errado quando nenhum veículo brasileiro (fora o Duplo Expresso), seja ele de direita ou de “esquerda”, sai a campo para apurar, de forma independente, se a “estória” contada pela dupla Sergio Moro/ “Arara-hacker” faz sentido do ponto de vista estritamente técnico. Foi valendo-nos justamente dos aspectos técnicos que cravamos, ainda na quarta-feira, que aquilo tudo se tratava de uma grande farsa. Pois eis que temos de contar com uma voz do neocolonialismo europeu, o El País, para finalmente encontrar estampada nas páginas de um jornal a visão — totalmente cética — dos profissionais da área e dos pesquisadores de nossas melhores universidades.
Ali, ninguém dá 10 centavos pela novela de Gloria Perez, digo, de Sergio Moro, transmitida no horário nobre da Globo nesta semana.
“Algo está muito errado”, disse eu ali em cima?
Que nada: está é muito certo, ora!
É a “guerra híbrida”, estúpido!
Com direito Manuela Davila e tudo…
“Boa” notícia, contudo, sobre nossa denúncia (antes isolada) acerca da iminência do fechamento do regime com o “Patriot Act” tabajara: já fomos plagiados, digo, “divulgados”, por Luis Nassif…

Ler mais

Exclusivo: a “deportação” de Glenn Greenwald e o “Patriot Act” tabajara

Jornalistas, deputados, ativistas… todo mundo caiu na fake news, plantada por Sergio Moro, de “deportação” (sic) iminente de Glenn Greenwald. Enquanto isso, providencialmente, nenhum desses fala sobre o projeto de “Patriot Act” tabajara, em tramitação na Câmara dos Deputados. O PL 2.418/2019 legaliza o monitoramento – em tempo real – pelo Exército de todas as conversas mantidas no Brasil por meio de aplicativos de troca instantânea de mensagens (emails, Whatsapp, Facebook, Instagram, Twitter, aplicativos para encontros amorosos…).
Sobre mais esse furo do Duplo Expresso, e a sua vinculação a Glenn Greenwald, diz Pepe Escobar: “vocês DETONARAM desmontando toda a farsa. Existe alguma outra desconstrução a esse nível no Brasil? O ‘limited hangout’ só poderia levar a um ‘Patriot Act’. Acertaram na mosca!”

Ler mais

Exclusivo: Moro – e Greenwald – enterram “hacker”. E com destruição de “provas”!

O texto abaixo reflete, mais uma vez, postagens feitas há pouco por mim no twitter. Muitas novidades, no dia em que:
(i) Glenn Greenwald “assumiu” affair com o “hacker de Taubaté” (?!). Apenas para — meia hora depois! — (tentar) voltar atrás;
Notar: depois do que relevamos ontem, refutando – tecnica e inapelavelmente – a “narrativa” do “hacker de Araraquara”, Glenn empalmar tal “dubiedade”, tendendo discursivamente na verdade à confirmação (!) é, sim, sem tirar nem por, mentir. Pior: junto com Sergio Moro.
(ii) Moro, ciente dos furos na “estória” que vem apresentando desde terça-feira, corre para — segure-se na cadeira, leitor! — DESTRUIR (assumidamente!) todas as “provas”.
Confira, ainda, a série de C.Q.D.s coletados pelas “Cassandras” do D.E. em mais esta “rodada”.
Mas, muito mais importante do que isso, conheça o que provavelmente vem por aí: o fechamento — clandestino — do Regime.
Palavra de quem, até aqui, (infelizmente!) não tem errado uma…

Ler mais