STF: quem é quem na derrota que Gleisi – e Lula – impuseram à Lava Jato

Gleisi foi absolvida da acusação de caixa 2 eleitoral pelo placar, apertado, de 3×2. Um voto apenas de diferença. Acreditem: de Gilmar Mendes!
Na semana passada, quando as perspectivas eram desfavoráveis, silêncio eloquente gritava. No site do PT, depois de (longas) 12h, apenas o discurso de Roberto Requião em defesa de Gleisi. Mais “inusitado” ainda, repercutido – em vez de por políticos da sigla – apenas pelo Ministro Marco Aurélio Mello.
Onde? No Plenário do STF. Em plena sessão. Claramente visando a persuadir seus pares a não subirem mais um degrau na escalada do arbítrio. Medida extrema tomada, obviamente, por necessidade.
Dessa forma, o Duplo Expresso celebra esta importante vitória de Gleisi – e de Lula – na certeza de que, em vez de arrefecer seus ânimos, em verdade fortalecerá ainda mais a determinação de ambos de lutar para derrotar o Golpe. Já em 2018. Porque o Brasil tem pressa.

Ler mais

Alerta: “Plano B” e STF tramam cassação de Gleisi amanhã

O disparo dos arsenais do Golpe vai sendo feito, sucessivamente, conforme a necessidade:
(1) Não ganharam em 2014?
Destituíram a Presidente eleita.
(2) A campanha judicial-midiática não inviabilizou Lula eleitoralmente, conforme o planejado?
Cassam-se os seus direitos políticos.
E aí chegamos ao novo degrau:
(3) Não conseguiram dobrar Lula e fazê-lo entrar “no esquema” nem com o seu encarceramento?
Certificam-se de que, abatendo todas as demais opções, não terão como não impor – ao próprio – o nome a ser indicado como “o candidato do Lula” (sic).
E é aí que entra a Senadora Gleisi Hoffmann. Por tratar-se de “decisão colegiada”, eventual condenação de Gleisi no STF amanhã cassaria os seus direitos políticos por força da Lei da Ficha Limpa. Numa tacada só (i) derrubam uma rival à “unção” – contratada – do “Plano B”; e (ii) deixam Gleisi à mercê das violências jurídicas perpetradas por Sergio Moro.
Conveniente: dessa maneira, a parcialidade do STF, que livrou Aécio e Serra, não ficaria evidenciada. “O problema é o Moro”, sabe…

Ler mais

“Camisa da CBF vermelha”: militontos vestem Cavalo de Tróia e Golpe agradece

A tal “camisa da CBF vermelha” – não sendo resultado de infiltração – é o maior “presente involuntário”/ tiro no pé dado ao Golpe pela esquerda neste ano.
Sim, “de boas intenções o inferno está cheio”… mas ver profissionais da política/ militância impulsionando tal estupidez é de cortar os pulsos.
“Ah, então você quer que eu vista a camisa da CBF, tal qual um manifestoche?”
Não… vista-se como quiser. Eu, por exemplo, verei os jogos à paisana.
Mas – por favor – não ajude o Golpe a fazer o brasileiro engolir o desmonte que – ele! – promove do Brasil mesmerizando-o com o fantasma da tal “bolivarianização” do “Foro de São Paulo” fruto do “comunismo INTERNACIONAL” que quer “mudar nossa bandeirazzZZZzzzZzZZzzz…” .
Quem ataca o Brasil são eles – e não nós! Pois vamos vestir a carapuça? Passar recibo de “antinacionais”? Dureza!

Ler mais

Vodu judicial e “meta-cidadania”: urge fazer greve e manifestação pelo direito de fazer… greve e manifestação!

Mais uma vez estamos diante dos mesmos (aprendizes de) feiticeiros vestidos de preto (togas), com sortilégios pronunciados em uma língua morta (latim) e seus “assustadores” bonecos de vodu (decisões judiciais ilegais).
Os alvos da vez: caminhoneiros, petroleiros e o PT/ CUT. Se esses últimos derem fé (FÉ!) ao “poder” (?) dos bruxos nesta rodada (2018), terão suas espinhas dorsais quebradas. E, assim, não poderão sequer voltar para novas disputas.
Perguntem aos mineiros do norte da Inglaterra – onde o desemprego PERPÉTUO passa de pai para filho já há 3 gerações! – o que foi que Margareth Thatcher fez com eles.
Que poder – real – tem um Ministro do STF para impor uma multa de mais de meio bilhão a transportadores grevistas? Se eles pararem novamente, vai ele fazer hora extra como motoboy e entregar combustível e víveres Brasil afora?
Na ausência de Lei, que é certa, apenas a FÉ (má-fé?) “pode” (?) conferir tal “poder” – manifestamente arbitrário – a “juizecos”.
Novamente: é vodu judicial!

Ler mais

“Bolsa desaba e dólar dispara” – como Globonews e CBN criaram o “coxinha”

Você lembrará deste texto quando vir um “coxinha” analfabeto político (e econômico) arrancando os cabelos hoje porque “o dólar disparou” e “a bolsa desabou” depois do anúncio da demissão de Pedro Parente.
É impressionante como essas rádios de noticia 24h são “para yuppies”: todas têm “colunista de vinhos”; “investimentos no mercado financeiro”; “alta gastronomia”; “viagens”; “empreendedorismo e startups”; “fitness” (sim: em inglês!); “comportamento (descolado)”; etc. Não é à toa que a classe média brasileira – ouvindo isso 24h por dia (no carro, na sala de espera do dentista, no táxi…) – passou a se achar “empreendedor”, “investidor”, “sofisticado”. “Muito diferente do povão, né… fala sério!”
O que eles não veem é que não valem o que eles pensam que valem “em dólar”. O valor deles é diretamente proporcional ao da economia brasileira. Eles não são “tradable”. Não podem ser exportados: só o Brasil os compra “pelo valor de face”.

Ler mais

Alerta: Carmen Lúcia é resposta do Golpe para queda de Temer

Por incrível que pareça, a queda de Temer – se caísse sozinho – seria pior para a resistência democrática do que a sua manutenção com o seu atual estado de debilidade. Dessa forma, a luta tem que ser contra o Golpe, como um todo. Com especial ênfase no seu programa econômico, financista e entreguista. Programa esse cuja aplicação levou a, entre outras coisas, a atual conflagração com os caminhoneiros.
A “fulanização” da crise na pessoa de Temer pode levar o comando transnacional do Golpe a, caso as coisas piorem ainda mais, simplesmente apertar o botão “ejetar”. E manda-lo para os ares. Mas, aí, quem de fato cairia de paraquedas seria Carmen Lúcia. E na Presidência da República! Isso significaria que o Judiciário e a Globo assumiriam o comando do país diretamente, sem sequer a mediação da ala direita da política – muitas vezes, para nosso benefício, disruptiva, com seguidos curtos-circuitos (vide “JBS” e a prisão dos “operadores” de Temer, p.e.).
Notem: essa ala direita – ao contrário do comando transnacional do Golpe – vai, ela também, precisar de votos – da “plebe” – em outubro próximo.
Em suma, é “abaixo o Golpe”/ “Brasil soberano”/ “Lula livre”. E não “Fora, (só) Temer”!

Ler mais

Venezuela: polarizar ou ser “isentão”?

Perguntam “como podem pessoas comprometidas com o Estado de direito e a libertação do Lula no Brasil comemoram a eleição na Venezuela”. Talvez porque em ambos os casos tais pessoas lutem contra o imperialismo e o ataque às respectivas soberanias, não necessariamente aprovando toda e qualquer medida tomada. Nem por Maduro, nem por… Lula! É possível apoiar criticamente, diante de um mal maior (como, aliás, ocorre numa votação de segundo turno, a não ser que se anule o voto!). Ainda mais quando a oposição venezuelana é o que é: golpista. Eles respeitam Estado de direito? Aliás, os EUA respeitam o direito internacional?

Ler mais

Venezuela humilha: observadores internacionais explicam eleição à prova de fraude

O Duplo Expresso traz, direto de Caracas, o depoimento de dois ilustres representantes do corpo de observadores internacionais das eleições que se realizaram neste domingo na Venezuela: o Embaixador Samuel Pinheiro Guimarães e o jurista Luiz Moreira. Num espírito cosmopolita, ambos levam para além das nossas fronteiras o combate que vêm travando contra a onda golpista no Hemisfério. Desnecessário dizer que nossa honra em ter a ambos como comentaristas do Duplo Expresso, se possível fosse, ficaria ainda maior.
O relato sobre os aspectos técnicos envolvidos – à prova de fraude – são de matar brasileiros de inveja.

Ler mais

“Lobisomem”: com Requião, Lula coloca faca no pescoço dos traíras (e do Golpe!)

Com Requião viabilizando-se no MDB, Lula, Gleisi e os demais legitimistas no PT colocam uma faca no pescoço dos articuladores do “Plano B”: ou baixam a bola ou Lula indica como ‘o’ seu candidato… Requião!
Quem segura?
Dupla alavanca: não só se encosta o “Plano B” na parede como também o próprio Golpe. Afinal, se há alguém que os seus articuladores – estrangeiros e “brasileiros” (entre aspas) – temem mais do que Lula é o próprio Requião.
Ameaçados, seriam forçados a negociar com o Lula. Além da sua liberdade, teriam de permitir a alternativa: a sua própria candidatura.
Jogada de mestre.

Ler mais

Duplo Expresso 10/mai/2018

Destaques:
– O Embaixador Samuel Pinheiro Guimarães comenta a atualidade política do Brasil e do mundo.
– O sociólogo, cientista político e arabista Lejeune Mirhan fala sobre: “Eleição no Líbano e a mudança do cenário político e estratégico do Oriente Médio”.
– A jornalista Niobe Cunha comenta: “Alô! Alô! Terezinha: eu vim para confundir, não para explicar”.
– Wellington Calasans e Romulus Maya fazem a análise da conjuntura política.

Ler mais

Lula retribui fidelidade e sai em defesa de Gleisi – D.E. avisou!

Hoje vem o próprio Lula, em carta endereçada a Gleisi, defende-la dos ataques perpetrados pelos articuladores do “Plano B”. Ao reafirmar expressamente a sua candidatura pela boca da Senadora – i.e., mais uma vez – o Presidente prestigia a mesma, ratificando, para além de qualquer dúvida, a sua condição de única porta-voz e representante daquele que foi sequestrado pelo Golpe.
Para nossa surpresa, contudo, somos obrigados a registrar como fonte da nova carta de Lula a Gleisi a mais notória “agro-jornalista” – aquela que vive de plantar “notinhas” – em atividade no PIG, o Partido da Imprensa Golpista: Monica Bergamo, da Folha de S. Paulo. Ora, trata-se da a plataforma preferencial para o lançamento dos seguidos balões de ensaio que tentam fazer o (pobre do) “Plano B” acontecer!
Oremos para que tenha sido tão somente um pequeno lapso, a ser tributado, quem sabe, aos tantos anos de convivência entre o sapo – o PT – e o escorpião – o PIG.
*
ATUALIZAÇÃO: “quem não chora não mama” – depois da cobrança do Duplo Expresso aqui neste artigo, a carta foi finalmente (re-!)publicada no perfil oficial de Lula no Facebook. Confira.

Ler mais

“Plano B” nervoso: a base – e Gleisi – impedem sabotagem a Lula

Atualizado em 9/mai/2018 – 13:23
O fato de Gleisi e a base terem fechado questão em torno da candidatura de Lula forçou os apoiadores do “Plano B” – na política e na “GloBosfera” – a saírem do armário. É evidente que todos, por conveniência político-eleitoral, queriam poder seguir dizendo, ad eternum, que “lutaram” pela candidatura de Lula, mas… “não deu”. Acreditavam que seria fácil dobrar o Presidente com a prisão.
Na verdade, o apoio a Lula em vez de arrefecer só faz é crescer. Com isso, o binômio Gleisi-Lula segue tendo em suas mãos a última cartada para tentarmos derrotar o Golpe nesta geração política: colocar em xeque o projeto de eleições fraudulentas – em que o Golpe deseja escalar os times… hmmm… “adversários” (aspas!), à direita e à “esquerda” (novas aspas!).
Paradoxalmente, quanto mais os partidários do “Plano B” veem-se forçados a expor – já agora, mais de 3 meses antes do registro das candidaturas – a sabotagem que vinham fazendo (até aqui insidiosamente) a Lula, mais dependentes ficam do “dedazo” do ex-Presidente para levarem a indicação do PT. Isso porque mais se queimam com as bases fieis a Lula. Que ironia!

Ler mais

Duplo Expresso 9/mai/2018

Destaques:
– A arquiteta mestra em Engenharia Civil Patrícia Vauquier comenta: “Um ano de Emmanuel Macron: o tamanho do golpe”
– O jornalista e integrante do Diretório Nacional do PDT Osvaldo Maneschy e o advogado Samuel Gomes falam sobre: “Voto impresso: nosso único comprovante”
– Wellington Calasans e Romulus Maya fazem a análise da conjuntura política.

Ler mais

Duplo Expresso 8/mai/2018

Destaques:
– O especialista em Minas e Energia e PHD em Engenharia na área do petróleo, Paulo César Ribeiro Lima fala sobre: “Royalties do Pré-sal e o empobrecimento do Nordeste”
– O doutor em Economia Gustavo Galvão comenta: “O sangramento político dos royalties do petróleo”
– Wellington Calasans e Romulus Maya fazem a análise da conjuntura política.

Ler mais

Duplo Expresso 7/mai/2018

Destaques:
– João Vicente Goulart fala sobre: “Como organizar a luta dos trabalhadores contra o avanço ultraliberal no Brasil”
– O arquiteto e comentarista de design e empatia Carlos Krebs comenta: “Brasil: Futuro do Presente, Futuro do Pretérito”
– Wellington Calasans e Romulus Maya fazem a análise da conjuntura política.

Ler mais

“Maio de 1968”: a primeira “Primavera”… made in CIA?

– Terá sido o “Maio de 1968” em Paris – aquele do “é proibido proibir”… o que derrubou o General de Gaulle… – (em parte) impulsionado pelos EUA? Teria ele sido a primeira “Primavera”? A primeira “revolução colorida” da estudantada… made in CIA?
– Fatos: (1) De Gaulle tinha TIRADO França da OTAN; (2) visitado a URSS; e (3) gritado “vive le Québec libre!” no quintal dos EUA (Canadá).
– Mais: sabemos agora – como fato histórico – que a CIA bancava quase toda a intelectualidade de esquerda francesa? Especialmente a crítica do Partido Comunista Francês? E os filósofos “pós-modernos”? Aqueles cujos “filhos” e “netos” intelectuais (bastardos?) hoje tanto dificultam a unidade da esquerda com o “identitarismo” radical?
– Com direito a depoimento de quem estava lá, na “Paris que queimava”!

Ler mais

Armação na “tragédia do 1º de Maio”: o prédio de SP foi implodido?

Mais uma vez o Duplo Expresso faz a meta-análise e desafia as “narrativas” paralelas – de sinais trocados – difundidas pela imprensa golpista e pela sua gêmea siamesa, a “GloBosfera”, para manipular o debate político usando a tática da pinça. Wellington Calasans, desde a emissão de 2/mai/2018 do Duplo Expresso, trouxe a palavra de expert do Clube de Engenharia da Dinamarca, estupefato com os elementos suspeitos presentes nas imagens da queda do prédio. Assista.

Ler mais

Beabá: quem é o doleiro que pode destruir Moro – e como ele trabalha

O sistema dólar-cabo é, digamos, o “tataravô” das criptomoedas. Não passa pelo Banco Central!. Quer dizer, não passa na saída. Passa na volta, quando entra como (pseudo!) “investidor estrangeiro”. As entregas e retiradas de dinheiro em Reais/ Dólar são físicas no Brasil, usando carro forte e tudo! A pessoa, p.e., dá 10 milhões em Reais e o doleiro faz aparecer numa conta offshore, em paraíso fiscal (como a Suíça) o valor correspondente em Dólar. Mas é como banco: não é o mesmo dinheiro físico. O doleiro – já – tem fundos fora (em USD) e dentro do brasil (nas duas moedas). Esse seria o “capital social” do “banco”, digamos. E vai fazendo as compensações no Brasil e no respectivo paraíso fiscal, tirando a sua comissão. Know-how legitimamente brasileiro! Aqui na Suíça, p.e., há casas que fazem remessas de imigrantes para os seus países de origem nesse mesmo esquema. Quase todas são de doleiros… brasileiros!

Ler mais

Duplo Expresso 4/mai/2018

Destaques:
– O advogado Rubens Rodrigues Francisco comenta: “Advocacia surreal: ‘O Crime do Padre Amaro’ – para além da literatura realista”.
– O antropólogo João de Athayde fala sobre: ““Rainha Nzinga, Palmares e um mar de resistência”
– Wellington Calasans e Romulus Maya fazem a análise da conjuntura política.

Ler mais

Análise: Gleisi, a primeira convocada por Lula, sai da semana fortalecida

Resumo da ópera:
– Gleisi Hoffmann sai desta semana fortalecida dentro do PT. E, por tabela, sai também fortalecido aquele a quem ela tem dado sustentação na disputa que se trava dentro da sigla: o Presidente Lula. Ainda por tabela, sai também fortalecida a resistência democrática, que tem na candidatura de Lula – “até as últimas consequências” (apud Gleisi Hoffmann) – as suas melhores chances de sucesso contra o Golpe.
– No verso da moeda, saem enfraquecidos os articuladores do “Plano B”. Com “B” de “B’ola nas costas” e de “B’astardo do golpe.
– Não fosse o ex-Ministro de confissão judaica, poder-se-ia dizer que Jacques Wagner, que acompanhava Gleisi, “beijou a Cruz”.
– A análise completa da visita de Gleisi e do seu subtexto amanhã, no Duplo Expresso. Até lá.

Ler mais

A farsa da Lava Jato com o doleiro Dario Me$$er: o Duplo Expresso avisou!

Atualizado em 3/mai/2018 – 21:21
Sim, o Duplo Expresso avisou… e desde 2016. Culminando na publicação do artigo “Sergio Moro & Dario Messer, o doleiro: o elo ‘perdido’ – e explosivo – ligando Lava Jato e Bane$tado”, em 7/jan/2018.
– Moro/ Bretas/ EUA visam não apenas a se blindarem contra a possibilidade de traições – no governo Temer/ PMDB/ PSDB, no STF/ STJ, na Globo, na Avenida Paulista e… no “PT JUDICIÁRIO” (e no “PT com rabo preso”) – como também a garantir a consecução do seu objetivo político maior nos processos – leia-se “delenda Lula, delenda PT ” – quando os recursos começam a chegar a Brasília (onde passa a haver choques com o STF e o STJ).
(mais: “delenda bois de piranha no PSDB/ PMDB/ ‘Centrão'”)
– Bônus: Moro e Bretas (e EUA) podem ainda estar fartos da chantagem de Eduardo Cunha – e associados. Resolveram então desarmá-los, controlando a fonte primária do dossiê “Banestado”. O custo de imagem da blindagem a Cunha – uma cortesia do Duplo Expresso – pode ter se tornado caro demais. Pegam os ácidos limões que o Duplo Expresso atirou (Cunha & Messer) – até aqui com exclusividade (por que será?) – e fazem uma limonada.
(será “limodada suíça”?)
– Se alguém ainda acreditava no sucesso dos recursos de Lula em Brasília e colocava aí (ingenuamente) as suas fichas na luta contra o Golpe…
– Precisa desenhar, Lula? Precisa desenhar, (ala não-traíra do) PT? Precisa desenhar, bois de piranha da direita? Então a gente desenha…

Ler mais

Sergio Moro & Dario Messer, o doleiro: o elo “perdido” – e explosivo – ligando Lava Jato e Bane$tado

(artigo originalmente publicado em 7/jan/2018)
Segundo fonte nossa na comunidade de inteligência europeia, os “operadores” do enterro do escândalo do Banestado – de longe o maior caso de corrupção de todos os tempos: mais de 134 bilhões! De dólares! – teriam recebido 0,8% desse montante para operacionalizar o “desmonte”. Por óbvio, entre os “coveiros” necessariamente se encontravam membros do Judiciário. Os “operadores jurídicos” do “enterro” também teriam, portanto, entrado no rateio desse butim. Ou seja: 0,8% dos 134 bilhões de dólares. Nada menos que 1.072 bilhão de dólares! Vale lembrar que o juiz Sergio Moro, na qualidade de juiz de instrução, presidia as investigações então.

Ler mais

Duplo Expresso 3/mai/2018

Destaques:
– O Embaixador Samuel Pinheiro Guimarães comenta a atualidade política do Brasil e do mundo.
– A jornalista e comentarista de política Niobe Cunha fala sobre: “Fim da reportagem. Sobrevive o jornalismo de release”.
– Lejeune Mirhan, sociólogo, professor, escritor e arabista comenta: “Quais os interesses de Israel na queda de Bashar Al-Assad?”
– Wellington Calasans e Romulus Maya fazem a análise da conjuntura política.

Ler mais

Reencarnação do (queimado) “Plano B”: impor “vice” (viciado!) a Lula. Se-vícia!

Atualizado em 2/mai/19:12 (ver final e resumo audiovisual)
– Quem já negociou o pescoço de Lula está a defender que esse indique “desde já” o “seu” (?!) “candidato a vice”. Mencionam Haddad (e despistam com Celso Amorim e Jacques Wagner).
– Ora, já ensinava Brizola na sua infindável sabedoria: “vice tem que ficar ocupado. Ocioso, passa a conspirar contra o titular”. E isso vindo de alguém que se cercou dos melhores – Darcy Ribeiro e Nilo Batista – para a função, hein?
– Sobram poucas dúvidas sobre o porquê de haver hoje em Curitiba apenas 5 mil – bravas! – pessoas: diversos militantes do PT denunciam a não organização pelo partido de uma caravana sequer!
– Não surpreende: o objetivo da ala pelega do PT é justamente que Lula siga preso. Querem, ademais, que Lula – e a sua porta-voz, Gleisi Hoffmann – fiquem em posição de fraqueza, para que possam ser mais facilmente dobrados.
– Lembrando: o novo nome do “Plano B” – expressão tornada maldita pelo trabalho pertinaz do DuplEx – é “Lula tem que indicar, desde já, o seu vice”… “que nada tem a ver com Plano B” (sic)… “e poderá, perfeitamente, ser substituído na convenção em agosto” (sic). O raciocínio (deliberadamente) tortuoso assevera que, indicando um vice logo, “Lula preservaria o seu capital político… crescente”.
– Quem eles pensam enganar? Como dissemos meses atrás: “rei posto, rei morto”: ou sai candidato ou Lula já era!

Ler mais

Duplo Expresso 2/mai/2018

Destaques:
– A arquiteta e mestra em Engenharia Civil, Patrícia Vauquier comenta: “1⁰ de maio na França: movimentos divididos e sequestro pelos Black Blocs”
– O advogado Samuel Gomes fala sobre”Como o 1⁰ de maio resgatou o debate político no Brasil”
– O jurista Luiz Moreira comenta: “protagonismo judicial e Lula Livre”
– Romulus Maya e Wellington Calasans fazem a análise da conjuntura política

Ler mais