A resposta da China ao vírus tem sido “de tirar o fôlego”

O coronavírus abre uma verdadeira caixa de Pandora em biogenética. Permanecem questões sérias sobre experiências in vivo nas quais o consentimento de “pacientes” não será necessário – considerando a psicose coletiva inicialmente desenvolvida pela mídia corporativa ocidental e até a OMS em torno do coronavírus. O coronavírus pode muito bem se tornar um pretexto para experimentos genéticos via vacinas.

Ler mais

China: guerra biológica na guerra híbrida

O neoliberalismo é também neomalthusiano, ou seja, com a permanente concentração de renda, um objetivo e consequência das políticas neoliberais passa a ser o das pessoas ficarem descartáveis e de manutenção muito cara para o que produzem. Como manter milhões de seres humanos se apenas poucos milhares serão capazes de produzir o suficiente para mover esta roda da concentração de renda. Recordem o surgimento da AIDS, um erro de programação que logo encontrou resposta farmacêutica, pois atingia a área cercada dos super-ricos. Mas o ebola, circunscrito à África, continua a fazer sua matança.

Ler mais

Guerra Híbrida avança na América Latina – D.E. 30/jan/2020

Destaques:
(i) Romulus Maya faz a análise da conjuntura política.
(ii) O historiador Mario Maestri comenta: “Losurdo: um farsante no País dos Papagaios”.
(iii) A socióloga Angélica Lovatto comenta: “A importância da luta socialista na política brasileira hoje”.
(iv) Alejandro Acosta, editor do jornal Gazeta Revolucionária, comenta: “guerra híbrida avança na América Latina”.

Ler mais

O combate neste ano – D.E. 29/jan/2020

Destaques:
(i) Romulus Maya faz a análise da conjuntura política.
(ii) Pedro Otoni, cientista político e especialista em economia política, fundador das Brigadas Populares e membro da direção nacional da Intersindical – Central da Classe Trabalhadora, propõe estratégia para barrar o avanço do bolsonarismo em 2020, com foco nas eleições municipais deste ano.

Ler mais

O mundo e a América Latina

Os acontecimentos dos últimos meses na América Latina mostram uma instabilidade que, dadas algumas informações, parece ser obra dos E.U.A. como o foi a primeira Operação Condor. Esta última pode ser caracterizada como o processo de instauração de novos regimes nas principais economias latino-americanas de então.

Ler mais

150 anos da destruição do estado-nação paraguaio pelo exército brasileiro

A união do Império do Brasil e da Argentina liberal-unitária levaram o Paraguai a uma guerra que não poderia vencer. Quando as tropas da Tríplice Aliança invadiram o país, em inícios de 1866, conheceram uma oposição inesperada, heróica e incondicional lutada sobretudo pela população rural, logo traída pelas classes dominantes. Não houve rendição. O exército paraguaio combateu praticamente até a extinção.
Não deixe de ler.

Ler mais

Cinco falácias anticomunistas e a conjuntura brasileira

A polarização arrasou o Centro político eleitoralmente, que agora tem conduzido a agenda econômica da extrema-direita neoliberal. As contradições entre o Palácio do Planalto e o Congresso Nacional não possuem o caráter antagônico, mas de colaboração competitiva. A colaboração se dá em uma intersecção que tem principalmente a agenda econômica como base, e a competição é a diferença de interesses que se movimentam de maneira mais difusa, com pautas relacionadas ao controle social, coercitivo-repressivo ou ideológico. 
Leia e compartilhe.

Ler mais

Distopia: Distorção e Desesperança vs. Consciência e Eros

Praticar o fortalecimento da psichi/alma, dos pensamentos/emoções/sentimentos é praticar o fortalecimento pessoal, social e político. Ligue-se em pessoas que estão na mesma frequência de onda, ou que estão buscando essa mesma frequência.  

Ler mais

Hy-Brazil: queimem os barcos!

12 anos após a Crise de 2008: o Capitalismo ainda continua sem nenhum arranjo global capaz de lhe restituir um mínimo de funcionalidade, nenhum Breton Woods II à vista.
7 anos após Junho de 2013: com o Brasil ainda vagando em seu interregno, proliferam os sintomas mórbidos, as criaturas monstruosas e os fenômenos bizarros, sem qualquer projeto de país capaz de viabilizar uma Nação.

Ler mais

Reflexões sobre a criação do Estado Nacional: o arcaísmo brasileiro

Como entendeu claramente Bonifácio, trocou-se a nacionalidade de uma potência, que poderia ser a maior do mundo, o Brasil unido a Portugal, por um autoritarismo provinciano, pela visão estreita e tacanha do despotismo que vem da insegurança, da arrogância que camufla o medo, do complexo de vira-lata, que submete corpo e alma.
Leia e divulgue.

Ler mais

21 uma pinóia!

Claro fica o objetivo de fomentarem discussões do tipo “Quem foi mais cruel, Hitler ou Stalin?” e levar os deputados a se perderem na contagem de corpos produzidos por “comunistas, fascistas e nazistas”. Possivelmente nem entrará em pauta a questão do nazismo ser considerado uma ideologia genocida pela ONU. Não fará a menor diferença. Pela técnica da “pinça”, direita e esquerda se digladiarão nesses aspectos ultrassecundários, em vez de se aterem ao principal, que em se aprovando qualquer parte desse PL de Eduardo Bolsonaro, os próprios partidos comunistas se tornariam ilegais, a menos que abdicassem de seus nomes e símbolos já centenários.
Leia, comente e divulgue.

Ler mais

Prepare-se – D.E. 23/jan/2020

Destaques:
(i) Romulus Maya faz a análise da conjuntura política.
(ii) Direto de Buenos Aires, o analista internacional Eduardo Jorge Vior comenta: “Albero Fernandez vai a Jerusalém. Para quê?”. Bônus: novidades no caso D’Alessio!
(iii) O historiador Mario Maestri lança a sua navalha, afiadíssima, sobre a política brasileira. Hoje com o tema: “Os 150 anos do arrasamento do Estado-nação paraguaio pelo Exército do Brasil”.
(iv) A socióloga Angelica Lovatto comenta: “2020 será decisivo: como atuar na política brasileira?”.

Ler mais

A economia de Guerra da Banca, a eterna farsante

Então a banca cria máscaras, uma de suas especialidades, e elas se mostram ora à esquerda ora fascistas, depende do lugar e da hora, ou nos árabes, islâmicos, ou nos chineses, nos terroristas contra adeptos da teologia da prosperidade, ou seja, apresenta simples e fáceis dualidades, para raciocínios primários, de sorte que os separe, antagonize e lance uns contra os outros; lucrando o terceiro, a banca, a mais esperta.
Leia e compartilhe.

Ler mais

Você vai entender a força de um apensamento, pra nunca mais esquecer

Mas talvez o ponto mais importante que se depreende desta exposição é que avançamos na guerra híbrida, e agora cada documento não traduz senão uma parte da informação. Não viveremos um fechamento de regime explícito, como quando o AI-5 foi exarado, em que um único ato continha as diretrizes gerais da repressão. Vistos isoladamente, cada PCR desarquivado atinge um aspecto do funcionamento de uma CPI; analisados em conjunto, porém, uma realidade bem mais opressiva e multifacetada se revela.
Leia e entenda.

Ler mais

América Latina e a ave de rapina do Norte: 2020 será decisivo

Destaques:
(i) Romulus Maya faz a análise da conjuntura política.
(ii) O economista Nildo Ouriques e Alejandro Acosta, editor do jornal “Gazeta Revolucionária”, trazem as últimas informações sobre a ofensiva do imperialismo nas Américas e o status dos movimentos dos povos latinos de resistência e enfrentamento à ave de rapina do Norte.

Ler mais

2020: o ano do #EvagelistãoDoPó? – D.E. 20/jan/2020

Destaques:
(i) Romulus Maya faz a análise da conjuntura política, hoje com ênfase nos sinais nas últimas semanas da associação, cada vez mais evidente, entre Sergio Moro, o General Heleno e o PCC. Infelizmente, 2020 começa com mais CQDs do D.E.
(ii) O cientista político Felipe Quintas comenta: “Não há cidadania sem soberania nacional”.
(iii) Luiz Ferreira Jr., advogado e comunicólogo, bate bola com Romulus Maya sobre os principais eventos destas primeiras semanas do ano e a “meta-análise ” dos expressonautas.

Ler mais

A maior batalha de todos os tempos, para deter a integração da Eurásia

Para os EUA é, realmente, batalha existencial – contra todo o processo de integração da Eurásia, as Novas Rotas da Seda, a parceria estratégica Rússia-China, aquelas armas hipersônicas dos russos, combinadas com diplomacia de alta qualidade, o profundo desgosto e sentimento de revolta contra as políticas dos EUA em todo o sul global, o já quase inevitável colapso do EUA-dólar. O que é certo é que o Império não se deixará empurrar em silêncio para o fundo da noite. Devemos todos estar preparados para a maior batalha de todos os tempos.

Ler mais

EUA: só o pó – branco – fecha as contas

Creio que já decorreram 30 anos, foi perto da queda da URSS, quando escrevi minhas primeiras considerações sobre as finanças internacionais.
O domínio estadunidense era nítido, a vitória da banca também, e o que se poderia prever? O caos. E foi por isso, pois o mundo parecia não ver, que escrevi.
Havia uma dívida gigantesca, muito superior aos ativos que a deveriam suportar, e, surpreendentemente, uma falta de controle dos EUA sobre o meio circulante de sua moeda, espalhada pelo mundo.
Leia, debata, compartilhe.

Ler mais

O satânico Projeto de Lei (PL) 1595/2019 – Como instaurar um regime de terror e medo no Brasil contemporâneo (parte 2)

O PL 1595/2019 também traz várias normas que possibilitarão a legalização/ampliação de um Estado de Vigilância Total sobre os cidadãos (digo “legalização” porque muito dessa vigilância já é feita ilegalmente pelas forças de segurança/inteligência brasileiras; com o PL a coisa vai se acirrar pesadamente). Leia e compartilhe, o povo brasileiro precisa saber disso.

Ler mais

A Era das Guerras Econômicas – origem, estrutura e razão no atual cenário global

A Escola de Guerra Econômica Francesa iniciada em meados de 1997, através da realização de estudos organizados por Henri Martre, concebe o atual cenário globalizado mundial como a Época ou Era da Guerra Econômica, muito antes do cenário atual de radicalização entre China e EUA que deixa isso patente. Ou seja, caracteriza o momento atual como de uma nova época em que a tensão entre um modelo que se vinha impondo de unipolaridade é tensionado com um atores de grande força econômica e militar de tal sorte que o atual cenário global deveria ser caracterizado estruturalmente como tempo de Guerra Econômica generalizada. 

Ler mais

“Guerra híbrida” (“do atraso”?): mais uma reação — no PT — ao D.E.

Precisamos muito falar de “guerra híbrida” no Brasil.
Quanto mais, melhor!
Mas não como “limited hangout”…
Uma tentativa de “fogo de encontro” para estancar questionamentos e hemorragia nas bases, cada vez mais ligadas em manipulações concertadas com o outro lado e “Telecatch”.
Assim, não vai ter jeito: o pessoal vai continuar vindo ao D.E., para saber o que REALMENTE acontece… rs

Ler mais

O satânico Projeto de Lei (PL) 1595/2019 – Como instaurar um regime de terror e medo no Brasil contemporâneo (parte 1)

Aqui vamos falar sobre um desses PLs, dos mais brutais e descarados: o PL 1595/2019. Isso porque falar dele mais uma vez faz sentido AGORA, NESTE MOMENTO (já estamos falando dele há um bom tempo, em diversas transmissões do DE e, mais especificamente, destrinchando-o em um DE de domingo, dia 20/10/2019).

Faz sentido falarmos urgentemente desse PL porque o seu autor, Major Vitor Hugo (deputado federal pelo PSL/GO) tuitou, no último dia 03 de janeiro de 2020, a informação de que está pressionando pela aprovação com urgência de seu satânico PL, dados os “recentes fatos internacionais” (em especial o ilegal, covarde e irresonsável assassinato, pelo imperialismo estadunidense, do general Qassem Suleimani, então chefe da Força Quds da Guarda Revolucionária iraniana).

Ler mais