China move uma peça do xadrez. Quem vencerá a guerra das moedas?

Aspecto importante em relação às moedas, e que não é estudado pela teoria econômica, é a “força” de uma moeda. Qualquer cidadão sabe e afirma que o dólar, o euro, o iene e a libra esterlina são moedas fortes. Outras, como o real, não são consideradas fortes. Afinal a “força” de uma moeda é um atributo relativo. Uma é forte em relação a outra.

Ler mais

“Vão ter que me engolir”: o D.E. está de volta! – D.E. 11/dez/2019

Destaques:
(i) Romulus Maya faz a análise da conjuntura política, hoje com ênfase na volta do D.E. ao ar, depois de sabotagem pesada, e nos sinais emitidos ontem — importantíssimos — sobre o estágio atual da dinâmica Lula vs. Golpe.
(ii) O jornalista Beto Almeida, da Telesur, comenta a conjuntura política no Brasil e no continente.
(iii) A socióloga Angélica Lovatto comenta a luta contra a Reforma da Previdência de João Dória em SP.
(iv) Alejandro Acosta, editor da Gazeta Revolucionária, comenta a posse de Alberto Fernandez e Cristina Kirchner na Argentina.

Ler mais

Pisa e Paraisópolis: Vitrines da Surda Guerra de Classes no Brasil

Não haverá solução para a triste Pátria, cantada em cores idílicas, por Olavo Bilac, em 1904, enquanto os moradores, trabalhadores, estudantes, etc. das periferias, das favelas, das escolas públicas, das fábricas, das fazendas, dos quartéis etc., não tomarem seus destinos em suas mãos, deixando de lado os falsos profetas que falam em seu nome, mesmo os oriundos de suas filas.

Ler mais

O estado narco-policial-militar a mando do imperialismo

Por trás do aumento do tráfico de drogas está o seu desenvolvimento em toda a região. As coincidências entre os processos na América Latina estão por trás de uma política do imperialismo nore-americano. O objetivo é desenvolver esse negócio lucrativo, que, juntamente com o mercado de armas, são os únicos dois setores da economia capitalista mundial que não enfrentam crises. E eles estão interligados.

Ler mais

Caça as bruxas! Procedimentos administrativos indicam que forças vasculham redes em busca de militares que discordam do posicionamento oficial das Forças Armadas

As sindicâncias são formas de controle interno que de maneira bastante contundente são utilizadas indevidamente (desvio de finalidade) contra trabalhadores da segurança pública e militares quando atores políticos no comando os querem manter sob controle. Esses mecanismos “invisíveis” tendem a isolar internamente funcionários públicos, que em situações de ilegalidade da parte dos de cima, veem-se perseguidos porque informam e buscam agir conforme a lei e a ordem constitucional. Em mais um texto da Revista Sociedade Militar, a evidencia do uso deste mecanismo é apresentado para conhecimento público.

Ler mais

Deep State age – D.E. 5/dez/2019

Destaques:
(i) Romulus Maya faz a análise da conjuntura política.
(ii) O historiador Mario Maestri comenta: “De Pisa a Paraisopolis: vitrines da surda guerra de classes no Brasil”.
(iii) Vamos discutir os caminhos para a superação do capitalismo dependente no Brasil? Nesta quinta, a socióloga Angélica Lovatto propõe trazer para a arena da luta contemporânea o pensamento do maior formulador da Teoria Marxista da Dependência: “Ruy Mauro Marini e a dialética da dependência”.

Ler mais

Novo Código Penal Militar endurece regras: “Máquina para coagir militares”, diz advogado

Entre as diversas medidas que tramitam de forma velada no Congresso Nacional, sem qualquer pronunciamento forte da parte de parlamentares e entidades de representação de classe, encontram-se Projetos de Lei que possuem como característica empoderar uma casta de militares de alta patente e juristocratas com fins de gerar uma nova ordem constitucional, paralela (como os Atos Institucionais do Regime Civil-Militar de 1964-1985). Um desses dispositivos diz respeito a mecanismos de controle, monitoramento e forte vinculação dos militares subalternos em relação a qualquer ordem, mesmo ilegal ou inconstitucional, da parte do agente público de hierarquia superior.
O que se busca construir é um modelo normativo que aumente o nível de pressão e proibição aos militares de hierarquia inferior tendo em vista cenários de aprofundamento de medidas de exploração econômica e social do povo brasileiro, combinados a processos de violência e possíveis ameaças sociais. Tais medidas só podem funcionar, contra todos os brasileiros, se os agentes militares e policiais de baixa patente — a quem caberá tal repressão — forem devidamente enquadrados, também na forma de ameaças e coação.

Ler mais

Brasil x EUA: divergências nos acordos climáticos globais

A Europa, mas também o Japão, aparentemente, os maiores defensores desses acordos, têm grandes superávits no comércio com o exterior, inclusive contra os países mais pobres. Alguém realmente acha que eles terão interesse e poderão se beneficiar de uma guerra tarifária iniciada pela tentativa de impor tarifas alfandegárias ambientais?
Leia o texto e compartilhe!

Ler mais

#DarioMesser: Dallagnol tenta barrar acesso a documentos! – D.E. 2/dez/2019

Destaques:
(i) Romulus Maya faz a análise da conjuntura política, hoje com ênfase em novo furo do Duplo Expresso: procuradores da Lava Jato de Curitiba, incluindo Deltan Dallagnol e o agora já célebre Januário Paludo, tentam barrar acesso aos documentos da Odebrecht (de onde apagaram, entre outros, #DarioMesser) — agora em Brasília.
(ii) O cientista político Felipe Quintas comenta: “Energia do ponto de vista das ciências sociais”.

Ler mais

Casa caiu em Curitiba: #DarioMesser – D.E. de Domingo 1/dez/2019

Destaques:
Duplo Expresso de Domingo, com Romulus Maya, o penalista Fernando Nogueira e o especialista em ciber-segurança e tecnologia “Caos Soberano”.
Temas:
(i) dois anos depois (!), o PIG e o  PIGuinho Vermelho “descobrem” mesada que o “doleiro dos doleiros” #DarioMesser paga em Curitiba – desde os tempos de #Banestado, passando pela Lava Jato -, para não ser incomodado;
(ii) o mapeamento da economia ilegal;
(iii) PL 443/2019, uma das mais sinistras pernas do “Patriot Act” Tabajara/ Novo AI-5.

Ler mais