O papel da jurisdição constitucional na consolidação do Brasil como colônia dos EUA

No governo, o petismo jurídico tratou de consolidar essa dominação, com a promulgação de legislações que culminaram com a prisão do Presidente Lula.
Desse modo, estão equivocadas tanto as considerações que pleiteiam o retorno ao constitucionalismo inaugurado em 1988, quanto os que propugnam, com as operações existentes com o golpe à Dilma Rousseff, pela existência de estado de exceção.

Ler mais

O que “até um cego vê” no Brasil da hipocrisia que “funciona normalmente”

Criar limonada do limão, fazer espinhos florescerem… Não é para qualquer um. Quem poderia falar um pouco disso é mais novo comentarista do Duplo Expresso, Leonardo Lobo. Notem bem: foi ele próprio, que não enxerga, quem escolheu para nome do seu comentário semanal (coisas que) “até um cego vê”.
Sim, um “cego”. E não um “deficiente visual”. Ou, mais eufemisticamente ainda (para quem?), uma “pessoa portadora de necessidades especiais”. Demorou, mas finalmente saímos do excesso do politicamente correto discursivo dos anos 1980 e 90 que, com tais floreios, preocupava-se mais em não ferir suscetibilidades das pessoas “normais” (sic) do que propriamente a daqueles que tal excesso visava a “descrever” (mas não tanto assim que chocasse, não é mesmo?).

Ler mais

Greve quase espontânea paralisa a economia brasileira

Para grande surpresa dos meios políticos brasileiros, a primeira greve geral bem sucedida, desde os governos reacionários e tucanos dos anos 1990, é uma greve quase espontânea, por adesão e solidariedade inconsciente, porém objetiva dos trabalhadores.
Objetiva solidariedade – todos ganham muito pouco, renda não suficiente para sustentar uma família, péssimas condições de trabalho, total insegurança em matéria de assistência à saúde do trabalhador e sua família.

Ler mais

Tropas nas ruas para impedir a demissão de Moro e Parente, meros sabujos dos EUA

Para o regozijo de Moro, Parente e Globo, as petroleiras estadunidenses começaram a exportar diesel e gasolina em volumes inéditos. Enquanto Parente destruía as refinarias da PETROBRAS, os EUA mais que dobraram a exportação de derivados para o Brasil. Como no Brasil Colônia, exportamos matéria-prima (petróleo) e importamos produtos acabados (derivados).

Ler mais

Requião quer a “Reconstrução Nacional”

O Senador (MDB – PR) Roberto Requião concedeu uma entrevista exclusiva aos editores do Duplo Expresso, Wellington Calasans e Romulus Maya, na tarde da quinta-feira (24 de maio). Após anunciar na própria página da internet que concorrerá dentro do MDB para que seja o candidato à Presidência da República, nas eleições 2018, naquela sigla partidária, o Senador paranaense explicou para o nosso público as motivações para esta decisão.

Ler mais

A produção e refino de petróleo como utilidade pública

Como bem estabelece a Constituição Federal, em seu art. 177, tanto a lavra quanto o refino são monopólios da União, que, por sua vez, pode contratar essas atividades com empresas estatais ou privadas.
Em resumo, a produção e refino de petróleo não podem ser tratados como um simples negócio privado com foco no lucro empresarial e no mercado como tem ocorrido, ilegalmente, no País.

Ler mais

Duplo Expresso 25/mai/2018

Destaques:
– O politólogo e analista internacional argentino Eduardo Jorge Vior comenta: “O 25 de Maio e seus reflexos para a Argentina e região”
– O antropólogo João de Athayde fala sobre: “A Turim de Nietzsche e Gramsci e o Brasil atual”
– O advogado Rubens Rodrigues Francisco comenta: “A guerra híbrida e o ‘caminhoneiro’ de Troia”
– Wellington Calasans e Romulus Maya fazem a análise da conjuntura política.

Ler mais

Tutorial (do caminhoneiro): como fazer um ataque híbrido (contra… zumbis?!)

Nos postos, muita fila para abastecer. Em mais há gente enfiando galões de gasolina no porta-malas. O sujeito tá correndo para abastecer mesmo sabendo que está caro, mesmo tendo ouvido que vai baixar R$ 0,70. Bateu o efeito manada. Guerra híbrida é isso aí: alguma informação acaba produzindo o real, e o agenciamento que ela produziu começa a criar um monte de dissonâncias. NESSE EXATO MOMENTO, O JORNAL LOCAL DA GLOBO INFORMA QUE SÓ HÁ MAIS 2 OU 3 DIAS DE CARNE NA CIDADE. Percebem onde vai dar? Apocalipse zumbi? O pico disso é que não temos a mínima ideia de como essa coisa começou; se a greve dos caminhoneiros é um plano do Temer, da direita do Temer, anti-Temer, fora-Temer, se vai virar os “20 centavos” e a Globo vai se apropriar, se vai virar os “20 centavos” e dessa vez é a esquerda que vai se apropriar.

Ler mais

“Novidade” direto da Antiguidade: o ‘Caminhoneiro’ de… Troia!

Existem denúncias de peleguismo nos sindicatos dos caminhoneiros empregados, assim como denúncias de ações violentas por parte dos proprietários de Transportadoras. Trata-se, portanto, de um lockout, e NÃO HÁ A MENOR POSSIBILIDADE de que tal movimento seja isoladamente instrumentalizado pela esquerda. A reação da esquerda deveria ser APROVEITAR o momento para chamar uma greve geral e “engolir” essa paralisação do setor dos transportes. Diluí-la como uma gota num oceano de paralisações. Deixada como está, essa paralisação serve a múltiplos objetivos que serão descortinados com o passar dos dias. NENHUM deles tem o caráter de luta contra o Golpe.

Ler mais

Maria Eduarda Freire – Escola Sem Partido: o novo AI-5 da Educação

Quando alguns setores extremistas passaram a tentar impor a aprovação do projeto de lei “Escola sem Partido”, o debate, como praticamente tudo atualmente no Brasil, foi reduzido aos aspectos ideológicos, mas há interesses econômicos que mostram que se existe algum partido interessado em dominar a educação do Brasil, este partido é o “lobby educacional”.

Ler mais

Duplo Expresso 24/mai/2018

Destaques:
– O Embaixador Samuel Pinheiro Guimarães comenta a atualidade política do Brasil e do mundo.
– O sociólogo, escrito e analista internacional Lejeune Mirhan fala sobre: “Conflito no Oriente Médio: problema religioso ou político? “
– A jornalista Niobe Cunha comenta: “Está em pauta a liberdade de expressão: a mentira e a calúnia como argumentos consentidos”
– Wellington Calasans e Romulus Maya fazem a análise da conjuntura política.

Ler mais

A classe média, o sequestro ideológico e o cativeiro midiático

No Brasil, um dos principais obstáculos à melhoria de condições de vida da maioria esmagadora da população é a classe média tradicional. Aquela que nasce com um bilhete premiado na loteria da vida, mas não hesita um segundo sequer em afirmar que tudo o que conquistou foi fruto do próprio esforço, que nada lhe veio de graça.

Ler mais

Duplo Expresso 23/mai/2018

Destaques:
– O advogado especialista em Direito Eleitoral Luiz Fernando Pereira e o advogado Samuel Gomes comentam: “Candidatura de Lula e o esforço do TSE para impedir a vontade do povo”
– O Senador Telmário Mota (PTB-RR) e o engenheiro eletricista, presidente da ENERCONS Consultoria e Investimentos em Energias Renováveis, fundador da Associação Brasileira de Pequenas Centrais Hidrelétricas e Centrais Geradoras Hidrelétricas (ABRAPCH), Ivo Pugnaloni, falam sobre; “Roraima: parcerias com as populações indígenas podem viabilizar grande potencial energético limpo em benefício do desenvolvimento sustentável”
– Wellington Calasans e Romulus Maya fazem a análise da conjuntura política.

Ler mais

O estupro do Brasil e a (ultra!) camuflagem: onde se esconde o último militar nacionalista?

“Guerra híbrida”: guerra baseada em operações de dissimulação, cujo objetivo máximo é produzir no inimigo um conjunto de ações divergentes para que este sempre esteja um passo atrás na leitura do “real”. Certos grupos de militares começaram a fabricar uma verdadeira guerra híbrida dizendo que o PT produz uma… “guerra híbrida” (!)
Nela, “o PT caminharia para um processo de ‘subversivação’”, com ligações com “as FARCs”, “setores militares da Venezuela”, “células terroristas” do Oriente Médio, “o PCC”, etc. Mais que isso, o pano de fundo seria um “novo comunismo internacional”, com novas “potências invasoras” – i.e., China e Rússia! – e suas ambições mineralistas e energéticas. Os aliados dos BRICS reavivariam assim, na cabeça dos que ainda vivem na Guerra Fria, um “comunismo 2.0”, disposto a colocar a ordem internacional de ponta-cabeça, com o Brasil numa posição de capacho sul-americano da Rússia.
E, então, por que as FFAA não reagem ao assalto que se faz ao pré-sal?
Ora, porque dizem “antes dar para os yankees (com duplo sentido mesmo!) a dar pra russo e chinês!”
*
Bônus – Comissão Nacional da Verdade e revisão da Lei da Anistia: mais uma vez o que começa com a dupla Cardozo-Dilma termina com o… MPF!
E, sem surpresa, enfraquecendo a posição do PT!
*
Veremos o desfecho dessa barafunda com a sucessão de Villas-Boas no Comando do Exército, já 2 meses atrasada?
Ou ela também está engasgada nas “eleições” (?) de outubro?

Ler mais

A Ponte do Presente!

Mas o que fez Lula em 2008/2009? Liberou liquidez para a banca, como fez o resto do mundo? Não! Como Getúlio e Roosevelt, “fez o que tinha que fazer”, ordenou, ao presidente do BC- Henrique Meirelles, diante de sua relutância, a baixar os juros, e ato contínuo criou por contingência da crise o que seria o mais fantástico instrumento de financiamento do desenvolvimento brasileiro – o arranjo institucional BNDES-TESOURO! Por que desse entusiasmo?

Ler mais

Duplo Expresso 22/mai/2018

Destaques:
– O especialista em Minas e Energia, PHD em Engenharia na área do petróleo Paulo César Ribeiro Lima comenta: “Quarta rodada do pré-sal: um grande risco para o Brasil”
– O doutor em Economia Gustavo Galvão fala sobre: “Raio X do programa econômico do candidato C. Gomes”
– Wellington Calasans e Romulus Maya fazem a análise da conjuntura política.

Ler mais

“O Papa é pop”: Igreja Católica detona Finança

Por recomendação do Professor Luiz Gonzaga Belluzzo no Duplo Expresso de hoje, publicamos estudo apresentado dias atrás pela Congregação para a Doutrina da Fé, da Igreja Católica, criticando a apropriação da riqueza do mundo, construída socialmente, pelo (zero vírgula) “1%” global. Não surpreende a observação do Professor Belluzzo, dando conta de que esse importante documento foi abafado pela grande mídia. Não só no Brasil como em todo o mundo.

Ler mais

Quarta Rodada do Pré-Sal: um grande risco para o Brasil

As descobertas na província petrolífera do Pré-Sal estão entre as mais importantes em todo o mundo nas últimas décadas. Essa província é composta por grandes acumulações de óleo leve de altíssima produtividade e de baixo custo de extração, o que coloca o Brasil em posição estratégica frente à demanda mundial por petróleo e gás natural.

Ler mais

Venezuela: polarizar ou ser “isentão”?

Perguntam “como podem pessoas comprometidas com o Estado de direito e a libertação do Lula no Brasil comemoram a eleição na Venezuela”. Talvez porque em ambos os casos tais pessoas lutem contra o imperialismo e o ataque às respectivas soberanias, não necessariamente aprovando toda e qualquer medida tomada. Nem por Maduro, nem por… Lula! É possível apoiar criticamente, diante de um mal maior (como, aliás, ocorre numa votação de segundo turno, a não ser que se anule o voto!). Ainda mais quando a oposição venezuelana é o que é: golpista. Eles respeitam Estado de direito? Aliás, os EUA respeitam o direito internacional?

Ler mais

Cardozo – O Rasputin dos Trópicos é o “Laranja Podre do PT” que trabalha contra o Brasil (Parte I)

Atualizado 21/mai/2018 – 8:30
As piores leis penais brasileiras têm o DNA de José Eduardo Cardozo. Atualmente, a invasão da política pela justiça tem sido motivo das, cada vez mais frequentes, manifestações de lamento e indignação por parte de muitos juristas e políticos comprometidos com a preservação da democracia. O relator da Lei da Ficha Limpa, embrião da atual ditadura da toga, foi José Eduardo Cardozo. Convencido de que seria blindado pela grande imprensa, Cardozo foi também o mentor intelectual da Lei das Organizações Criminosas, que dá suporte aos desmandos da Lava Jato.

Ler mais

Duplo Expresso 21/mai/2018

Destaques:
– João Vicente Goulart comenta: “A soberania territorial sob ameaça – Golpistas estão loteando o Brasil”
– O economista Luiz Gonzaga Belluzzo fala sobre: “Como a economia cambial e as taxas de juros afetam a sua vida”
– Wellington Calasans e Romulus Maya fazem a análise da conjuntura política.

Ler mais

Venezuela humilha: observadores internacionais explicam eleição à prova de fraude

O Duplo Expresso traz, direto de Caracas, o depoimento de dois ilustres representantes do corpo de observadores internacionais das eleições que se realizaram neste domingo na Venezuela: o Embaixador Samuel Pinheiro Guimarães e o jurista Luiz Moreira. Num espírito cosmopolita, ambos levam para além das nossas fronteiras o combate que vêm travando contra a onda golpista no Hemisfério. Desnecessário dizer que nossa honra em ter a ambos como comentaristas do Duplo Expresso, se possível fosse, ficaria ainda maior.
O relato sobre os aspectos técnicos envolvidos – à prova de fraude – são de matar brasileiros de inveja.

Ler mais

Entenda como funciona o Sistema de Garantias Eleitorais da Venezuela

A cobertura que os grandes meios de comunicação fazem sobre as eleições na Venezuela apresenta uma visão segundo a qual se busca construir no imaginário coletivo das pessoas a ideia de que nunca se oferecem garantias nos processos eleitorais realizados no país. Não por acaso, dissemina-se de forma rápida e massiva na imprensa internacional uma narrativa bastante semelhante às ideias centrais contidas nos pronunciamentos de Mike Pence, vice-presidente dos EUA, no sentido de se criar um clima de desconfiança com relação ao processo eleitoral venezuelano.

Ler mais

Duplo Expresso 18/mai/2018

Destaques:
– O politólogo e analista internacional argentino Eduardo Jorge Vior fala sobre: “Eleições na Venezuela – quem são os adversários da democracia?”
– O advogado Rubens Rodrigues Francisco comenta: “Força Expedicionária Brasileira versão 2.0 – A luta contra os nazi-fascistas continua”
– Wellington Calasans e Romulus Maya fazem a análise da conjuntura política.

Ler mais

“Depois da movimentação de Trump, cada um faz seu próprio jogo”

Ao cumprir, na terça-feira passada, sua promessa eleitoral de retirar os Estados Unidos do acordo nuclear com o Irã assinado em 2015, o Presidente Donald Trump apostou que, durante o período até a conclusão de um novo pacto, as relações de força no Oriente Médio se manteriam equilibradas, mas não imaginou que o vácuo deixado por Washington seria imediatamente preenchido por outros atores do drama regional.

Ler mais

João de Athayde – Turim nos passos de Gramsci

Como quem viaja entre o passado e o presente, mas de olho no futuro, Athayde faz também um paralelo entre o pensamento de Gramsci sobre a política e a relação de classes (retratados nos Escritos Políticos daqueles dez anos) e o contexto político brasileiro da atualidade.

Ler mais