Cristalino como… “ÁGUA”: não há oposição no Brasil! Aceita que dói menos!

Do Facebook de Romulus Maya:

Roda a vinheta. E abre:
Há muito vimos repetindo que o “fla-flu” que tanto anima respectivos minions nas redes sociais, uns contra os outros, reflete apenas a disputa – rebaixada – entre a hegemonia no PT e o Cirismo para ver quem será o “MDB da Nova Ditadura”. I.e., o preferencial. Aquele que grita “Sim, Senhor!” mais alto.
Dentro e fora do país: pede a benção a General; pede a benção ao Império.
Ora, como se precisasse haver escolha!
O que abunda não prejudica…
Viva a “festa da democracia”!
E todas as suas cores…
As “instituições” seguem, afinal, “funcionando normalmente” (!)
 
*
 
Roda a vinheta. O “fio do bigode”… transnacional.
De algumas semanas para cá propusemos uma nova “prova do pudim”:
– Como forças que pretensamente se oporiam (ainda que não de forma “revolucionária”) à agenda do Imperialismo para o Brasil – grosso modo: reprimarização da economia; super-exploração do trabalhador; rentismo sifonando o orçamento do Estado; subordinação geo-estratégica, total, aos interesses do Atlanticismo frente a Rússia e China – poderiam colocar todos os ovos da sua COMUNICAÇÃO (Alô! Comunicação!) dentro do cesto do mesmo… Imperialismo?
– Como poderiam PT e Ciro Gomes virem em dado momento a encarnar um desafio – i.e., real – ao Imperialismo tendo como meio, mídia – atenção: EXCLUSIVAMENTE –, Facebook, YouTube (Google) e Twitter?
(pra não falar do WhatsApp, grampeado pelo GSI via NSA com os respectivos “Patriot Act’s”! Mas isso é outra história…)
– E não, também, com fortes presenças nos RUSSOS Telegram e VK? E em plataformas de código aberto, sem propriedade privada e sem servidores centralizados, como Mastodon (microblog análogo ao Twitter) ou Steemit (hospedagem de vídeos)?
– Como “desafiantes do Império” poderiam colocar, literalmente, as suas próprias GARGANTAS e LÍNGUAS nas mãos dos EUA?
Hmmm…
Ora, isso não poderia funcionar justamente como uma espécie caução?
Ainda que involuntária?
(i.e., se fossem “ingênuos”!)
Caução garantindo que nem PT nem Ciro sairiam da linha quando fosse hora de a onça beber água?
 
*
 
Roda a vinheta. O pagamento do “óbulo”
Até hoje há quem fustigue nas redes sociais (olha elas aí de novo…), com razão, o PCdoB de Flávio Dino e Jandira Feghali por ter votado a favor da entrega da Base de Alcântara.
Aqui, sem entrar no mérito…
Nossa análise é “meta”: se a vitória estava mais que garantia com os votos da direita – i.e., a ostensiva: a bolsonarista e a “limpinha” – por que cargas D’ÁGUA arcar com o desgaste de imagem de ir lá colocar também a sua digital, “vermelha”, “comunista”, na cena do crime?
Hipotetizamos, naquela oportunidade, que um partido (i) historicamente influenciado pelo maoísmo; e (ii) contemporaneamente também sinófilo, mas agora já como apologeta do tal “comunismo 2.0” (sic), PRECISAVA mostrar ao Imperialismo que não lhe era, em nada, hostil.
Ora, Flávio Dino, com pretensões nacionais (também a “Novo MDB”, dentro e fora do país, note-se), estava disposto a gastar capital de imagem para mostrar aos “irmãos do Norte” que “é confiável”. E que “faz negócio”, com “pragmatismo” e “sem ideologia”.
Hmmm…
“Que nem os… chineses?”
rs
 
Ali, estabelecemos a metáfora do “pagamento do óbulo”, extensível, mutatis mutandis, à entrega da COMUNICAÇÃO de toda essa “esquerda”, “sem medo de ser feliz”, às mídias, aos MEIOS, sociais do… Imperialismo.
Mas isso é, justamente, meio.
Canal.
No mérito, tanto o PT como o Clã Ferreira Gomes apoiaram, por exemplo, a Reforma da Previdência, a entrega da Pré-Sal e a Securitização.
 
– Pááááááááááááááá!
 
“Ora! Como assim, Romulus Maya?! Pare já de mentir! Todos eles fizeram lindos discursos contrários então! Que, de tão nacionalistas e preocupados com os pobres, poderiam ser subscritos pelo próprio Getúlio Vargas!”
“Ora” digo eu!
Importa-me menos o discurso…
Ou o “telecatch”, cada vez mais rebaixado, das bancadas no Parlamento levantando plaquinhas de “Vejam! Tragédia!” (apenas) no dia da respectiva votação nos Plenários da Câmara e do Senado. Plaquinhas focalizadas diretamente em lives filmadas pelos seus assessores, em cargos comissionados. Transmitidas, desnecessário lembrar, para… FACEBOOK e YOUTUBE.
Importa-me mais, isso, sim, as atuações de bastidores. As conversas – sorrisos cúmplices, piscadas, acertos e copos de whisky – DEPOIS que câmeras e refletores (como os de Petra Costa!) são desligados.
Nos episódios em tela – Previdência, Pré-sal, Securitização –, qual foi o papel dos “Governadores do Noredeste”?
Dos do PT e do Cirismo?
De, p.e., Rui Costa e Camilo Santana?
 
Perguntem a Maria Lucia Fattorelli que ela conta para vocês…
😉
 
*
 
Roda a vinheta. Próximo bloco: traçado o esboço do modelo, toca aplica-lo à rodada da semana. E ver se a conta fecha. E fecha!
 
“Impeachment de Bolsonaro”
“Desnacionalização da água”!
 
Ontem, os Senadores do PT, na votação da entrega da água, fizeram o “belo” (?) espetáculo das “lives lamentação”. E conseguiram – veja você a atenção ao marketing! – “13” (!) votos contrários ao projeto.
Ora…
Eu quero saber é o que foi “consensuado” quando a live parou de transmitir!
Quero saber, isto, sim, em que sentido foi o lobby dos valorosos “Governadores do Nordeste”!
Quero saber, também, se Rui Costa, Camilo Santana e Flávio Dino, in casu, vão ou não privatizar a água!
 
– Pááááááááááááááá!
 
😉
 
Volto ao exemplo do “óbulo” pago pelo PCdoB ao Imperialismo no caso da entrega da Base de Alcântara. Mostrou-se “afável”; “mascate pragmático” “não ideologizado”, (mezzo…) parte do ‘comunismo’ 2.0”. Disposto, inclusive, a “cortar na carne” – de imagem. E a aumentar a temperatura das contradições internas, nas suas bases.
“PseudoB”, dizem muitos.
 
Foi isso o que fez Cid Gomes ontem?
Ao votar a favor da entrega da água?
Contra a orientação do seu partido?
E do próprio irmão, Ciro?
(i.e., a nominal?)
Fez isso para mostrar, ao Império, que o “nacionalismo” apregoado pelo irmão-candidato não passa de retórica?
E que, na hora de a onça beber água, ambos miariam como gatinhos?
(“Angorá”?)
 
E por que o PT não fez o mesmo?
Por que pôde cabular os “13” (!) votos contrários?
E fazer “lives-lamentação”?
Ficando bem na foto, no Face e no Youtube?
Ao contrário dos Ferreira Gomes?
 
Ora, o PT já passou pelo governo!
E, na hora “H”, miou como um gatinho!
(“Angorá”, sim, senhor! Foi até Ministro! rs)
Lula… “o cara”, simplesmente, nas palavras do representante maior do Império.
Não lembra?
Aliás, os Governadores do partido – e os seus lobbies no Parlamento, como apontado acima – seguem mostrando o “pragmatismo” do partido quando no poder.
 
É “confiável”!
 
“É, sim, Senhor!”
 
Já Ciro e o PCdoB…
Bem, diante do ineditismo, toca pagar o “óbulo”.
I.e., antecipadamente!
E passar sufoco nas redes sociais…
Fazer o quê?
 
*
 
Roda a vinheta. Um “P.S.”: a “esquerda” (?) começa a usar táticas (ainda que primárias) de “Guerra Híbrida”. Notar: para dentro.
 
Ontem, no programa Duplo Expresso, observei que lideranças de “esquerda” começam a “operar em pinça”. Mas somente para dentro dos seus feudos. Passam a ocupar – e esgotar e controlar – TODAS as posições nos seus “debates” internos: “tese”, “antítese” e “síntese” – que subsistem, concomitantemente! Cada um na base tem, portanto, um representante para chamar de seu.
E, quando a “Petra Costa” de turno desliga a câmera e os refletores, vão todos beber whisky, sorrindo.
 
Assim, trazem para dentro a “contradição” (?).
E controlam a “dialética” (?).
A questão não é de fundo.
É procedimental.
 
Exemplos?
 
“Ciro Gomes protocoliza pedido de impeachment de Bolsonaro”
“versus” (aspas!)…
“Cid Gomes declara-se contrário ao impeachment de Bolsonaro” (!)
 
“Ciro Gomes grava vídeo forte contra a entrega da água”
“versus” (aspas!)…
“Cid Gomes vota a favor da entrega da água” (!)
 
“Parlamentares do PT votam contra a entrega do Pré-sal, a Reforma da Previdência e a Securitização”
Os Governadores do PT empenham-se ainda mais que Guedes e Bolsonaro (!) para cabular votos nas bancadas – extra-PT (tipo PSD, MDB, PP, PTB…) – dos seus Estados em favor DOS TRÊS projetos. De forma a garantir a ‘derrora’ (fake! Com gargalhadas quando sai “Petra Costa”!) dos seus próprios deputados e senadores.
A quem, é certo, sobram como bônus as “lives-lamentação”.
 
“TREZE (13) votos contrários” (!)
 
“É o 13, é o 13, o 13, o 13”, diz o jingle que sempre esquenta os comícios eleitorais do PT, afinal.
(rs)
 
E Lula?
Ora, Lula…
 
“Haddad anuncia live-terror com Boulos, Sarney, FHC (!) e… TEMER (!!!) em defesa da ‘democracia’” (!)
“versus” (aspas!)…
“Lula diz que não faz live nem assina manifesto com ‘golpista’” (!)
 
Ora!
Alguém em sã consciência acha mesmo que Haddad, por mais sem noção que pareça ser (e parece mesmo), iria numa “live pela democracia” com MICHEL ‘Capiroto’ TEMER SEM bater isso com Lula antes??
Por favor…
É ingenuidade assim que dá sobrevida a tais canastrices!
 
*
 
Roda a vinheta. O “PPS”: a pegada “meta” da “esquerda” com… “Guerra Híbrida”. A digestão, estilo “limited hangout”, para consumo (e entorpecimento) interno.
Dedico-me hoje, no Programa Duplo Expresso, a expor mais essa operação comunicacional: a fabricação de “influenciadores” digitais “vermelhos” autoproclamados “experts em Guerra Híbrida”. Pouco importa se, na verdade, saibam é tirar tártaro de quem não escova os dentes direito (juro: não é exagero retórico!).
Ou que sejam “revolu$$ionários”, pilantras, atrás de “rachadinhas” em gabinetes dos tais “mandatos”…
 
– Pááááááááááááááá!
 
 
*
 
Roda a última vinheta. Conclusão.
Fecho como comecei. Repito, tão somente, o título:
 
“CIRSTALINO COMO… “ÁGUA” (!): NÃO HÁ OPOSIÇÃO NO BRASIL! ACEITA QUE DÓI MENOS, FILHO!”
 
“É com Supremo, com GSI, com PT, com Ciro Gomes, com Facebook, com tudo”, né, Jucá?
 
“É, sim, Senhor!”
 
FIM
 
(também do Brasil – suspiro)

*

*

*

Compartilhe: 

 

Acha importante o nosso trabalho? Fácil - clique no botão abaixo para apoiá-lo:

Facebook Comments

Romulus Maya

Advogado internacionalista. 10 anos exilado do Brasil. Conta na SUÍÇA, sim, mas não numerada e sem numerário! Co-apresentador do @duploexpresso e blogueiro.