Diários da Pandemia: quarentena e reflexão (7)

DOMINGO DOS RAMOS – Preâmbulo da ressurreição?

Álvaro Caropreso
05/04/2020

A igreja matriz de Nossa Sra. de Soledad, no meu bairro da Vista Verde, em São José dos Campos, fez neste domingo, 5 de abril de 2020, uma versão “coronavírus” da tradicional procissão dos Ramos.

Bem cedo, a militância da igreja colocou nos portões das casas de fiéis católicos adereços alusivos à efeméride.

De algum modo, o pessoal foi avisado de que, em vez da clássica marcha de fiéis pelas ruas, o pároco, padre Rogério, percorreria as ruas a bordo de uma picape, com aparelho de som para distribuir suas bênçãos.

Numa das fotos, se vê o adereço de Ramos e a bandeira nacional na casa do bolsomínion assumido da rua, um velho militar.

Gravei em vídeo a passagem do padre sobre a picape, mas por desgraça de quem não é muito dado a usar um fone celular para esse tipo de registro, em vez de salvar o arquivo, apaguei a tela do aplicativo.

Recorri, então, à vizinha Lúcia Helena Goulart Corrêa, que me enviou pelo WhatsApp o vídeo feito por ela.

“O final ficou meio tremido”, disse Lúcia, “porque fiquei muito emocionada“. Eu também…

E digo por quê. Porque nestes tempos em que o País se transformou num “Evangelistão do Pó” passei a sentir nos rituais católicos muito mais uma afirmação da nacionalidade do que da fé religiosa que eu não tenho, mas minha mãe tinha, inclusive como fundadora da paróquia do bairro, junto com meus dois manos, Henry, que ajudou a construir a igreja, e Arnaldo, um guri naquela época.

A tod@s @s amig@s e companheir@s de jornada, dedico este registro.

Viva o Brasil!

P.S.:

Eu me alegraria muito poder anexar a esta nota a sinfonia de meio dia dos campanários das basílicas de Aparecida, a velha e a nova, e de todas as outras igrejas da cidade.

Tocam juntos e o som vem de todos os lados. Arrepia.

Eu gostaria que esta nota pudesse ter essa trilha sonora para dedicá-la especialmente ao @Romulus Maya.

Presente de ateu sincero a um católico sincero.

.

 

ver também:

Rede de Solidariedade (2)

Diários da Pandemia: uma Rede de Solidariedade (1)

 

Diários da Pandemia: quarentena e reflexão (5)

Diários da Pandemia: quarentena e reflexão (4)

Diários da Pandemia: quarentena e reflexão (3)

Diários da Pandemia: quarentena e reflexão (2)

Diários da Pandemia: quarentena e reflexão (1)

 

Diários da Pandemia: na linha de frente (2)

Diários da Pandemia: na linha de frente

 

Diários da Pandemia: Movimenta Caxias (1)

Diários da Pandemia: chegou a hora de ir para casa

Diários da Pandemia: num condomínio de alta classe média

Diários da Pandemia: Pesquisa e Desenvolvimento na luta pela saúde

Diários da Pandemia: o Brasil não vai falir

Diários da Pandemia: Complexo da Maré (RJ)

Diários da Pandemia: junto ao Povo da Rua no Rio de Janeiro (RJ)

Diários da Pandemia: Morro do Sossego, Duque de Caxias (RJ)

*

*

*

Canal do DE no Telegram: https://t.me/duploexpresso
Grupo de discussão no Telegram: https://t.me/grupoduploexpresso
Canal Duplo Expresso no YouTube:
https://www.youtube.com/DuploExpresso

Áudios do programa no Soundcloud: https://soundcloud.com/duploexpresso
Link para doação pelo Patreon: https://www.patreon.com/duploexpresso
Link para doação pela Vakinha: https://www.vakinha.com.br/vaquinha/643347
Duplo Expresso no Twitter: https://twitter.com/duploexpresso
Romulus Maya no Twitter: https://twitter.com/romulusmaya
Duplo Expresso no Facebook: https://www.facebook.com/duploexpresso/
Romulus Maya no Facebook: https://www.facebook.com/romulus.maya
Grupo da Página do DE no Facebook: https://www.facebook.com/groups/1660530967346561/
Romulus Maya no Instagram: https://www.instagram.com/romulusmaya/
Duplo Expresso no VK: https://vk.com/id450682799

Acha importante o nosso trabalho? Fácil - clique no botão abaixo para apoiá-lo:

Facebook Comments