Ressurreição (no Terreiro D.E.): só “volta” quem um dia “se foi”, Maria…

“Com você é natural… e o faz de forma brilhante. Os elementos geopolíticos da crise, a impecável análise do emaranhado institucional, a aterrorizante compreensão das armadilhas que podem blindar o golpe no day after, o “sorriso da Mona Lisa” que descreve tão bem o enigma do papel das Forças Armadas… Maquiavel na veia!”

Ler mais

Maria-Ariclê Grey detona: “‘Primadonna’ do D.E. se queimou! Só falta nude agora…”. Falta?

A vida — e a morte — não dão segundas chances. Pense (muito) nisso antes de brigar feio com alguém…
— “Ainnnn, que mal gosto!”
Sim, bicha, como eu, é escrota…
Escrotíssima…
Senso de humor que corta mais que “navalha de trava na quebrada”, sabe?
Alguma concessão a vida tinha que nos autorizar, certo?

Ler mais

A Verdade sobre fim do Duplo Expresso (e “haraquiri” de Romulus Maya)

“Como filiado ao PT há anos, tentei participar da política partidária, sem qualquer sucesso prático e sem entender bem por que tudo era tão travado… também insistia em participar de debates informais com conhecidos, orgulhoso do “estandarte vermelho” que ostentava.
Não acreditava que me faltasse entendimento sobre a nossa política, tudo me parecia muito “óbvio”…
Até que em um belíssimo dia, procurando vídeos do Pepe Escobar no YouTube (após ouvi-lo no Brasil 171) para ouvir algo diferente sobre a geopolítica, eis que descobri o DE. Foi recente, aconteceu em outubro de 2019 e desde então não perdi sequer um minuto dos programas (ao vivo ou não) – e abandonei todos os outros blogs que eu costumava ler e que me hipnotizavam”.

Ler mais

“Preto no branco”: D.E. “racista”? “Não, Iracema! Eu NÃO perdi o seu retrato”!

Há uma enorme imprecisão neste texto. Dramática. Da família pobre saiu outra pessoa para sucesso profissional e social. Na verdade, em trajetória muito mais fantástica – e excepcional – que a do meu pai. Isso porque não se chama… “Brillo”. E não tem tampouco mãe de olhos azuis. Na verdade, muito longe disso: é preto. Preto retinto. Assim como a (nossa) “Tia Benedita”, comum. Aquela que, até no nome, era… preta (como sempre ouvi). Mostrando o quão falso, odioso, injusto, são todos os estereótipos alimentados para reforçar o racismo – estrutural – do Brasil, como 99,999…% dos pretos (e pardos) do nosso país, nem Tia Benedita nem tampouco o “Primo Jorge” nunca foram… “malandros”. E, no entanto, certamente a sociedade brasileira sempre os terá – majoritariamente – tratado assim. I.e., até “Primo Jorge” ter ficado – por mérito artístico excepcional – rico e famoso. Até em nível internacional!
A sacanagem, a ajudar os racistas do Brasil, é que sempre haverá a tal da “exceção que confirma a regra”. A laranja podre do cesto. Na semana passada, lamentavelmente travei contato com a mesma. E, (muito!) contrafeito, ora sou forçado a expô-la enquanto tal. Na qualidade de (autointitulado) “Cacique Juruna do Séc. XXI”. Ou seja, com áudio e vídeo. Tudo gravado.

Ler mais

Moro vence: o fim do Duplo Expresso! – (último) D.E. 5/fev/2020

Destaques:
(i) Romulus Maya anuncia o fim do Duplo Expresso.
(ii) Pedro Otoni, cientista político e especialista em economia política, Pedro Marin e André Ortega, os últimos dois editores da Revista Opera – todos os três marxistas leninistas… –, são constrangidos por ato ditatorial do (ex) Editor-chefe do Duplo Expresso, Romulus Maya, a comentar: “conseguiram os ‘marxistas’ (sic) superar a burguesia na tarefa de matar o velho Karl?”.
(iii) FIM: “tudo que é sólido se desmancha no ar”, tá ligado?

Ler mais

Pepe Escobar & Piero Leirner: guerra híbrida 2020 – D.E. 4/fev/2020

Destaques:
(i) Romulus Maya faz a análise da conjuntura política.
(ii) O economista Nildo Ouriques, Presidente do IELA-UFSC, comenta: “qual o ethos de um revolucionário?”. Mais: a esquerda na Guatemala.
(iii) O antropólogo Piero Leirner, nosso professor — titular! — de “Guerra Híbrida”, e o correspondente e analista internacional Pepe Escobar chegam para aclarar a conjuntura atual da grande disputa global. Teatros: Rússia, China, Irã, Síria, Europa, EUA, América Latina e… Brasil, é claro.

Ler mais

P.Q.P.: salva algum?!

Às vezes, para desespero da pós-modernidade identitária, a mentira não padece de corte de raça.
Isso porque, infelizmente, não é só o “homem *branco*” quem mente, caro Cacique Juruna.
(de outrora)
Calma…
Reste sereno no seu merecido repouso, ó, grande xavante:
– O que é certo é que o jeito de expor patifaria, tão conhecido de si, continua o mesmo.
Quer dizer…
Quase!

Ler mais

Guerra Híbrida avança na América Latina – D.E. 30/jan/2020

Destaques:
(i) Romulus Maya faz a análise da conjuntura política.
(ii) O historiador Mario Maestri comenta: “Losurdo: um farsante no País dos Papagaios”.
(iii) A socióloga Angélica Lovatto comenta: “A importância da luta socialista na política brasileira hoje”.
(iv) Alejandro Acosta, editor do jornal Gazeta Revolucionária, comenta: “guerra híbrida avança na América Latina”.

Ler mais

O combate neste ano – D.E. 29/jan/2020

Destaques:
(i) Romulus Maya faz a análise da conjuntura política.
(ii) Pedro Otoni, cientista político e especialista em economia política, fundador das Brigadas Populares e membro da direção nacional da Intersindical – Central da Classe Trabalhadora, propõe estratégia para barrar o avanço do bolsonarismo em 2020, com foco nas eleições municipais deste ano.

Ler mais

O mundo e a América Latina

Os acontecimentos dos últimos meses na América Latina mostram uma instabilidade que, dadas algumas informações, parece ser obra dos E.U.A. como o foi a primeira Operação Condor. Esta última pode ser caracterizada como o processo de instauração de novos regimes nas principais economias latino-americanas de então.

Ler mais

Cinco falácias anticomunistas e a conjuntura brasileira

A polarização arrasou o Centro político eleitoralmente, que agora tem conduzido a agenda econômica da extrema-direita neoliberal. As contradições entre o Palácio do Planalto e o Congresso Nacional não possuem o caráter antagônico, mas de colaboração competitiva. A colaboração se dá em uma intersecção que tem principalmente a agenda econômica como base, e a competição é a diferença de interesses que se movimentam de maneira mais difusa, com pautas relacionadas ao controle social, coercitivo-repressivo ou ideológico. 
Leia e compartilhe.

Ler mais

Hy-Brazil: queimem os barcos!

12 anos após a Crise de 2008: o Capitalismo ainda continua sem nenhum arranjo global capaz de lhe restituir um mínimo de funcionalidade, nenhum Breton Woods II à vista.
7 anos após Junho de 2013: com o Brasil ainda vagando em seu interregno, proliferam os sintomas mórbidos, as criaturas monstruosas e os fenômenos bizarros, sem qualquer projeto de país capaz de viabilizar uma Nação.

Ler mais

21 uma pinóia!

Claro fica o objetivo de fomentarem discussões do tipo “Quem foi mais cruel, Hitler ou Stalin?” e levar os deputados a se perderem na contagem de corpos produzidos por “comunistas, fascistas e nazistas”. Possivelmente nem entrará em pauta a questão do nazismo ser considerado uma ideologia genocida pela ONU. Não fará a menor diferença. Pela técnica da “pinça”, direita e esquerda se digladiarão nesses aspectos ultrassecundários, em vez de se aterem ao principal, que em se aprovando qualquer parte desse PL de Eduardo Bolsonaro, os próprios partidos comunistas se tornariam ilegais, a menos que abdicassem de seus nomes e símbolos já centenários.
Leia, comente e divulgue.

Ler mais

Prepare-se – D.E. 23/jan/2020

Destaques:
(i) Romulus Maya faz a análise da conjuntura política.
(ii) Direto de Buenos Aires, o analista internacional Eduardo Jorge Vior comenta: “Albero Fernandez vai a Jerusalém. Para quê?”. Bônus: novidades no caso D’Alessio!
(iii) O historiador Mario Maestri lança a sua navalha, afiadíssima, sobre a política brasileira. Hoje com o tema: “Os 150 anos do arrasamento do Estado-nação paraguaio pelo Exército do Brasil”.
(iv) A socióloga Angelica Lovatto comenta: “2020 será decisivo: como atuar na política brasileira?”.

Ler mais

América Latina e a ave de rapina do Norte: 2020 será decisivo

Destaques:
(i) Romulus Maya faz a análise da conjuntura política.
(ii) O economista Nildo Ouriques e Alejandro Acosta, editor do jornal “Gazeta Revolucionária”, trazem as últimas informações sobre a ofensiva do imperialismo nas Américas e o status dos movimentos dos povos latinos de resistência e enfrentamento à ave de rapina do Norte.

Ler mais

2020: o ano do #EvagelistãoDoPó? – D.E. 20/jan/2020

Destaques:
(i) Romulus Maya faz a análise da conjuntura política, hoje com ênfase nos sinais nas últimas semanas da associação, cada vez mais evidente, entre Sergio Moro, o General Heleno e o PCC. Infelizmente, 2020 começa com mais CQDs do D.E.
(ii) O cientista político Felipe Quintas comenta: “Não há cidadania sem soberania nacional”.
(iii) Luiz Ferreira Jr., advogado e comunicólogo, bate bola com Romulus Maya sobre os principais eventos destas primeiras semanas do ano e a “meta-análise ” dos expressonautas.

Ler mais

O satânico Projeto de Lei (PL) 1595/2019 – Como instaurar um regime de terror e medo no Brasil contemporâneo (parte 2)

O PL 1595/2019 também traz várias normas que possibilitarão a legalização/ampliação de um Estado de Vigilância Total sobre os cidadãos (digo “legalização” porque muito dessa vigilância já é feita ilegalmente pelas forças de segurança/inteligência brasileiras; com o PL a coisa vai se acirrar pesadamente). Leia e compartilhe, o povo brasileiro precisa saber disso.

Ler mais

“Guerra híbrida” (“do atraso”?): mais uma reação — no PT — ao D.E.

Precisamos muito falar de “guerra híbrida” no Brasil.
Quanto mais, melhor!
Mas não como “limited hangout”…
Uma tentativa de “fogo de encontro” para estancar questionamentos e hemorragia nas bases, cada vez mais ligadas em manipulações concertadas com o outro lado e “Telecatch”.
Assim, não vai ter jeito: o pessoal vai continuar vindo ao D.E., para saber o que REALMENTE acontece… rs

Ler mais