Duplo Expresso 17/jan/2019

Para assistir, curtir as páginas e compartilhar, temos no Programa Duplo Expresso desta quinta-feira, 17/01, os seguintes destaques:
– O sociólogo, escritor e analista internacional comenta: “Arábia Saudita, protetorado estadunidense no Oriente Médio”
– O Embaixador Samuel Pinheiro Guimarães comenta a atualidade política do Brasil e do mundo.
– Wellington Calasans e Romulus Maya fazem a análise da conjuntura política.

Ler mais

Duplo Expresso 16/jan/2019

Para assistir, curtir as páginas e compartilhar, temos no Programa Duplo Expresso desta quarta-feira, 16/01, os seguintes destaques:
– O especialista em Minas e Energia, PhD em Engenharia na área do petróleo Paulo César Ribeiro Lima comenta: “As primeiras medidas do novo ministro das Minas e Energia”
– Wellington Calasans e Romulus Maya fazem a análise da conjuntura política.

Ler mais

Duplo Expresso 15/jan/2019

Para assistir, curtir as páginas e compartilhar, temos no Programa Duplo Expresso desta terça-feira, 15/01, os seguintes destaques:
– A arquiteta e PhD em Administração de Empresas Patrícia Vauquier comenta: “Coletes Amarelos além da teoria: a conspiração real”
– Wellington Calasans e Romulus Maya fazem a análise da conjuntura política.

Ler mais

Marighella – O Filme

O jornalista Moisés Mendes apresenta o filme de estreia de Wagner Moura na direção – Marighella –, recentemente selecionado para exibição no Festival de Berlim em fevereiro próximo. O lançamento no circuito comercial brasileiro está previsto para a segunda semana de abril. Será que o regime atual permitirá esta “ousadia”? Será que aquele pessoal ávido por pautas conservadoras e identitárias de museus irá aos cinemas? Teremos bilheteiros e lanterninhas de coturnos, à espreita de algum guerrilheiro urbano?

Ler mais

Klimahouse 2019

O Klimahouse Expo é um evento de 4 dias, entre 23 e 26 de janeiro de 2019 no Messe Bozen em Bolzano, Itália – uma cidade bilíngue no coração do Sul do Tirol e da Europa Central. Trata-se de um evento voltado ao setor da remediação[1] e eficiência energética na construção, funcionando como uma plataforma para promoção de produtos e serviços com este enfoque. É uma oportunidade imperdível aos interessados nas tendências e inovações neste setor.
Esta é a principal feira italiana de construções mais sustentáveis, e a edição deste ano oferecerá um programa de informações abrangentes, incluindo dois congressos – Smart Cities e Smart Materials & Smart Buildings –, workshops e visitas guiadas a prédios energeticamente eficientes.

Ler mais

Análise: os (des-) caminhos da esquerda em 2019 e a avenida aberta para Bolsonaro

Não interessa a Bolsonaro ou a quem o levou ao poder uma “Noite de São Bartolomeu”, um expurgo do PT. Basta a inviabilização em eleição majoritária. O antipetismo é hoje um piso político – e eleitoral – dos maiores, senão o maior. Para que abrir mão disso, zerando o jogo? E permitindo a formação de uma nova oposição, sem rejeição tão alta? Em política não há vácuo…
Bolsonaro – e os que o levaram até lá – e o PT (o “sem voto”, de SP) tendem a continuar se escolhendo reciprocamente como adversários político-midiáticos, tentando impedir o surgimento – ou pelo menos a clarificação – da verdadeira polarização atual, no Brasil e no mundo: soberanismo nacionalista (de esquerda ou de direita) vs. Globalismo financista do (zero vírgula) 1% transnacional contra o 99,9% – global. Terão sucesso Bolsonaro e “PT sem voto” nesse mascaramento – a dois – da realidade histórica?
O problema da direção do PT (sem voto) é querer fazer do partido o substituto do PSDB como sucursal Clintoniana no Brasil;
A centro-esquerda como um todo ainda está em fase de negação e coloca-se, do ponto de vista histórico, no campo reacionário, dos que querem fazer voltar o ponteiro do relógio da história (para o ciclo 1988-2012).

Ler mais

A infame Lava Jato agora como política penal

O juiz “combatente do crime” é a expressão máxima desse autoritarismo contínuo. A “Justiça Policial” brasileira se assemelha à justiça da Alemanha Nazista, onde os juízes nazistas declaravam que seriam “duros com o crime” e que “os prisioneiros não estariam em situação melhor que os desempregados alemães”. Ora, se o juiz existe para prender é prescindível a existência da figura do próprio juiz, basta a polícia. A subordinação do processo penal a esfera política do poder punitivo é a instauração do Estado Policial que vitima todos os dias a população pobre brasileira nos nossos presídios ilegais, população esta, que nunca conheceu o processo como proteção da cidadania contra o arbítrio Estatal, garantido na Constituição.

Ler mais

A crise brasileira se aprofunda

Em sua coluna em Tiempo Argentino, Eduardo Jorge Vior apresenta uma opinião bem clara sobre os primeiros passos de Jair Bolsonaro como presidente brasileiro: apesar de acenar com um país mais moderno e liberal, conduz a população na direção do nosso primeiro período pós Império – a República Oligárquica. Esprimido entre tecnocratas ultra-liberais, pastores evangélicos pró-Israel e militares conservadores, há um conflito expresso entre o discurso que pretende e o realismo possível.

Ler mais

99%, UNÍ-VOS! – “Déficit Fiscal há 35 anos”? Conta outra!

A mídia corporativa não perde tempo e já propaga a mesma lenga-lenga de sempre para fazer o joguinho de quem lhe compra o espaço (não o publicitário, mas o de conteúdo mesmo): Se não promovermos o ajuste fiscal agora, de forma gradual, ele virá logo ali na frente, como um tratamento de choque… O pensamento liberal tem sempre a justificativa perfeita para que o aperto do torniquete, ao invés de estancar o sangramento, provoque a drenagem do nosso fluxo econômico diretamente para os donos das cartas no sistema financeiro. No Brasil, desde o acordo com o FMI em 1983, a banca paga e recebe. Sempre em dobro, sempre em dia, sempre às custas dos 99%.

Ler mais

O estanho “sincericídio” (sic) de Bolsonaro – e a esquerda “bobinha”

Bolsonaro, estranhamente, “deixou escapar” que o General Vilas Boas “tem responsabilidade por ele estar ali”. Ora, Bolsonaro sabe que o General não teria como desmentir.
E a parte da esquerda ingênua/ mal-intencionada resolve dar crédito, pelo valor de face, a Bolsonaro como fonte confiável, “historiográfica”, não mais que de repente. Quando convém, some o discurso de “fake news”, “ele fala qualquer coisa”, “diz e depois desdiz”.
No entanto, tal “inconfidência” (sic) não bate com nenhuma das informações prévias acerca da relação entre ambos. Na verdade, parece que Bolsonaro quis vender pra dentro das Forças Armadas (FFAA) – e também para fora – que ele foi uma escolha da – e operacionalizada pela – instituição Exército. E não por um grupo dentro dele (que de qualquer forma não foi impedido de agir mesmo). Quis se ungir “unanimidade”.
Interessante notar que tal leitura não deixa de convir para alguns: reforça a narrativa “nós vs. eles” entre esquerda e FFAA. O que beneficia Bolsonaro, permitindo que ele siga mascarando medidas realmente antinacionais com um discurso falsamente dicotômico, mofado, vindo da Guerra Fria/ Regime Militar. Note-se que isso não deixa de fortalecer o discurso da ala da esquerda anti-FFAA, seus antípodas necessários.

Ler mais

O Saco de Pedras

Você nunca procurou saber onde está realmente? E por que coisas estranhas acontecem ao seu redor? Onde nós estamos? As coisas existem mesmo ou tudo não passa de uma ilusão? Seriam um simulacro de algo distante? Algo tipo o que acontece no filme “Matrix”? A história que conto aqui para vocês não é uma de ficção de terror como costumo fazer nos meus quadrinhos. Para minha alegria atual (e meu pavor em outra época), aconteceu de verdade. Tão real quanto o som que sai do teclado desse notebook. Afinal, o que é o real? Pode algo se desmaterializar ou sumir na sua frente? Alguns amigos não acreditam em Deus, espíritos, outras dimensões, mundo invisível. Problema deles! Eu não tenho motivos para duvidar.

Ler mais

O elo entre Eduardo Cunha, Paulo Pimenta, Wadih Damous e Luis Nassif: xeque do Duplo Expresso

– Tudo começou quando, no final de 2017, Wellington Calasans e Romulus Maya abordaram com bastante ceticismo um pequeno “artigo” de Luis Nassif publicado com toda a discrição (sem qualquer destaque em seu site) em que esse reforçava algo que ambos os apresentadores sabiam – e provaram (com documentos e imagens) – ser mentira: Eduardo Cunha estaria, naquele momento, “preso” em Curitiba. Mais que isso, “humilhado e ofendido”, não mandaria mais nada na política brasileira (segundo Nassif!).
– Foi justamente diante de pressões – vindas de onde menos esperávamos! – para que não mais abordássemos o tema da “prisão” (fake) de Eduardo Cunha – e também o “Caixinha unificado suprapartidário da ALERJ” – que Wellington Calasans e Romulus Maya, um par de semanas depois, criaram página própria: este Duplo Expresso. Com total independência e ausência de rabo preso.
– E, nessa mesma pegada, que venha 2019! Estamos todos juntos, na mesma trincheira. E já sabemos quem, nela, está na realidade trabalhando para o outro lado. Pelo menos para isso valeu 2018, não é mesmo?

Ler mais

Documento da ONU sepulta Luis Nassif: o caso Duplo Expresso/ Romulus Maya

– Agora é de papel passado: Luis Nassif é o rei das fake news no Brasil. E quem é que diz isso? “Apenas” a ONU!
– Ao longo de meses o Duplo Expresso foi a Genebra, Lisboa e Luanda para desmontar uma das mais vis tentativas de assassinato de reputação da história do jornalismo brasileiro na era digital: aquela dirigida por Luis Nassif – a mando de Paulo Pimenta – contra Romulus Maya, editor do Duplo Expresso.
– Começamos pelo final, apoteótico: o pronunciamento, por escrito, de funcionário das Nações Unidas em Genebra encarregado de comunicação e relações exteriores chamando Luis Nassif do que ele é, um mentiroso, caluniador.
– Na sequência rememoramos como chegamos até aqui. E contextualizamos o episódio Luis Nassif/ Romulo Brillo – nome de batismo por trás do pseudônimo “Romulus Maya” – no roteiro que nos levará, em breve, ao ano 4 do Golpe no Brasil.
– Aprenda, Luis Nassif: dossiê se faz com documento. Se for da ONU, melhor ainda!

Ler mais

Íntegra da entrevista de Piero Leirner ao Le Monde Diplomatique Brasil

A série de perguntas a seguir realizou-se no âmbito de uma reportagem maior do Le Monde Diplomatique Brasil para uma matéria na edição de dezembro, que trata da já não-tão-nova-assim estratégia do “firehose of falsehood”, ou “mangueira de falsidades”. Expressão que foi consagrada para, de grosso modo, tratar desse fenômeno de campanhas eleitorais baseadas em fakes, etc. Além dos pontos próximos e distantes entre “firehosing” e “guerra híbrida”, Piero Leirner discorre sobre os modelos de comunicação de Trump e Bolsonaro, da futura institucionalização dos discursos dissonantes da cúpula bolsonarista, no uso do WhatsApp e sobre a eventual falência desse modelo caso o governo brasileiro não apresente os resultados esperados.

Ler mais

Duplo Expresso: antes ser “ingênuo” a ser “sabido” (com rabo preso!)

Exatamente um ano atrás – no programa de 20 de dezembro de 2017 – nossa “ingenuidade”, como bem classificou o Marc Nt, ficava evidente.
“Inocentes”, fomos fortemente surpreendidos, ao ponto do choque, com a constatação do tamanho da infiltração do Golpe na (suposta) “esquerda” brasileira.
“Dissonância cognitiva” e “vieses (ou defeitos) cognitivos”, em especial viés de confirmação, viés de representatividade, viés de otimismo e viés retroativo (hindsight bias). Junte isso às bolhas algorítmicas das redes sociais, ao comportamento de manada e ao anonimato na rede e…
– … sente no chão e chore.
Ou então…

Ler mais

PT garantirá que caso Queiroz não dê em nada. Insólito? Entenda

Ei, você que está compartilhando as tags #OndeEstáQueiroz e #FalaQueiroz:
-Cuidado porque, daqui a pouco, quem chega é a *Elisângela*!
Não sabe quem é?
Pois é.
Informe-se.
Assessora na ALERJ – do PT.
Movimentou 22 vezes mais: R$ 26,5 milhões!
*
Em suma: o caso “Queiroz” não dará em nada.
Isso porque não pode dar em nada.
E quem vai garantir que não dará em nada é, entre todos os outros, o próprio PT.

Ler mais

O que Mao diria dos Coletes Amarelos

Slavoj Žižek acredita que o movimento francês dos Coletes Amarelos expõe um problema no coração da política de hoje. Excessiva adesão/aderência à “opinião” popular e insuficientes inovação e ideias frescas. Qualquer rápido exame do imbróglio já deixa ver claramente que fomos apanhados em múltiplas lutas sociais. A tensão entre o establishment liberal e o novo populismo, a luta da ecologia, os esforços em apoio ao feminismo e à libertação sexual, mais as batalhas religiosas e étnicas e o desejo por direitos humanos universais. Para não mencionar que tentamos resistir contra o controle digital sobre a vida de cada um. Assim sendo, como por juntas todas essas lutas, sem simploriamente privilegiar uma delas como a “verdadeira” prioridade? Porque esse equilíbrio nos dá a chave para todas as outras lutas.

Ler mais

Os Três Lobinhos

Se você já debulhou o peru, empanturrou-se de sarrabulho e farofa de banana, prometeu pela enésima vez que nunca mais vai morder um pedaço de panetone com frutas cristalizadas, e ainda não conseguiu entender direito de onde saiu essa ideia de enfiar passas de uvas em tudo quanto é prato na ceia de Natal, então você está pronto! Markuns desembrulha e entrega para você um texto parodiando os lobos guerreiros da maior representação partidária do espectro… espera aí… “espectro” [na Física, este engenheiro das letras diria ser uma representação das amplitudes ou intensidades – vulgo “energia” – dos componentes ondulatórios de um sistema quando discriminadas uma das outras em função de suas respectivas frequências, mas, no caso em questão, é a imagem fantasmagórica mesmo] progressista do apocalipse zumbi brasileiro. Feliz Natal!

Ler mais

Duplo Expresso Canino

Em tempos de tanto vira-latismo na política brasileira, o Duplo Expresso chegou mostrando os dentes. Wellington Cão-lasans e Romulus Chiuamaya passaram o ano inteiro de 2018 ouvindo atentamente o que se latia por aí e, principalmente, ainda muito mais atentos aquilo que não era latido… Não foi por falta de técnica, carisma e conhecimento que nossa esquerda a-destra-da deixou passar voando por cima de suas cabeças orelhudas o filé mignon para romper com o atual regime: Lulau da Silvau! Ao invés de protegê-lo em uma casinha estrangeira dentro de Brasília, como uivavam esses dois, o PTj convenceu a todos que seria mais legal enviá-lo ao canil de Kurityba. Aí, depois de uma campanha política fracassada, vamos todos lamber feridas e revezar corridas atrás dos próprios rabos e das rodas de tanques…

Ler mais

99%, UNÍ-VOS! V – Onde se lê…

O texto em questão baseia-se no recente programa do Duplo Expresso em que Wellington Calasans relembra a luta dos islandeses em 2008! Apesar de ser um país relativamente pequeno e com uma população diminuta, a Islândia deu um magnânimo exemplo de consciência cidadã, mostrando a importância da luta por ideais. Por isso o esforço efetivo dos 1% em esquecê-la e apagá-la da memória mundial. Pois então, lembra-se mais uma vez que essa série “99%, UNÍ-VOS!” tem como metodologia o DESENVOLVIMENTISMO. O mesmo que está por trás do “Cinturão da Seda” que tanto tem assustado o enfraquecido “hegemon liberal”. Infelizmente, esta fera anciã ainda mantém garras afiadas e poder destrutivo…

Ler mais

Nildo Ouriques fala sobre México e López Obrador

López Obrador foi eleito pelo Movimento Regeneración Nacional – Morena com uma carga avassaladora de votos. Ele assume o país postulando o essencial: “Não roubar! Não mentir! Não trair!”. Depois de suplantar duas gigantescas fraudes eleitorais, ele ascende ao poder sempre encabeçando o protesto popular. Sempre à frente, exercendo o que há de mais verdadeiro na Democracia: a capacidade de condução da vontade de uma sociedade através da criatividade, imaginação e tenacidade do seu povo. Que México será esse que apresenta um líder lastreado pela história e que afirma que o país viverá seu quarto grande ciclo transformador?

Ler mais

Feliz Navidad

Encerramos nossa primeira temporada internética desejando a todos os expressonautas um feliz Natal e um próspero Ano-Novo.
Sabemos que 2018 deixou em todos um gosto amargo na boca e nas urnas… Que isso fique apenas na memória. Que todos os atos-falhos, os falsos sorrisos, as mentiras expostas, as traições consentidas (e as sem sentido) fiquem para trás. Vamos olhar o futuro com a certeza de conhecermos melhor o inimigo, os aliados reais e a nós mesmos. Enquanto isso, vamos soltar nossos mariachis mexendo as maracas, os quadris e os neurônios!

Ler mais

Bolsonaro é a chance para fundarmos uma esquerda de verdade

A “Datenização” da sociedade serve apenas como reforço do engodo “civilização x barbárie”, iniciado nas eleições. Enquanto isso, milhões estão desempregados, a mortalidade infantil cresce assustadoramente e as nossas riquezas são espoliadas. É preciso romper com essa farsa que foi montada para provocar uma volta do Brasil à condição de Colônia e do brasileiro à condição de escravo.

Ler mais

Sama entrevista Guilherme Boulos

Sob a lente de Luísa Sequeira, Guilherme Boulos gentilmente concedeu uma entrevista a Sama no evento “Alerta Brasil: Democracia Ameaçada”, um par de conferências organizadas pelo Bloco de Esquerda. Na qualidade de líder do Movimento dos Trabalhadores sem Teto (MTST) e ex-candidato à presidência do Brasil pelo Partido Socialismo e Liberdade (PSOL), ele expôs suas ideias e apresentou a situação política – pós campanha eleitoral e pré novo ciclo dentro do atual regime – nas cidades de Lisboa e Porto (POR), neste sábado (15/dez2018).

Ler mais

O fim há muito desejado do Ministério do Trabalho

Com Bolsonaro extinguindo o Ministério do Trabalho e realizando um projeto oligárquico de longa data, avança-se ainda mais no processo de demolição da Era Vargas e de restauração da República Velha em uma versão ainda mais financeirizada. Não à toa, boa parte das funções do ministério extinto passará ao Ministério da Economia e ao da Justiça. Qualquer desvio será tratado no âmbito do Ministério da Justiça, ou seja, como questão de lei e de ordem. Em suma, a questão social volta a ser um caso de polícia, e Washington Luís, Raymundo Faoro e FHC, através de Bolsonaro, vingam-se de Getúlio Vargas. Bem vindos de volta à modernidade subdesenvolvida em estado puro.

Ler mais

López Obrador, a retomada do nacionalismo popular no México e a esquerda latino-americana

A vitória de López Obrador (popularmente AMLO) no México significa o retorno de um governo de matiz nacional-popular após mais de três décadas. Essa vitória assume grande importância para a América Latina pois é um contraponto à onda de direita no continente.
Coincidência ou não (em política e ainda mais internacional é muito difícil haver coincidências), a “frente progressista internacional” abertamente anti-nacionalista do senador democrata estadunidense Bernie Sanders, ocorrendo paralela à posse de AMLO, ofuscou esse momento importante, centralizando a atenção de parte da esquerda brasileira mais em Nova Iorque, sede da espoliação imperialista, do que na Cidade do México, onde está uma parceria bem mais interessante aos nossos propósitos. Estará a esquerda brasileira pronta para retomar a construção nacional do seu país em bases soberanas, a partir de uma visão realista da geopolítica e da posição periférica do Brasil no mundo?

Ler mais

Duplo Expresso 14/dez/2018

Destaques:
– O antropólogo João de Athayde comenta: “Coletes amarelos e o atentado de Estrasburgo”
– O artista visual e ativista Sama fala sobre: “Faça Amor antes de ir para a Guerra!”
– Os cineastas Zefel Coff e William Alves, diretores do documentário A Praga do Cinema Brasileiro, são os convidados especiais do DE desta sexta, para falarem sobre o documentário e a encruzilhada em que se encontram o cinema e a política na Era dos Patos (amarelos e vermelhos).

Ler mais