Papagaios de pirata: mas e a defesa em Brasília de Lula, hein?

Por Romulus Maya, para o Duplo Expresso
Publicado 25/mar/2018 – 16:52
Atualizado 25/mar/2018 – 20:40

  • Como explicar critério “editorial” que leva à escolha de foto com deputado – e não Lula! – em primeiro plano (!) para ilustrar notícia histórica? Inclusive com o rosto de Lula cortado em parte? Quem está ao centro? E quem foi colocado na condição de figurante de luxo?
    Em tempo: chegam do RS questionamentos incômodos sobre a organização da caravana de Lula no Estado. Por exemplo, por que se colocou Bagé, extremamente conservadora, no roteiro? Qual a sua importância estratégica a ponto de permitir que Lula fosse cercado por fascistas, sendo inclusive fisicamente ameaçado?

*

    • Resumo audiovisual:

*

Atenção: abra a sua mente! Segue “artigo” de formato – e mensagem! – não convencional, de autoria coletiva – construído em rede – a partir de discussão da Comunidade Duplo Expresso suscitada pelo artigo “‘Jogo pesado’ – membro da Executiva do PT sobre articulação (moribunda!) do ‘Plano B’”, publicado ontem.

*

Mirtes Cohen  • 5 horas atrás
Fiquei impressionada com esta foto:

Lula sendo escoltado pelo povo até o hotel em Chapecó. Os rostos da gente de Lula. Dificilmente a gente vê um corpo a corpo como este, após tantos problemas na caravana. É Paulo Pimenta, comentado aqui. Difícil acreditar que quem agride o PT esteja defendendo Lula deste jeito. Belíssima foto. É gente. É luta.

Avatar
Romulus • 2 horas atrás
DJ Paul PepperTM é político. Isso se chama política. As nuvens no céu mudaram. Em boa parte – não há por que ter falsa modéstia – por causa da exposição que fizemos do jogo de cena dele e do outro, bem como pelo carnaval que insistimos em fazer em cima do documento – apesar da blitzkrieg em cima do site patrocinada (literalmente?) por DJ.
A eliminação de Lula, antes certa, agora é incógnita.

Mas note a distorção deliberada de que você foi presa: está focando no rabo e não no cachorro. É Lula quem balança o DJ e não o contrário!
Quem é o papagaio de pirata na foto?
Quem mexeu os pauzinhos na GloBosfera para colocar essa – e não outra – foto como ilustração de uma matéria que teria muitas leituras?
Como explicar o critério “editorial” desse site da GloBosfera que leva à escolha de uma foto com DJ – e não Lula! – em primeiro plano (!) para ilustrar notícia histórica dessa monta? Inclusive com o rosto de Lula cortado em parte?! Quem está ao centro? E quem foi colocado na condição de figurante de luxo?

A ocasião – histórica – era de Lula, ora!

A propósito, o veículo em questão tem parceria com DJ: TODO dia tem “notícia” (?) dele lá. Às vezes mais de uma vez ao dia. Toda pauta é “repercutida” com ele – mesmo muito antes de ser líder da bancada. A parceria com esse veículo repete-se em outros da GloBosfera.

Interessante notar que o veículo em questão é ponto nodal da articulação do “Plano B” e para a divulgação de Haddad.

 

 

 

*

Ontem lá estava no veículo o ex-Prefeito não em uma mas em duas (!) “matérias” (aspas!). Uma, inclusive, no melhor estilo papagaio do DJ:

Repetindo: Haddad como MINISTRO…

E Lula como PRESIDENTE!

Ah, bom, 247!

*

Aliás, alguma coisa está errada quando alguém que (supostamente) quer liderar a esquerda, que luta desesperadamente para resistir contra o projeto de “noocracia escamoteada/ democracia à iraniana” para o Brasil, tocado pelo triunvirato Finança internacional/ Cartel Midiático/ Juristocratas, entra numa competição com João Dória para ver quem demoniza mais a política. Mais: adivinhem quem repercutiu!

*

(depois de muitos suspiros…)

O interminável trabalho de meta-análise/ “Caneta desmanipuladora DA ‘ESQUERDA’ (aspas)”: tento aqui, desde o início, mais do que dar o peixe ensinar a pescar. Ou seja, mostrar como eu capto o subtexto para que os leitores aprendam a fazer essa operação por eles mesmos. Mas, no caso, mais uma vez tive que dar o peixe, levantando as perguntas que para mim são óbvias sobre a “matéria” sobre o histórico vídeo de Lula em Chapecó e a escolha “editorial” de como ilustrá-la.

Repito a leitora, que ainda parece depender de eu entregar – a cada “notícia” – o peixe, em vez de pescar. Aliás peixe aqui cortado em postas, com espinhas retiradas, marinado no limão por 24h e temperado com um toque de flor de sal ao final. Só faltou me voluntariar para fazer também a mastigação e fornecer os meus próprios sucos gástricos para a digestão alheia.

Vamos à leitora – que não quero estigmatizar, por ser a regra e não a exceção:

É Paulo Pimenta, comentado aqui. Difícil acreditar que quem agride o PT esteja defendendo Lula deste jeito. Belíssima foto. É gente. É luta.

(suspiros)

 

“Inusitadamente”, é quase a única foto que aparece em buscas pelo evento histórico que se deu ontem em Chapecó-SC, com Lula rodeado – e protegido – pelo povo. E, de longe, a que tem mais destaque:

 

Tive de me esforçar para achar foto com Lula ao centro – como deveria estar – escoltado pelo (seu) povo. I.e., foto sem papagaio de pirata:

*

Por óbvio é humanamente impossível que eu – individualmente – possa ler tudo e mastigar tudo para os leitores. O que tento, com as ilustrações concretas da manipulação na GloBosfera (como mais esta!), é passar o know-how!

Mas vocês têm de se esforçar!

E aprender a fazer por vocês mesmos também!

Vocês têm de se esforçar para verem o subtexto – sempre!

Isso é indispensável na luta política!

*

Em tempo: sobre a mudança das nuvens no céu, o hedge feito pelo – oportunista – Nassif ontem é revelador. Ele, sem nenhum pudor, muda de um barco para outro sem o menor constrangimento. Haja vista ter ido de tucano entusiasmado a petista de última hora em 1/jan/2003 (posse de Lula). O problema é que, em geral, se recusa a registrar o pulo, tentando fazer crer que sempre esteve ali no novo barco. Mas, pobre Nassif, esse esforço orwelliano de reescrita da História das alianças táticas e afinidades ao longo do tempo fica impossível em tempos de internet! Aquela que nunca esquece. E que nada perdoa.

 

 

Internet…

Aquela mesma em que bombam os prinscreens!

*

Em tempo 2: chegam do Rio Grande do Sul alguns questionamentos incômodos sobre a organização da caravana de Lula no Estado. Por exemplo, por que se colocou Bagé, área agrícola extremamente conservadora, no roteiro? Qual a sua importância estratégica a ponto de permitir que Lula fosse cercado por fascistas, sendo inclusive fisicamente ameaçado?

São Borja também é conservadora (pecuaristas), mas lá estão repousando Vargas, Jango e Brizola! O interesse estratégico de eventual enfrentamento resta claro.

Uma hipótese seria que a suscitação de um enfrentamento seria deliberada. Ou seja: que o cercamento de Lula por fascistas fosse intencional. Se for o caso, qual o objetivo? Gerar – mesmo que de maneira temerária para dizer o mínimo – mídia (também para si)?

Bem, prefiro privilegiar essa hipótese à de que querer-se-ia, deliberadamente, sabotar o Presidente Lula. A ponto de arriscar, inclusive, a sua integridade física.

Mais: por que encerrar a caravana em São Leopoldo, cidade da grande Porto Alegre não especialmente representativa, e não na própria capital gaúcha? Muitos do PT em Porto Alegre não entenderam por que teriam de se deslocar de lá para São Leopoldo. A única justificativa que encontram é o fato de o Prefeito local ser do PT.

Ora, mas isso seria o exemplo mais claro e cristalino de rabo – prefeitinho – abanando o cachorro – Lula!

Certo?

Com a palavra, DJ Paul PepperTM, o organizador da perna gaúcha da caravana.

Digo “palavra”…

E não “photo op”, como se diz em inglês!

Photo op” – abreviação para “oportunidade para foto”; oportunidade armada de fazer uma fotografia de político (!), celebridade ou evento memorável.

Ilustração perfeita:

*

Em tempo 3: militante do PT entra em contato para dizer que já há até meme.

*

Em tempo 4: arrependidos – i.e.: os genuínos! – serão sempre bem-vindos para somarem-se à luta por Lula de A a Z. Ainda mais quando detêm mandatos e gozam de prerrogativas exclusivas em virtude disso. Vejamos agora se, além de papagaiar foto e fazer bico de editor na GloBosfera, DJ vai à PGR – amanhã! – tentar impedir a destruição das provas da inocência de Lula e exigir providências quanto ao documento do DuplEx, que prova crime de Sergio Moro. Como disse, arrependidos – de novo: os genuínos! – serão sempre bem-vindos. Isso é política.

Mas…

Para além de arrependidos genuínos, lâmina de Sun Tzu neles!

*

*

*

EXTRAS:

Avatar
Tiago • 17 horas atrás
Haddad é brasileiro e não desiste nunca. (Gostei da foto em que ele aparece à vontade, descoladão)

Miniatura

Miniatura

 

Avatar
Romulus  • 16 horas atrás
Quem é essa? Deveria conhecer a sujeita?

Avatar
Tiago  Romulus • 16 horas atrás
É uma cozinheira desses desafios culinários que estão na moda na televisão.

Eu peguei esse tuíte dela por causa do comentário revelador (do Haddad) sobre “a agenda do Estado acima da agenda do partido”. No melhor estilo “não importa se uma ideia é de esquerda ou de direita, importa se é boa”.

Avatar
Romulus  • 16 horas atrás
Bis:

Avatar
José Carlos Vieira filho • 17 horas atrás
(Haddad) brasileiro?

Avatar
Tiago  José Carlos Vieira filho • 16 horas atrás
Em breve ele vai assinar Fernando Rothschild.

Avatar
Romulus  • 16 horas atrás
A identificação pelo DuplEx de que era Haddad – e não Doria/ Huck, etc. – o verdadeiro projeto de Macron brasileiro costurado pela Finança foi um tiro no peito.

Mas eles chegaram muito perto. Era só inviabilizar Lula e acenar – falsamente! – com a sua liberdade em troca de usar o “dedazo” para indicar o dauphin, o “príncipe herdeiro”. E aí, para além de o Golpe seguir, Haddad destruiria o PT por dentro, divorciando-o de forma definitiva das suas bases. Para muito além de 2018!

Entendem a dimensão do plano que estamos implodindo?

O tamanho dos interesses que estamos enfrentando?

*

Notas:

– “Dedazo” – Por décadas foi o virtual mecanismo de eleição do Presidente do México, em que o Presidente que saía levava “apenas” um golden-parachute de USD 1 bi (!) – “não contabilizado” – e tinha a prerrogativa de indicar, via “dedazo”, o seu sucessor. Como o partido, o PRI, um PMDB elevado ao quadrado, controlava todas as instituições, inclusive a encarregada do processo eleitoral, sem nenhum pudor quanto a fraudes, o indicado já saía de fábrica eleito.
El término dedazo (utilizado también en expresiones tales como «aplicar el dedazo») se utiliza a modo de crítica para incidir en que un político o servidor público designa a su sucesor o colaborador sin seguir ningún proceso público y/o democrático de selección.1​ El término se deriva del ademán de señalar con el dedo cuando se elige a alguien”.

– “Dauphin” de França – o “Delfim”: título nobiliárquico do príncipe-herdeiro do reino. Termo ainda utilizado na análise política francesa hoje para designar o sucessor/ protegé do Presidente. Equivaleria ao título “Príncipe de Gales” (Reino Unido), “Príncipe de Asturias” (Espanha), “Príncipe do Brasil” (antes da independência de Portugal).
“Delfim de França (dauphin) era o título do herdeiro aparente da coroa francesa durante as dinastias de Valois e Bourbon. A tradição remonta ao século XIV, quando Humberto II, Senhor do Viennois vendeu as suas terras ao rei Filipe VI de França na condição de que o herdeiro fosse designado por Delfim, em honra do seu brasão de armas que ostentava um golfinho. O primeiro príncipe que usou esta designação foi o futuro rei Carlos V de França, Delfim a partir de 1349”.

Avatar
Tiago • 16 horas atrás
Quão ampla é essa articulação (do Plano B) nos estados?

Vi que tem essa história de PT e PC do B apoiarem o Freixo no Rio de Janeiro. Um candidato que não aceitaria Lula no palanque.

Achei reveladora a declaração do Lula em entrevista à rádio Guaíba deixando claro que quem representa ele no Rio Grande do Sul é Olívio Dutra. Nem menção ao Tarso Genro que é entusiasta da aproximação com o PSOL.

Avatar
Romulus  • 16 horas atrás
Se eu te mostrar o print de o que o Dep. Pepe Vargas, o Sr. presidente do PT no RS e ex-articulador político (não muito bem sucedido) do governo Dilma, anda falando do DuplEx por aí…

Avatar
Luiz Felipe Oliveira Mello  • 18 horas atrás
Segundo Milton Temer, essa aproximação é Fake News. Lançaram pra ver se cola, não procuram o PSOL.

Avatar
José Carlos Vieira filho  • 7 horas atrás
Esse balão de ensaio foi lançado por Cafezinho/Nassif. Precisa desenhar?

*

*

*

O bis que, infelizmente, nao fica velho: Sun Tzu!

(…)

Estamos em guerra!

Sob invasão estrangeira de uma sofisticada coalizão “híbrida”/ “PPP”: finança internacional + Deep State americano!

Recorro, portanto, à sabedoria milenar do General chinês Sun Tzu. Como todos bem lembramos, o livro “A arte da guerra” virou modinha – e clichê – nas rodinhas de executivos dos anos 90. Contudo, para virar um clichê – e de milhares de anos – algum valor há de ter:

https://duploexpresso.com/wp-content/uploads/2018/02/sun-tzu-2-300x200.jpg

Se você conhece o inimigo e conhece a si mesmo, não precisa temer o resultado de cem batalhas. Se você se conhece mas não conhece o inimigo, para cada vitória ganha sofrerá também uma derrota. Se você não conhece nem o inimigo nem a si mesmo, perderá todas as batalhas.

*

*

*

Compartilhe:

Acha importante o nosso trabalho? Fácil - clique no botão abaixo para apoiá-lo:

Facebook Comments

Romulus Maya

Advogado internacionalista. 10 anos exilado do Brasil. Conta na SUÍÇA, sim, mas não numerada e sem numerário! Co-apresentador do @duploexpresso e blogueiro.