Guaidó: Presidente dele mesmo? Faltou povo, sobrou mídia

“Venezuela: Guaidó perdeu apoio popular e a mídia escondeu de você”

Por Thais Moya, para o Duplo Expresso

  • Não à toa, a grande mídia – pelo mundo – muito se esforçou para tentar ludibriar o público com enquadramentos fechados, no intuito de convencer que havia uma multidão à espera de Guaidó, no seu retorno. Justaposição de imagens, porém, desmonta toda a farsa.
  • Parece que as aventuras de Guaidó, patrocinadas pelo imperialismo norte-americano, que quase incendiaram as relações entre Venezuela, Colombia e Brasil, no último dia 23, revelaram para população venezuelana que o rapaz não passa de um fantoche nas mãos do Tio Sam.

O retorno de Juan Guaidó à Venezuela foi amplamente divulgado pela mídia nacional e internacional como um enorme evento, que contou com uma multidao de apoiadores ao “autoproclamado” Presidente.

No entanto, houve evidente esforço para esconder que Guaidó perdeu muito apoio popular. Explico-me.

 

A desconfiança de que havia algo estranho com a “multidao” alardeada pela mídia surgiu porque quase todas as imagens divulgadas, ao vivo ou não, possuem enquadramento fechado, sem visão panorâmica ou percepção mais ampla ao redor de Guaidó. Padrão oposto do que ocorreu na manifestação de 02 de fevereiro, que agregou em torno de 100 mil pessoas, as quais lotaram mais de cinco quarteiroes da Avenida Principal de Las Mercedes e parte de suas ruas adjacentes. Ou seja, nesse dia, diversos registros panorâmicos e enquadramentos abertos foram difundidos. Seguem alguns exemplos:


Fotos panorâmicas de02 de fevereiro de 2019, Av Principal de Las Mercedes
Fonte Mykeyman

 

Diante dessa mudança de abordagem midiática acerca de um um assunto tão relevante, mapeei os locais dos eventos e, então, a dissimulação ficou cristalina.

Vamos aos fatos.

A última manifestação, 04/03, ocorreu em uma praça média localizada na mesma avenida das fotos acima, ou seja, em local restrito, pontual e bem menor.

 

A imagem abaixo retrata a abrangência das duas manifestações e prova que o apoio popular de Guaidó despencou. Com muita boa vontade, de acordo com as dimensões da praça e das imagens do evento, havia, no máximo, 20 mil pessoas. Ou seja, uma queda de aproximadamente 80% de público, em poucas semanas.

 

E não foi por falta de incentivo e divulgação, pois, além de toda repercussão de seus passos na turnê pela América buscando apoio dos países vizinhos, as convocatórias publicadas em seu perfil do Twitter tiveram mais do que o dobro de compartilhamentos e impulsionamentos em relação ao evento anterior:

 

Não à toa, a mídia anti-Maduro se esforçou tanto para ludibriar a audiência com enquadramentos fechados, com intuito de convencer os olhos do mundo de que havia mesmo uma multidão ali. Porém, um pouco de atenção desmonta toda a farsa:

 

Enfim, parece que as aventuras de Guaidó, patrocinadas pelo imperialismo norte americano, que quase incendiaram as relações entre Venezuela, Colombia e Brasil, no último dia 23, revelaram para população venezuelana que o rapaz não passa de um fantoche nas mãos do Tio Sam. No entanto, cabe prudência, e avaliar como será a manifestação agendada para o próximo dia 9, sábado. Será prova dos nove.

*

*

*

 

 

Acha importante o nosso trabalho? Fácil - clique no botão abaixo para apoiá-lo:

Facebook Comments