Solidariedade – A perseguição a Paulo Henrique Amorim e a luta contra a meganhagem

Da Redação do Duplo Expresso,

O Duplo Expresso manifesta aqui o total e irrestrito apoio ao jornalista Paulo Henrique Amorim. No seu recente vídeo (13 de julho), este jornalista denuncia ser vítima de uma perseguição de quadros da Polícia Federal. Uma “chuva” de processos, estrategicamente iniciados em diferentes pontos do país, tenta amedrontar e “calar pelo bolso” este profissional de relevantes serviços prestados à imprensa brasileira.

Assistimos, poucas horas depois de publicado na página Conversa Afiada, ao vídeo denominado “Qual lei é para todos?” no post “PF SUBMETE PHA A CONDUÇÃO COERCITIVA – É preciso refundar a PF!”. Nele, Amorim – com a voz embargada pelo calor da emoção – conta detalhes deste festival de arbitrariedades praticadas por funcionários da Polícia Federal.

A nossa página é uma defensora irredutível das liberdades de expressão e de imprensa. Os nossos dois editores, Wellington Calasans e Romulus Maya, vivem em países onde esses direitos são uma realidade – Suécia e Suíça, respectivamente. Diariamente recebemos mensagens do público e de fontes que apontam para o aprofundamento do “Estado de Exceção” vivido no Brasil. As palavras convergem para a mesma, lamentável, conclusão: “que sorte a nossa de ter vocês falando a partir de países democráticos”.

A solidariedade ao jornalista Paulo Henrique Amorim é, antes de tudo, um apelo aos amantes da justiça e da democracia para que saiamos deste estágio contemplativo. É preciso reagir, incomodar, gritar e, até, chorar para que o mundo saiba o que acontece hoje no Brasil. Somente uma reação, com doses gigantes de democracia, será capaz de barrar os avanços da “meganhagem” no nosso país.

Paulo Henrique Amorim sequer citou que esta Polícia Federal é a mesma que recebe milhões de dólares da CIA para funcionar como um “araponga oficial” que passa informações estratégicas do nosso país para o Tio Sam. Uma CPMI da relação PF/CIA se faz necessária para que possamos avaliar os níveis de crime lesa-pátria destes meganhas.

A página Conversa Afiada presta serviços maravilhosos à comunicação social brasileira. O jornalista Paulo Henrique Amorim tem o nosso apoio e, se necessário for, iremos denunciar às associações de jornalistas de diversos países para que este absurdo seja repudiado, também, além fronteiras.

Assista ao vídeo em que PHA detalha a perseguição da qual é vítima.

Acha importante o nosso trabalho? Fácil - clique no botão abaixo para apoiá-lo:

Facebook Comments