Bola da vez: “Plano B” atira em Gleisi… para eliminar Lula!

Por Romulus Maya, para o Duplo Expresso
Publicado 24/abr/2018 – 20:09
Atualizado 25/abr/2018 – 10:31

  • Os inimigos de Lula sabem que enquanto ele puder contar com a fidelidade da Senadora – e esta se mantiver numa posição de força dentro do PT – menores serão as chances de que as sucessivas tentativas de extorsão – agora já mediante sequestro (de Lula) – tenham êxito. Os ataques de que Gleisi é objeto visam a pressioná-la fora – e dentro – do PT. Flagelar o seu moral. Tudo isso para que, finalmente, sucumba e suplique ao Pai que afaste dela o cálice: a manutenção da candidatura de Lula – “até as últimas consequências” (apud Gleisi Hoffmann).

 

  • Atualização: resumo audiovisual e mais sobre “agro-jornalismo” e a carteirinha da OAB de Fernando “B” Haddad. Tudo isso no final do artigo.

*

Gleisi Hoffmann é a bola da vez para o Golpe. Consolidando-se cada vez mais como fiel braço direito de Lula, sagrada oficialmente sua porta-voz e até mesmo constituída sua representante legal em procuração, a Senadora paranaense concentra sobre si, agora, o fogo dos que tentam – ainda sem sucesso – dobrar o ex-Presidente. Os inimigos de Lula – e não meros “adversários”, posto que querem a sua erradicação, estejam eles abertamente no Golpe ou “apenas” de forma oculta, via “Plano B” (grafado com “B” de “B’astardo” do Golpe), entendem – corretamente talvez – que apenas isolado, sem perspectiva ou respaldo político exterior para a sua resistência, especialmente dentro do PT, Lula poderá ser coagido a desistir da sua candidatura à Presidência da República.

Eles vinham tentando dobrar Lula “por bem”, com o engodo “jurídico” da vez urdido pelos algozes no Judiciário e na mídia – sempre em parceria com quem faz a ponte: José Eduardo Cardozo, seu agente infiltrado no PT. Ou seja, a mesma equipe que logrou induzir Lula e a liderança do PT a erro em São Bernardo do Campo, com aconselhamento “jurídico” (sic) manifestamente mentiroso.

 

Repetindo a parceria de sucesso – no engodo – Lava Jato e Cardozo plantaram no Estadão, no último sábado, novo “aconselhamento jurídico” (sic) a Lula:

 

 

Petistas têm sido aconselhados a convencer o ex-presidente Lula a desistir da candidatura ao Planalto. Em conversas recentes com ministros do Supremo, ouviram que a única forma de ajudar Lula a sair da prisão é tirá-lo dos holofotes. Enquanto o petista estiver todos os dias na mídia e confrontando o Poder Judiciário é impossível que a Corte vote qualquer ação que possa beneficiá-lo, como o fim da prisão após 2.ª instância.

 

Depois da lição de São Bernardo, Lula respondeu às “sereias” do golpe juristocrático – fora e dentro de casa – com uma dura invertida. Pela boca de não outra que… Gleisi Hoffmann:

 

“Tem insinuações de que se não for candidato, se não tiver holofote e de que se não falar contra a condenação, será mais fácil a votação a meu favor. A Suprema Corte não tem que me absolver porque sou candidato, porque vou ficar bonzinho. Tem que votar porque sou inocente. E também para recuperar o papel constitucional que é ser garantia do cumprimento da Constituição”.

 

Em vista disso, a resolução adotada pelo Diretório Nacional do PT na sequência não poderia ser outra:

 

E é exatamente por isso que as metralhadoras se voltam contra Gleisi Hoffmann. Os inimigos de Lula sabem que enquanto ele puder contar com a fidelidade da Senadora – e esta se mantiver numa posição de força dentro do PT – menores serão as chances de que as sucessivas tentativas de extorsão – agora já mediante sequestro (de Lula) – tenham êxito.

Na derrubada do suporte político de Lula dentro do PT vale tudo:

 

(i) A mal-intencionada (e deliberada) “acusação” de “incitação ao terrorismo” via TV Al Jazeera (!) – que, não se enganem, não visa aos bem informados círculos com acesso a TV a cabo, mas sim à confusão de ignorantes em grupos de Whatsapp. Especialmente evangélicos simpáticos ao Estado de Israel e antipáticos à causa árabe-palestina.

 

(ii) Um juiz de direito passando instruções para que (nada!) “populares” agridam fisicamente Gleisi, garantindo-lhes – vejam só – impunidade:

“Se algum brasileiro indignado lhe der (a Gleisi) uma cusparada no meio na fuça (sic), um chute no abundante traseiro, ou uma bolacha (…) responderá no máximo por lesão corporal leve. Em outras acalantadas palavras, pagará somente 80 dinheiros, sendo que essa cesta básica será para uma instituição de caridade, continuando com sua folha penal limpíssima”.

 

(iii) Misoginia instrumentalizada em fake news. Reapareceram em grupos de Whatsapp e na “fasciosfera” nos últimos dias fotomontagens vulgares colocando o rosto da Senadora Gleisi no corpo de outras mulheres, nuas. Uma dessas montagens, por exemplo, é apresentada como um “flagrante” da Senadora na cama com o ex-Presidente Lula (!). De novo: o absurdo é irrelevante. Esse material se destina a confundir um público com baixo senso crítico. E, mais do que isso, a pressionar a própria Gleisi. Flagelar o seu moral. Tudo isso para que, finalmente, sucumba e suplique ao Pai que afaste dela o cálice: a manutenção da candidatura de Lula.

É importante notar o timing. Tudo isso ressurge na “fasciosfera” juntamente com fakenews misógina plantada um ano atrás.

 

2017:

 

*

2018:

 

*

Os articuladores do “Plano B” visam a isolar Lula, privar-lhe de apoios, para tentar dobra-lo. Gleisi Hoffmann se torna então alvo prioritário dos ataques. Mas há neles um duplo objetivo: não apenas enfraquecer Lula, mas também impedir que Gleisi siga se consolidando diante das bases como a mulher de sua confiança. “A ungida”. Isso porque estão convencidos de que caso consigam impedir – sem traumas maiores – o registro de Lula como candidato, tudo de que Fernando Haddad – extremamente impopular no meio sindical e nos movimentos sociais – não precisaria é da sombra de Gleisi, cujo protagonismo só fez crescer desde o julgamento do TRF-4, em 24 de janeiro. Justamente por manter-se fiel – ao extremo – ao ex-Presidente. Inclusive na hora mais dura, quando Lula manifestou o desejo de resistir em São Bernardo.

Desejo esse, como ficamos a saber, devidamente torpedeado pelos articuladores do “Plano B”. Enganaram Lula e enganaram Gleisi, cujo registro audivisual naquele dia é uma das provas da trapaça.

*

Pensam ser exagero falar do temor que a sombra de Gleisi infunde nos articuladores de Fernando “B” Haddad?

Pois voltemos ao dia 9 de abril, para artigo de grande repercussão publicado aqui no Duplo Expresso:

 

Estava escrito na parede, Profeta Daniel. Antes mesmo da estreia do filme!

*

A primeira parcela do pagamento a Haddad já veio: notinha plantada no Painel – da Folha, claro!

Diante do mais que evidente protagonismo de Gleisi Hoffmann na defesa – quase visceral – de Lula e na sua assunção incontestável como única porta-voz do Presidente – antes de fato e, agora, até de direito – que tal plantar fake news desmentindo o claro distanciamento – até físico – que Lula impôs a Haddad em cima do palanque no sábado?

https://duploexpresso.com/wp-content/uploads/2018/04/word-image-18.png

 

Claro…

Afinal, porta-voz a gente vê e pode conferir, né…

Já esses tais “diálogos com partidos”… ¬¬

https://duploexpresso.com/wp-content/uploads/2018/04/word-image-19.png

 

Gozado…

Sabem quem, além de Gleisi, também é advogado e não só não deu as caras em Curitiba como tampouco foi contemplado com a confiança de Lula para se tornar seu representante legal?

Ele mesmo:

https://duploexpresso.com/wp-content/uploads/2018/04/word-image-20.png

*

Pois bem. Hoje, duas semanas depois, a “agro-jornalista” Monica Bergamo, que vive de plantar “notinhas”, resolve alargar – com a resposta – a “hortinha” que mantém em sociedade com Fernando Haddad:

 

OPERANTE
O ex-prefeito Fernando Haddad foi na OAB-SP, na manhã de segunda (23), buscar a sua carteira de advogado. Ele está inscrito na entidade desde 1987.

DEFESA
Com isso, Haddad pode se habilitar para advogar em qualquer ação do ex-presidente Lula, tendo, em tese, acesso livre a ele na prisão.

NA ÁREA
Caso receba procuração, o ex-prefeito não deve atuar na defesa criminal, e sim na cível.

*

Poderá defender Lula”…

Pode se habilitar para advogar”…

Caso receba a procuração”…

*

Oi?!

Pois eu, Romulus Maya, o parceiro Rubens Francisco e todas as dezenas (centenas?) de milhares de advogados do Brasil também “poderemos” (!)… “nos habilitar” (!)… “para advogar” para Lula… “caso recebamos” (!)… procuração (!)

Percebem o nível de não-notícia?

E de descaramento?

Não bastasse tentarem coagir o Presidente Lula a desistir da sua candidatura em favor de Haddad, com direito a “notinha” ameaçadora plantada no Estadão, o pessoal do “Plano B” agora renova a parceria com a Folha de São Paulo, aquela que publicou o manifesto de “intelectuais” (sic) lançando a sua candidatura – com Lula ainda solto, meses atrás (!)…

 

– … para tentar constranger o ex-Presidente a indicar Haddad – também! – como seu procurador!

*

E adivinhem quem – na ‘GloBosfera’ – prontamente repercutiu, com muito destaque (inclusive em vídeo), esse constrangedor balão de ensaio?

Acertou quem respondeu, alternativamente, tanto “Brasil 247” quanto…

– … “central do Plano B”!

(o número de vezes que eles já reaproveitaram essa foto…)

*

  • “Agro-jornalismo” e a carteirinha da OAB de Fernando “B” Haddad
    Extrato do “Duplo Expresso” de 24/abr/2018. Integralidade aqui

*

– “JOGO PESADO”!

Como bem nos confidenciou membro digno da Executiva Nacional do PT láááááááá atrás, quando o Duplo Expresso ousou expor (desde o distante janeiro) a articulação do “Plano B” – de “B’ola nas costas” e “B’astardo do Golpe” – que ainda engatinhava então, na sua tentativa de se impor – “de fora pra dentro” – ao PT.

Sim… jogo pesadíssimo, honrado membro da Executiva!

E sem nenhum limite. Como vemos, nem para o ridículo, nem para a apelação, nem para a baixaria.

O Duplo Expresso exalta mais uma vez, portanto, Gleisi Hoffmann, a quem desejamos força para resistir a assédio tão vil. Afinal, o futuro imediato de Lula – e do Brasil por tabela – depende da liderança que se consolida na Senadora. E é exatamente por isso que Gleisi é a bola da vez para o Golpe.

Quem é “Lula de A a Z” é agora “Gleisi de A a Z”.

É simples assim.

E quem, no PT, no momento não é “Gleisi de A a Z” ou namora ou já casou com o “Plano B”.

De quem, certamente, espera belos rebentos.

Todos eles B’astardos.

Do Golpe.

*

*

*

P.S.: A Folha, o “Plano FH-C” e o avesso do avesso do avesso do avesso do…

– Ah, bom!

Ou não?

“É a centro-esquerda que tem chances reais”, opinou o ex-prefeito Fernando Haddad. Tanto ele quanto Ciro Gomes acham possível que o PDT e o PT formem uma chapa conjunta já para o primeiro turno, com Haddad como vice.

O responsável pelo encontro, o professor José Márcio Rego, da FGV, lembrou que setores da direção do PT não viram com bons olhos as conversas do ex-prefeito com Ciro. “Já está tudo bem”, informou-lhes Haddad. “Até brinquei com gente do partido, dizendo: vocês diziam que eu era muito técnico, mas quando começo a fazer política, reclamam”.

*

*

*

EXTRA: Recordar é viver

O Duplo Expresso afirmou com segurança, com 10 dias de antecedência, que a sentença de Sergio Moro seria confirmada no TRF-4, em 24 de janeiro deste ano. Na verdade, fomos além e afirmamos, com base em informações repassadas por fontes bem situadas, que seria pelo placar de 3×0. O posicionamento pesado, “comprado”, da holding dos irmãos Marinho no mercado financeiro, visando a lucrar em cima desse cenário, era confirmação adicional. Ora, amigos do rei, os Marinho só trabalham com informação privilegiada (vide caso JBS).

 

Quando fizemos tal alerta, não faltou quem no PT nos criticasse por difundir algo “desmobilizante” (sic). Preferiram, ao contrário, alardear “rumores”, plantados por infiltrados, dando conta de que havia “informação seguríssima”, “de dentro do TRF-4”, de que um dos Desembargadores faria um tal “voto divergente”. Quando não de que “pediria vistas”.

Tais informações foram cuidadosamente plantadas em grupos de pessoas de formação jurídica que apoiam o Presidente Lula no Whatsapp, sempre qualificadas como vindas de “fonte seguríssima”.

Nota: autointitulado “Cacique Juruna do Século XXI”…

 

…evidentemente guardo prints de toda aquela – bem-sucedida – operação de contrainformação. Isso porque já identificara, mesmo antes disso, o “inusitado”, digamos, do agir de quem plantava então tal “informação”.

Notem bem: conseguiram, com tal artifício, induzir a erro em suas avaliações juristas do quilate do ex-Ministro Eugênio Aragão e do nosso comentarista de assuntos institucionais, Samuel Gomes. Ambos – lá de Porto Alegre – relataram no Duplo Expresso, na véspera do julgamento, essa “expectativa” (cuidadosamente construída) de um placar de 2×1.

Engodo em Porto Alegre.

Engodo em São Bernardo.

Tentativa – até aqui frustrada – de engodo em Curitiba.

Eles permanecem os mesmos…

Mas, para azar deles, o Duplo Expresso também.

*

*

*

Compartilhe:

 

*

*

*

ATUALIZAÇÃO 25/4/2018 – MENTIRA TEM PERNA CURTA

Desde quando, “horticultores” Haddad/ Bergamo, carteirinha da OAB é necessária para advogar?! Basta o número de inscrição! Esse papo de “ausência de carteirinha” é álibi. Visa a justificar Haddad não ter sido, até aqui, contemplado com a confiança de Lula.

Mais: isso cheira a armação com quem, no “PT judiciário”, deu razão à juíza que impediu – ilegalmente – Gleisi de advogar para Lula “por exercer mandato parlamentar”. O artigo 30 do Estatuto da OAB estabelece o seguinte:

 

Art. 30. São impedidos de exercer a advocacia:

I – os servidores da administração direta, indireta e fundacional, contra a Fazenda Pública que os remunere ou à qual seja vinculada a entidade empregadora;

II – os membros do Poder Legislativo, em seus diferentes níveis, contra ou a favor das pessoas jurídicas de direito público, empresas públicas, sociedades de economia mista, fundações públicas, entidades paraestatais ou empresas concessionárias ou permissionárias de serviço público.

 

Não cabe interpretação extensiva para restrição de direitos. A ação é penal e não cível! É irrelevante a Petrobras ser assistente da acusação. Ademais, não cabe a uma juíza – de execução – determinar quem pode ou não funcionar como advogado. E sim, se for o caso, à OAB!

Cheira a jogada ensaiada com o “Plano B”, que chegará – com carteirinha e tudo (!) – para resolver o “problema”.

E, incidentalmente, monopolizar o contato de Lula com o mundo político.

Percebem?

*

*

*

“PLANO B”: SEMPRE ALIADO AO TAPETÃO DOS TOGADOS

O “Plano B” só vinga se for ungido “por aclamação” (sic). Ou seja, se o nome de Haddad sair do bolso do colete. E não, em hipótese nenhuma, de uma primária no PT, com zero chance de ser vencida pelo “B”. Sua única chance é ser “incumbido” (sic), “no desespero” (sic), de carregar o “ônus” da candidatura, diante do impedimento (combinado!) de Lula pelo TSE. Notem bem: impedimento pelo qual o “Plano B”… trabalha!

*

*

*

RESUMO AUDIOVIUSAL:

    • Extrato do “Duplo Expresso” de 25/abr/2018. Integralidade aqui.

*

*

*

Acha o nosso trabalho importante? Reforce a nossa causa em apenas 2 segundos: apoie a sua divulgação tornando-se um Patrono do Duplo Expresso

Facebook Comments

Romulus Maya

Advogado internacionalista. 10 anos exilado do Brasil. Conta na SUÍÇA, sim, mas não numerada e sem numerário! Co-apresentador do @duploexpresso e blogueiro.