Intervenção: Lula, salve a esquerda – e a nós todos – do “esquerdismo”!

 

Duplo Expresso avisou qual seria a tática.
Pois bem. Deputado de esquerda que sacudiu estatística + aula de antropólogo – e ainda aludiu a “1964”! – na vã tentativa de negar a (alô!) PERCEPÇÃO de violência exacerbada pela população – Alô: TODA a população! – ajudou a direita nesse plano.
Pessoal quer falar PELO povo sem seque falar COM o povo.
@Lula, salve-nos do “esquerdismo” essa “doença infantil do comunismo”!
(apud Lenin)

*

Sempre pode piorar: resposta com o “argumento” que a direita usa contra Lula desde a prolação da “sentença” de Moro, com o reforço “unânime” pós-24/jan:

*

Sim, nós sabemos que a filha dele é investigada por associação ao tráfico. Nós mesmos publicamos a informação aqui dias atrás. O ponto não é o Roberto Jefferson. O ponto é, sem necessidade, abrir novo flanco. Flanco esse, por definição, desfavorável ao discurso – alô: (muito!) não hegemônico – da esquerda.

*

*

*

Estou agora esperando os deputados de esquerda irem “polemizar” com o MBL e os evangélicos em cima da nova “isca” lançada – alô: no “fortuito” ano de 2018! – pelo Ministro Barroso/ STF:

Pois é…

Agora o Barroso apela para a transfobia (!) para dar uma força aos brucutus – seus aliados táticos no entreguismo – na tarefa de cooptação pelo “choque” dos moderados na sociedade, diante do avaço “acelerado” do “vanguardismo de costumes”…

*

A tática de “pinça” ao vivo:

*

Será que depois o Barroso volta a abortar o Malafaia??

A quem interessa esse sequestro de pauta?

A quem interessa o diversionismo?

A quem interessa, no embate político e na blogosfera, tirar o foco do Pré-sal, da Petrobras, do nióbio, da entrega das geradoras de energia estatais, do satélite, da perda de direitos, dos … … … …

Para colocar em pauta, no lugar…

– … “aborto”??

Alô?!

Não eleger – em disputa MAJORITÁRIA! – um Chefe do Executivo federal do campo popular, progressista e nacionalista significa PREJUDICAR, também!, todas as pautas de interesse das próprias minorias!

Não se consegue fazer, em apenas ~um~ ano (eleitoral!), pedagogia política que levará… décadas!

Arrisca-se perder o pouco que já temos, por não haver contraponto no Executivo para CONTER o Congresso “BBB-B”: da bala, do boi, da bíblia e da… “branquinha”! (helicoca)

*

Avisamos, não foi, Wellington Calasans?

Eles vão tentar pautar temas “morais” impopulares – como aborto, maioridade penal, direitos LGBT, cotas, drogas, etc. – para sequestrar as forças progressistas e esconder o entreguismo e o neoliberalismo – extremamente impopulares!

Espertos, eles mesmos vêm com as duas pernas INSTITUCIONAIS “rivais”, para impulsionar, artificialmente, o “debate”:

(1) a bancada da Bíblia vem com a PEC tentando proibir o aborto em TODOS os casos;

versus” (aspas!)…

(2) O Min. Barroso, que vem com o STF “tentando” (?) liberar geral.

(mais auxiliares – conscientes ou não – em certos setores da blogosfera dita “progressista”, como Quebrando o Tabu, The Intercept Brasil e HuffPost Brasil, p.e.)

O plano deles:

– Fazer Lula refém de suas bases, em especial das feministas, e ter de se comprometer com um lado ou outro, angariando a respectiva rejeição.

É golpe!

*

E aplica-se, mutatis mutandis, a todos os outros temas “morais” “polêmicos”.

*

P.S.: eu, pessoalmente, sou a favor de:

– Legalização da interrupção voluntária de gravidez até o terceiro mês;

– Casamento (e tudo mais) igualitário;

– Eutanásia/ direito a morte digna;

– Descriminalização de drogas leves/ política de redução de danos para as pesadas;

– Direitos animais/ promoção do veganismo;

– Discriminação positiva de minorias historicamente desfavorecidas;

– … … …

*

Mas…

SEI que sou MINORIA no Brasil!

E SEI, também, que não eleger – em disputa MAJORITÁRIA! – um Chefe do Executivo federal do campo popular, progressista e nacionalista significa PREJUDICAR todas essas mesmas bandeiras!

Não se consegue fazer, em apenas ~um~ ano (eleitoral!), pedagogia política que levará… décadas!

Arrisca-se perder o pouco que já temos, por não haver contraponto no Executivo para CONTER o Congresso “BBB-B”: da bala, do boi, da bíblia e da… “branquinha”! (helicoca)

Radicalizar, sendo minoria, significa ficar como estamos hoje, isolados e sem interlocução no poder:

– Legislativo ~E~ Executivo “BBB-B”!

– Passando o rolo compressor sobre as… minorias!

– Exatamente como ocorre hoje!

(e NÃO ocorria nos governos Lula e Dilma…

Podíamos reclamar – talvez com razão – da lentidão no avanço das pautas das minorias ou até de estagnação, quando havia composição, p.e., com a bancada evangélica, como na questão do chamado “kit gay”.

Mas NÃO havia – isso é certo – regressos!

Muito menos na escala atual!)

*

Estratégia, minha gente!

Alô!!

*

A quem interessa, no embate político e na blogosfera, tirar o foco do Pré-sal, da Petrobras, do nióbio, da entrega das geradoras de energia estatais, do satélite e da perda de direitos, dos … … … …

Para colocar em pauta, no lugar…

(“colocar em pauta”? Mesmo?? Aspas de novo!)

 

– … “aborto”??

*

Ou será que, na próxima, o Barroso dá uma liminar a “forças populares” (sic) impedindo a intervenção militar no RJ??

*

Compartilhe:

Acha importante o nosso trabalho? Fácil - clique no botão abaixo para apoiá-lo:

Facebook Comments

Romulus Maya

Advogado internacionalista. 10 anos exilado do Brasil. Conta na SUÍÇA, sim, mas não numerada e sem numerário! Co-apresentador do @duploexpresso e blogueiro.