Avanço do TSE contra Lula – A hora do enfrentamento

Por Wellington Calasans, para o Duplo Expresso

O TSE que organiza, realiza e fiscaliza as eleições (com software da família Thompson Flores), agora fez uma grande ginástica para atender aos patrões estadunidenses. Nada ali é sério, mas golpe é golpe.

A antecipação do julgamento de Lula no TSE foi o caminho encontrado para evitar que a Liminar da ONU fosse cumprida pelo Brasil. Tirar Lula das urnas é parte importante do golpe. Ainda que todo o mundo questione a completa fragilidade do processo que o condenou.

Para prender Lula, além dos péssimos conselhos do laranja podre (Zé Cardozo) no Sindicato dos Metalúrgicos – para que Lula se entregasse), a “justiça” brasileira segue sem freio no processo de entreguismo. Mais grave ainda é ter uma empresa sonegadora de impostos e braço da máfia da FIFA como parâmetro para as decisões neste que é o mais grave momento político da nossa história.

A Globo precisa botar o ódio no poder. Para isso, começou a inflar a candidatura de Bolsonaro, com direito a entrevista ensaiada no Jornal Nacional. O TSE com a transparência de uma “auditoria sem comprovação do voto impresso” batiza as urnas para que não haja riscos. Deixar de cumprir ordens do Tio Sam “pode ser muito arriscado”.

Enquanto isso, trancafiado injustamente numa cela, Lula sonha que a nossa “esquerda” faça por ele uma campanha em defesa da sua liberdade. Basta que seja engajada como a que foi feita por esta mesma “esquerda”, nesta semana, em solidariedade à apresentadora do Jornal Nacional da Globo, Renata Vasconcelos, após entrevistar o candidato que bate continência para a bandeira do chefe e que a Globo finge não ser sua cria.

Incapaz de perceber que Alckmin foi rifado pelo Tio Sam, a “esquerda” sequer dá conta do erro que vem cometendo desde que assumiu a opção de usar Lula apenas como amuleto e tentar o espólio de um vivo. Lutar por Lula agora, como o anunciado pelo PT e a senadora Gleisi Hoffmann, é o único caminho para acabar com este avanço insano da justiça na política.     

Antes do TSE ter agido como ladrão de galinha contra a nossa combalida Constituição, Gleisi já havia declarado que lutaria “com Lula até às últimas consequências”. Comentar eleições quando a justiça escolhe quem pode ser candidato “ao gosto do freguês” é inaceitável e o PT agora tem a chance de se assumir como um verdadeiro partido de esquerda.

O arbítrio está no poder. A bagunça está no poder. Não dá mais para brincar de “as instituições estão funcionando normalmente”. Lula e o PT agora dispõem de um apoio importantíssimo das esferas estrangeiras. O mundo sabe que o Brasil hoje é uma ditadura e devemos lutar pelo resgate democrático.

O PT não pode dar sinais de que está rachado. As bases do partido querem Lula. O povo quer Lula. Decisões tão importantes somente serão exitosas se o povo for chamado às ruas. Esta é a hora certa. Começa pelo Nordeste, para inflamar o País. A baderna instaurada no poder precisa ser e estar acuada neste momento.

Que a decisão desta sexta-feira tenha sido o maior “tiro no pé” da “justiça” brasileira. Que sirva de lição para todos, principalmente aqueles juízes inescrupulosos do TSE. O Brasil é maior do que os seus conchavos. A hora é de luta. Somente com este enfrentamento eles param de massacrar o nosso povo e de destruir o nosso país.

Acha o nosso trabalho importante? Reforce a nossa causa em apenas 2 segundos: apoie a sua divulgação tornando-se um Patrono do Duplo Expresso

Facebook Comments

Wellington Calasans

Jornalista, Radialista, Ativista Político, Sonha com um Brasil parecido com a Suécia e uma Suécia com o sol do Brasil, o sonho é livre.