O “Dia do volto” – Lula melhora a história do Brasil

Por Wellington Calasans, para o Duplo Expresso

“Vou criar o dia do volto para fazer o Brasil Feliz outra vez”- “Se é para o bem de todos e felicidade geral da Nação, estou pronto! Digam ao povo que” “volto”.

Com certeza o ex-presidente Lula, como águia política que é, manda um recado de resistência para os brasileiros que estão inseguros com a possibilidade de ter a sua candidatura cassada. Numa carta de próprio punho, para que não fique dúvidas de que foi escrita pelo próprio Lula, endereçada ao líder metalúrgico Wagnão, Lula pede que seja dito bem alto para todo mundo ouvir que é candidato para recuperar o Brasil. E que criaria o “Dia do volto”, assim como Dom Pedro I criou o “Dia do fico”.

Dia do Fico

Conta a história que o Dia do Fico ocorreu em 9 de janeiro de 1822. Esta data ficou conhecida por este nome, pois D. Pedro I – então príncipe regente do Brasil – não acatou ordens das Cortes Portuguesas para que deixasse imediatamente o Brasil, retornando para Portugal. 

As Cortes de Portugal estavam preocupadas com os movimentos que ocorriam no Brasil em direção à emancipação política. Viam no retorno de D. Pedro I uma maneira de recolonizar o Brasil, enfraquecendo as ideias de independência.

Os liberais do Partido Brasileiro recolheram cerca de 8 mil assinaturas, exigindo a permanência de D.Pedro I no Brasil. Diante deste contexto, D. Pedro declarou: “Se é para o bem de todos e felicidade geral da Nação, estou pronto! Digam ao povo que fico”. Então esta data (9 de janeiro de 1822) passou a ser conhecida como o Dia do Fico.

O que dizem sobre esta data 

  1. Versão 1: este fato histórico foi importante, pois fortaleceu a posição brasileira de buscar a independência, distanciando cada vez mais da influência portuguesa.
  1. Versão 2: A famosa declaração do Fico envolve, porém, um mistério. Segundo o historiador Tobias Monteiro, ao receber o abaixo-assinado, Dom Pedro I teria dito: “Convencido de que a presença de minha pessoa no Brasil interessa ao bem de toda a nação portuguesa, e conhecido que a vontade de algumas províncias assim o requer, demorarei a minha saída até que as cortes e o meu Augusto Pai e Senhor deliberem a este respeito, com perfeito conhecimento das circunstâncias que têm ocorrido”. 

Dia do Volto

Versão única, pois Lula é único: “Vou criar o dia do volto para fazer o Brasil Feliz outra vez”, assim como a presença de D. Pedro I permanecendo no Brasil foi muito importante para o fortalecimento de buscar a independência do Brasil.

A volta de Lula é fundamental para restabelecermos a democracia e a nossa soberania popular que está ferida de morte! A única forma de não sermos colônia dos EUA. Nas palavras do ex-presidente:

”Sou candidato a presidente porque tenho certeza que posso recuperar o Brasil, recuperando, empregos, salários, escolas, saúde, autoestima, dignidade e a soberania do nosso povo.”

Assim como o povo exigiu a permanência de D. Pedro I, o povo exige a volta de Lula.

Lula poderia dizer: “Se é para o bem de todos e felicidade geral da Nação, estou pronto! Digam ao povo que “volto”.

Conclusão

Há quem afirme que “o Brasil é o único país independente que entregou o país ao filho do dono”. Podemos mudar isso! Com Lula, esta história pode melhorar e passará a ser contada assim: “Lula é o único presidente que nasceu do povo e que virou o único representante do povo (pobre)”

Lula está pronto! E o povo o espera de braços abertos.

Acha o nosso trabalho importante? Reforce a nossa causa em apenas 2 segundos: apoie a sua divulgação tornando-se um Patrono do Duplo Expresso

Facebook Comments

Wellington Calasans

Jornalista, Radialista, Ativista Político, Sonha com um Brasil parecido com a Suécia e uma Suécia com o sol do Brasil, o sonho é livre.