Pepe Escobar – (finalmente) sem censura – conta tudo! – D.E.28/ago/2020

Destaques:

Diretamente da Suíça, Romulus Maya, Editor-chefe do Duplo Expresso, recebe Pepe Escobar: sem censura! Finalmente 100% desacorrentado, “Prometeu” conta tudo o que está rolando no mundo, sem ser contido ou constrangido com relação ao elo “Brasil” da engrenagem global.
Ufa!
Completam a bancada Piero Leirner, ‘o’ cara da “guerra híbrida”, e Elias Jabbour, o mais keynesiano dos marxistas (ou seria o contrário? Ou ambos? Ou…?).
Na abertura, panorama completo da economia, no Brasil e no mundo, com os economistas Paulo Gala, da FGV, André Roncaglia, da UniFESP, e Jabbour, da UERJ. Dias de trovoadas adiante?
Imperdível!

*

Minutagem inteligente:

Links — diretos — para cada tema, com redirecionamento instantâneo para o respectivo minuto no vídeo

00:00:00 Monólogo de RM (FHC na #OdebrechtPapers; Libertar os reféns de dossiê; Os Marinho pendurados; #DarioMesser ativo dos EUA/Israel; O lobby de Júlio Messer; A máquina sionista no Deep State; Nada muda com quem ganhar eleição americana; Clã Messer financia Black Ops; Pepe Escobar quer falar de #DarioMesser NO DE; Pepe Escobar escolhe título do programa; a “robozada” ataca o DE; O Facebook censura RM; #CompartilhamentoGeral; atualização da disputa global; NÃO À FRENTE AMPLA; R. Cappelli reduz a disputa global a disputa paroquial

00:20:33 RM cumprimenta os convidados; EJ (Elias Jabbour) e PG (Paulo Gala) debatem Keynes e Marx; RM concorda com Delfim Netto que o marxismo é incontornável para compreender o capitalismo; EJ diz que enquanto a China assumir o marxismo, esse não deixará de ser relevante; EJ é “trollado”, chamado de “Olavo de Carvalho do PCdoB”; AR (André Roncaglia) concorda sobre a importância do marxismo para entender o capitalismo

00:26:42 RM coloca EJ numa “saia-justa” com uma colocação do Breno Altman; RM discorre sobre da falta (DELIBERADA!) de doutrina do PT; paralelo entre Lula e C. Kirchner; B. Altman comete disparate de dizer que Vargas não foi anti-imperialista ; EJ “entra de sola” dizendo que Altman não está à altura desse debate; EJ fala em superação política sem negar o PT; Lula não quer largar a “rapadura”; RM e EJ discutem sobre Jandira Feghali;

00:36:42 RM introduz o tema da mega-pedalada de Bob Fields Neto para PG; PG fala que ainda sofre ataque na internet; PG explica as mega-pedaladas; RM cita a “trollação” de Roberto Requião com Ronaldinho; PT encampando o discurso do DEM contra o auxílio-emergencial; AR critica o discurso do governo de que não tem dinheiro; não usar recursos para combater pandemia, mas para pagar a dívida; RM cita Monica de Bolle, a “miss PEC DO TETO”

00:46:30 RM pergunta a PG sobre o “transbordamento” do rentismo para a base de pirâmide; AR crítica o rentismo na economia, que não consegue empregar o suficiente; RM traz a crítica de Nelson Barbosa à PEC do TETO;

00:54:10 RM questiona PG se caso haja retomada do poder poderia haver volta ao incentivo à “economia de shopping center”; PG diz q descemos para “economia 25 de março”; fala de uma refundação do Estado; RM fala do não reflexo da fuga de capital estrangeiro na cotação na Bolsa; deslocamento da poupança privada

00:58:53 RM fala do udenismo de classe média no PT e pergunta a EJ sobre a fala de Tereza Cruvinel; EJ se refere como “repulsiva” a fala; discussão sobre o “dinheiro de helicóptero”; RM cita o Voucher relativo a creches na suíça

01:04:05 RM pergunta a PG sobre os prognósticos do mercado; PG fala da “saída” de Paulo Guedes; RM fala da manipulação do mercado; esquentamento de dinheiro ilegal; PG fala sobre as criptomoedas e esse “trade da conspiração” (rs);

01:12:30 RM pergunta a EJ sobre o papel do mercado de capitais na China; EJ cita a usina de três gargantas como um case de sucesso; e cita o seu papel mínimo no BR; AR faz complemento sobre o mercado de capitais

01:19:28 RM encaminha para a conclusão de EJ e AR; AR fala da PEC DO TETO; RM cita os gastos do Judiciário/MP no BR; AR fala do “aviso prévio” de Paulo Guedes

01:25:25 RM faz uma contextualização do que Pepe Escobar falará; RM fala de suas publicações; cita os requisitos para combater o Império; a “flauta mágica” do STF visando Lula; STF diz que Moro e MPF eram um só; PIGuinho “Vermelho” operando em pinça; os parlamentares de “esquerda” silenciam sobre o principal; Glauber Braga vai falar de Banestado?; chega de telecatch; Aras arquiva delação de #DarioMesser; O Duplo Expresso Impôs a pauta; Glauber Braga responde à pressão do Duplo Expresso; LJ de Curitiba é enquadrada pelos Generais;

02:14:53 Entrada de Pepe Escobar (PE) e Piero Leirner (PL); o sucesso do livro de Piero; RM fala do spin comunicacional da TV DEMOCRACIA com a entrevista do procurador Celso Três; RM traz uma lição de Dr. Hélio;

02:21:38 Piero traz um caso de um campeão nacional do Canadá; PE contextualiza o caso na geopolítica atual; RM cita o caso do Gen. De Gaulle q tentou desafiar o império; caso da Alstom; Piero cita os aspectos da doutrina americana; PE cita a “virada de chave na doutrina americana da Rússia para China

02:37:50 RM fala dos apocalipsistas no Deep State; PE fala que isso faz parte do processo de restruturação, saindo da periferia para o centro; Brzezinski e Kissinger; PL fala da ideia de colocar a China em um longo conflito; PE cita a ignorância dos EUA quanto ao sistema político chinês; PE fala de sua coluna que aborda o Politburo Chinês; O conceito de “Guerra Híbrida” para os chineses; “possibilidade” de um “decoupling”

2:50:21 PE fala da sua segunda coluna sobre a tríade Alemanha – China – Rússia; entrada de EJ; PL questiona PE sobre o asfixiamento da cadeia de suprimentos da China; o equilíbrio das forças militares na Ásia; o indo-pacífico; PE fala do pivô para a Ásia dos EUA; EJ fala do cerco tecnológico à Huawei; PE e EJ preveem a autossuficiência da Huawei com a ajuda dos Russos

03:00:11 RM pede a PE para falar de Belarus, contextualizando as informações de sua fonte; PE fala de artigo no Moon of Alabama; o impasse de Lukashenko entre Ocidente e Rússia; paralelo com a Ucrânia; possibilidade de auxílio militar da Rússia a Belarus;

03:06:26 PE fala da reticência de Andrew Korybko quanto ao acordo China-Irã; PE fala da complexidade dos iranianos; a Índia é “mestre” em dar tiro no pé.

03:11:07 RM coloca as convenções americanas, prisão de Steve Bannon, e foto de Bill Clinton na pauta; PE fala da simetria (as “coincidências) dos acontecimentos; os democratas falam pouco de política externa; discurso de Mike Pence e Trump; Antifa e BLM contribuem para o aumento do conservadorismo; a “maquinaria” Clinton recua e a ala Obamista comanda a campanha de Biden (“O Cadáver”); Hilary diz pra Biden não aceitar o resultado; Biden não pode ir para um debate com Trump; PL levanta a possibilidade de uma “Fake-ada”

03:22:32 EJ comenta a fala anterior de PE e diz que nunca enxergou uma vitória democrata; Trump incorporou a “alma” americana; o conservadorismo evangélico; o papel da “New Left”; Embaixador da China na ASEAN faz propaganda ideológica e a instrumentalização por Mike Pence; Pepe comenta de novo o cenário favorável a Trump: “ele achou a narrativa”; Elias: “Parece que a esquerda brasileira inteira está dominada pela CIA”. Pepe: “Mas as esquerdas no Ocidente inteiro estão infiltradas, não é só no Brasil”

03:28:54 RM coloca o vídeo do Major Vitor Hugo com hashtag #ComunismoMata; Piero comenta e fala da sincronização de Eduardo Bolsonaro; RM fala da associação do vírus com o comunismo

3:36:43 Elias comenta a visão dentro do PCdoB; se há plenas condições de tirar o Bolsonaro em 2022

3:39:31 Romulus ressalta que o DE já havia feito a análise de que o “#EleNão” seria um tiro no pé. Elias: “Lugar de comunista é na procissão”

3:41:57 Romulus comenta como os chineses liberalizaram aos poucos a produção agrícola; Elias: “A abundância material pressupõe desenvolvimento das forças produtivas”

3:48:42 Pepe: “Vocês sabiam que o número 2 do Deep State era trotskista?”

3:49:56 Pepe comenta sobre sua base de dados do Asia Times, 2500 artigos; relata compra do antigo Asia Times; “Shadow Play” é o primeiro e-book, título do primeiro texto sobre o jogo de sombras da geopolítica

4:08:33 Piero comenta que seu estudo da “guerra híbrida” não veio por iniciativa ou inspiração própria, como teoria a ser aplicada: veio do seu “nativo” enquanto antropólogo – os Militares

4:14:09 Pepe comenta que os chineses veem a guerra híbrida como declinação de dominação de espectro total

4:17:36 O Fórum de Davos irá começar a soltar a mensagem do “Great Reset”; a moeda digital é inevitável

4:20:32 Comentários sobre o vídeo viral (na lacrolândia brasileira) de Bolsonaro com Al Gore

4:27:38 Pepe fala do uso da moeda digital que está surgindo e ameaça de bloqueio da China do sistema financeiro internacional

4:31:23 Não está bom o plano da adoção do “modelo canadense” pelo governo brasileiro

4:35:28 Pepe: “A minha pergunta para vocês 3: como isso aconteceu em 3, 4 anos?” (o controle do BR pelos EUA)

4:41:42 Romulus pergunta o que faltou abordar sobre o cenário global e o brasileiro

4:42:08 Pepe sobre a polêmica com o Brasil 171: “essa história é tão patética que não tem que explicar nada”

4:42:22 Pepe: “A explicação que a gente deve para nossos ouvintes e para os ouvintes que transmigraram de outras pastagens é o que a gente conversou hoje, né, é auto-evidente”

4:42:43 Pepe comenta que na questão do Líbano é a lei do silêncio total, que a coisa é muito barra-pesada. Os israelenses não podem falar nada e o Bibi aposta tudo na reeleição de Trump.

4:44:35 Romulus lembra que a esposa do Jared Kushner, Ivanka Trump, mandou um agradecimento especial para a organização do Julio Messer, arrecadador do Bibi nos EUA, na inauguração da Embaixada dos EUA em Jerusalém

4:45:01 Pepe comenta que o próximo acordo diplomático será entre Tel Aviv e Riad. Se o Trump for eleito, e houver a união Israel, Emirados e Arábia Saudita, poderá haver uma ofensiva ultra-barra-pesada contra o Irã

4:48:09 Romulus pergunta ao Pepe se ele ficou chocado com a publicação da ligação Messer-Israel, que defende a anexação pura e simples da Cisjordânia na Faixa de Gaza. A conexão de Pepe cai devido a uma pane de energia elétrica em Bangkok.

4:50:55 Elias comenta sobre o que a média da opinião pública cristã do Líbano pensa a respeito da explosão

4:52:47 Romulus pede a Piero para que comente sobre dois artigos dele paralelos, a respeito da guerra híbrida no Brasil, em que um foi rejeitado e depois o outro foi aprovado sem glosa dos revisores

4:58:16 Piero comenta sobre a duração dos programas no Duplo Expresso que é adequada à escala e tempo de análise.

5:00:58 Romulus pergunta ao Piero se ele concorda que a decisão do STF, sobre Moro e Banestado, e o “spin” dado expõem o quão fake é a “oposição” brasileira

*

Vídeo integral:


*

Áudio:

 

*

*

*

Os que nos atacam:

Aqui, aqui, aqui e aqui, a ficha dos que nos atacam, na figura de Leonardo Attuch “Dantas Nahas”, levantada por, entre outros, Paulo Henrique Amorim — e estranhamente deletada de seu site após a sua morte.

DOSSIÊ LEONARDO ATTUCH – VOL. 1: SUPOSTO LARANJA DE DANIEL DANTAS, REFÉM DA JURISTOCRACIA “VIRA A CASACA” 180 GRAUS….

Posted by Romulus Maya on Tuesday, August 11, 2020

 

 

 

 

*

O que temem:

FINALMENTE: baixe as CC5 do Banestado, depois de quase 30 anos!

#BanestadoLeaks: o escândalo de lavagem de dinheiro no Brasil dos infernos

? #BANESTADOleaks: “a lista”, finalmente! ?

 

*

Governo Dilma operando para os EUA (ver os respectivos fios no twitter):

 

 

 

*

NÃO TEM IDEIA DO QUE FOI O ESCÂNDALO DO BANESTADO?
Eis resumão fornecido por Romulus Maya no distante mês de janeiro do Ano do Senhor de 2018, em seu antigo blog:

As contas “CC5” foram criadas em 1969 pelo Banco Central para permitir a estrangeiros não residentes a movimentação de dinheiro no Brasil. Essas contas também eram o caminho para multinacionais remeterem lucros e dividendos ou internar recursos para o financiamento de suas atividades. Por dispensarem autorização prévia do BACEN, as CC5 viraram o canal ideal para a evasão de divisas e lavagem de dinheiro. A movimentação ilegal usando as CC5 somou 179 BILHÕES. De dólares! Ajustando pela inflação em dólar do período (1998-2020), o equivalente a 281 BILHÕES DE DÓLARES em valores atuais. De longe, o maior escândalo de evasão de divisas e lavagem de dinheiro de todos os tempos.

Uma vez estourado o escândalo Banestado, a operação abafa para encerrar de vez os trabalhos de investigação começou em 2001. Durante esse período, milhares de inquéritos foram abertos em todo o País. Contudo, nenhum político importante ou dirigente de grande empresa foi condenado de forma definitiva. A maioria das empresas envolvidas conseguiu negociar com a Receita Federal o pagamento de impostos devidos e, assim, encerrar os processos tributários e penais abertos contra si.

Em relação às empresas de mídia que usaram as contas CC5 para praticar evasão de divisas e lavagem de dinheiro, não se tratou apenas da Globo e dos Marinho. A quebra dos sigilos bancários revelou que o Grupo Abril fez uso frequente das contas CC5, tendo movimentado um total de 60 milhões de Reais. Já o Grupo SBT, do empresário Silvio Santos, movimentou 37,8 milhões de Reais segundo a investigação.

Se na esfera judicial o caso Banestado teve o seu fim escrito pelas mãos do juiz Sergio Moro, no Parlamento a apuração conduzida pela CPI do Banestado teve o mesmo destino. De maneira totalmente inabitual, essa Comissão Parlamentar encerrou os seus trabalhos sem sequer votar a minuta de relatório final!

Explica-se: o esquema das CC5 pegava de A a Z do sistema político, embora em proporções bastante diferentes. O maior implicado, evidentemente, era o PSDB. Afinal, desde 1994 o partido tomara conta da máquina federal bem como de várias máquinas estaduais relevantes, como São Paulo, Rio de Janeiro e Minas Gerais. Isso sem contar grandes municípios. No que tange ao PT, que acabara de chegar ao poder na esfera federal, o partido administrara até ali algumas prefeituras relevantes, como a de São Paulo, bem como os Estados do Rio Grande do Sul, Mato Grosso do Sul e Acre. Portanto, embora com graus bastante diferentes de exposição ao escândalo das CC5, ambos, PSDB e PT, acabaram atuando no sentido de enterrar, o mais breve possível, os trabalhos da investigação.

O que se viu nessa CPI foi a tentativa de se proteger os cardeais de ambos os partidos, bem como de blindar aliados citados na investigação. Por fim, registre-se que o encerramento da apuração se deu em dezembro de 2004. Já no ano seguinte, em 2005, surge o “escândalo” seguinte, o caso do “Mensalão”. Na prática, em termos editoriais, tratou-se de uma tentativa bem-sucedida da Globo de fazer “subir a pauta”, sepultando de vez o interesse em se investigar as contas CC5. Afinal, como dito acima, esse sistema fora utilizado pelos próprios irmãos Marinho para retirar dinheiro “frio” do grupo, como caixa dois, do Brasil.

(artigo completo, atualizado, aqui)

*

*

*

Canal do DE no Telegram: https://t.me/duploexpresso
Grupo de discussão no Telegram: https://t.me/grupoduploexpresso
Canal Duplo Expresso no YouTube: https://www.youtube.com/DuploExpresso

Áudios do programa no Soundcloud: https://soundcloud.com/duploexpresso
Link para doação pelo Patreon: https://www.patreon.com/duploexpresso
Link para doação pela Vakinha: https://www.vakinha.com.br/vaquinha/643347
Duplo Expresso no Twitter: https://twitter.com/duploexpresso
Romulus Maya no Twitter: https://twitter.com/romulusmaya
Duplo Expresso no Facebook: https://www.facebook.com/duploexpresso/
Romulus Maya no Facebook: https://www.facebook.com/romulus.maya
Grupo da Página do DE no Facebook: https://www.facebook.com/groups/1660530967346561/
Romulus Maya no Instagram: https://www.instagram.com/romulusmaya/
Duplo Expresso no VK: https://vk.com/id450682799
Duplo Expresso no Twitch: https://www.twitch.tv/duploexpresso
Duplo Expresso no Spotify:
https://open.spotify.com/show/5b0tFixIMV0k4hYoY1jdXi?si=xcruagWnRcKEwuf04e1i0g

 

 

 

 

 

Facebook Comments