Lula e o povo contra o resto

Da Redação do Duplo Expresso,

Interpretar pesquisa sobre a corrida presidencial fora do período eleitoral, sem que as candidaturas estejam oficialmente registradas, é o mesmo que falar sobre futebol durante o recesso dos atletas e clubes: “fulano pode deixar o Corinthians e assinar com o Flamengo”. Tudo é “pode”, “acho”, “será quê?”, etc. Nada é notícia, tudo é suposição.

Há, no entanto, algumas certezas em todas as pesquisas que são divulgadas:

  1. O povo não reconhece a justiça brasileira como equilibrada e imparcial;

  2. O povo não quer votar em candidatos que tentam se impor através do marketing;

  3. O povo quer votar em Lula;

  4. O povo adia a luta depositando toda as suas esperanças na eleição, mas desmoraliza o golpe e anuncia o total desprezo às instituições que mergulharam o país no caos, inclusive a imprensa.

Fica cada vez mais evidente que somente Lula tem condição de pacificar e reconstruir o Brasil. Negar este recomeço será cavar a própria cova. E isso vale para todos os poderes e para todas as figuras públicas (políticos ou famosos) que manifestam opinião contrária ao que é pretendido pela maioria do povo. Será impossível conviver com o desprezo do povo. Este clima de acirramento é construído a cada dia de prisão de Lula e não vai terminar bem.

É vergonhoso o esforço de algumas pessoas para justificar o abandono da luta por justiça e democracia. O povo dá sinais claros de que não reconhece a justiça brasileira como digna de julgar Lula, pois a parcialidade é escancarada. A justiça brasileira tem “bandidos de estimação” e, não satisfeita, forja crimes para condenar os seus desafetos.

Há quem prefira dar Lula como “carta fora do baralho” e aposte em candidatos da direita, disfarçados de esquerda (“5inco Gomes” é um exemplo disso). Sem comentários!

Pior ainda, há quem finja “ampliar o debate político” apenas para tentar dar voz aos desprezados pelo povo e falar sobre “5inco Gomes” aos eleitores de Lula. É uma espécie de “agente infiltrado para cooptação”.

O Duplo Expresso sofreu um massacre violento, isso há mais de dois meses, por ter antecipado este cenário de traição e capitulação entre algumas células (da política, imprensa, etc.) que se vendem como “de esquerda”, mas que se vendem de fato aos interesses dos bancos.

Seguimos coerentes com tudo o que defendemos desde o início. Seguimos firmes no combate à injustiça. Estamos focados na defesa de Lula como cidadão inocente e, paralelamente, denunciamos a justiça como criminosa, pois vemos Lula como um preso político.

Defendemos a liberdade de Lula e o direito do povo votar nele, se assim o desejar.

Se tirarem Lula das eleições, já terão feito as mesmas sem que a vontade do povo seja respeitada.

Forjar crime para barrar Lula e permitir que candidatos adestrados sejam legitimados pelo voto é mais que um golpe. É o uso da única arma do povo contra o próprio povo.

Nós do Duplo Expresso somos “Lula de A a Z” e defendemos “Lula Livre”. E você? Está com medo ou está com Lula na luta por justiça?

Acha o nosso trabalho importante? Reforce a nossa causa em apenas 2 segundos: apoie a sua divulgação tornando-se um Patrono do Duplo Expresso

Facebook Comments