Perdão da Plutocracia e “Pacificação da Terra arrasada”

Por Luis Carlos de Oliveira e Silva

  1. Ascânio Seleme disse – em sua coluna de O Globo do último domingo e com a arrogância típica de um “capitão-do-mato” – que “É hora de perdoar o PT”…
  2. Sabemos todos que o jornalismo do Grupo Globo é porta-voz dos interesses da plutocracia e que nenhum jornalista “da casa” tem autorização para expressar opinião que não esteja alinhada com a orientação política dos seus patrões.
  3. O artigo de Ascânio tem dois destinatários e um só objetivo. Os destinatários são a opinião pública de direita e os próceres do PT; e o objetivo é o de preparar o que eu venho chamando aqui de “pacificação em terra arrasada”.
  4. A “pacificação em terra arrasada” consiste na reunião de forças capazes de derrotar eleitoralmente o bolsonarismo – sob a bandeira da “pacificação nacional” –, mas com o compromisso de manter intocadas as reformas regressivas aprovadas desde Collor, ainda que se admita algumas políticas públicas de “compensação social”.
  5. Este projeto tem como modelo, como é evidente, os dois governos de Lula, quando a inclusão-dos-pobres-sem-mudanças-estruturais “pacificou” a nação. Isto é: melhorou a vida do povo sem a revogação das medidas do período FHC, que davam continuidade à política de desmonte da “herança varguista” iniciada por Collor.
  6. A agenda de desconstrução vem sendo aplicada num ritmo que intercala momentos de aceleração do desmonte com períodos de “pacificação”. Estes últimos servem tanto para evitar que o tecido social se esgarce em demasia quanto para “naturalizar” as “reformas”.
  7. É na direção de mais deste mesmo para onde aponta o artigo-aceno que a plutocracia fez Ascânio redigir e assinar… Este é o objetivo do artigo, e quanto aos destinatários?
  8. Como disse acima, o artigo se dirige à opinião pública de direita e aos próceres do PT. Isto significa dizer que os dirigentes do petismo podem contar com a boa vontade do jornalismo global caso aceitem assinar de novo uma “Carta aos brasileiros”, ou algo do gênero.
  9. O jornalismo do Grupo Globo cuidaria de reverter a demonização da imagem do PT enquanto os próceres do partido cuidariam de “dar consenso”, no campo progressista, às reformas regressivas aprovadas desde Collor.
  10. A proposta para a participação no projeto de “pacificação em terra arrasada” está na mesa. Ciro Gomes deve estar adorando a provável saia justa que a alta burocracia do PT e seus próceres muito provavelmente vestirão…

Luiz Carlos de Oliveira e Silva é professor de filosofia.

Ouça o artigo no player abaixo e na Rádio Expressa:

_____

Canal do DE no Telegram: https://t.me/duploexpresso
Grupo de discussão no Telegram: https://t.me/grupoduploexpresso
Canal Duplo Expresso no YouTube: https://www.youtube.com/DuploExpresso
Romulus Maya no Twitter: https://twitter.com/romulusmaya
Duplo Expresso no Twitter: https://twitter.com/duploexpresso
Romulus Maya no Facebook: https://www.facebook.com/romulus.maya
Duplo Expresso no Facebook: https://www.facebook.com/duploexpresso/
Romulus Maya no Linkedin: https://www.linkedin.com/in/romulo-brillo-02b91058/
Romulus Maya no Mastodon: https://mastodon.social/@romulusmaya
Grupo da Página do DE no Facebook: https://www.facebook.com/groups/1660530967346561/
Romulus Maya no Instagram: https://www.instagram.com/romulusmaya/
Romulus Maya no VK: https://vk.com/id450682799
Duplo Expresso no Twitch: https://www.twitch.tv/duploexpresso
Áudios do programa no Soundcloud: https://soundcloud.com/duploexpresso
Áudios no Spotify:
https://open.spotify.com/show/5b0tFixIMV0k4hYoY1jdXi?si=xcruagWnRcKEwuf04e1i0g
Áudios na Rádio Expressa: https://t.me/radioexpressa
Link para doação pelo Patreon: https://www.patreon.com/duploexpresso
Link para doação pela Vakinha: https://www.vakinha.com.br/vaquinha/643347

Acha importante o nosso trabalho? Fácil - clique no botão abaixo para apoiá-lo:

Facebook Comments