Dirceu preso – análise: depois de chupar sumo, Golpe joga fora bagaço

Publicado 18/mai/2019 – 9:15
Atualizado 21/mai/2019 – 12:18 – Dirceu vira “álibi” de Eduardo Cunha. De novo!

Dirceu preso – análise: depois de chupar o sumo, Golpe – e Plano B – jogam fora o bagaço

Por Romulus Maya, para o Duplo Expresso

“Indignado com prisão, Dirceu se entrega à polícia no Paraná”
O sapo faz acordo com escorpião e depois reclama da ferroada?
Dirceu foi solto para ajudar a fazer o “Plano B” descer goela abaixo do PT.
Entregou.
E perdeu a serventia.
(para o Plano B, que já tem total controle do PT, e para o Golpe)
*
Ah, esses estrategistas do PT…
🙄
*
De brinde, como mostra de “boa-fé” da sua parte na barganha, ainda entregou à Lava Jato o falseamento da verdade em entrevista à agro-jornalista Mônica Bergamo/ Folha no ano passado, dando a entender que teria ficado na companhia de um “prisioneiro modelo” Eduardo Cunha durante todo o seu período (o prévio) na prisão. Confrontando as respectivas datas de entrada e saída, transferência de Cunha para Brasília, etc., i.e., contando apenas com documentos oficiais e públicos (como decisão do STF, parecer da PGR e prontuário de detento), vê-se sem grande dificuldade que o “relato” que Dirceu entregou para salvar a cara de seus algozes de então e de hoje (Lava Jato) não se sustenta.
(Ver detalhes no artigo “O Elo Entre Eduardo Cunha, Paulo Pimenta, Wadih Damous E Luis Nassif: Xeque Do Duplo Expresso“)
*
Dirceu vai fazer o que agora?
Pedir pra dar entrevista e ameaçar falar que Cunha não está lá?
Para pegar prisão perpétua?
Ora, ele está, mais uma vez, a mercê dos algozes.
Sem nenhuma alavancagem.
Desarmou-se por completo.
Assim como Lula.
*
Fico triste por Dirceu, preso por acertos e não por seus erros. Mas fico triste também pelo Brasil, que não teve lideranças à altura para resistir ao ataque transnacional público-privado, massivo, à nação.
*
Que o erro de cálculo de Dirceu – e de Lula – fique de lição para quem no PT sucumbiu à pressão e finalmente ingressou no consenso fabricado para rifar Lula e aderir ao projeto “New (Left) PT”, seção “brasileira” do Partido Democrata americano.
(you know who you are, blondie…)
Sapo e escorpião, talkei?
*
Não faltaram, nem a Dirceu nem a Lula, avisos – diretamente – do Duplo Expresso, onde a verdade – mais uma vez – chegou primeiro. E vai continuar chegando. Sem rabo peso; sem passar pano pra ninguém.

*

O projeto “New Left” não é exclusivo do Plano B no PT. Longe disso…

Jogo dos 7 erros:
O que está errado nesse print?
Chico Alencar comemora David Miranda, do PSOL/ Intercept (ver, com urgência: “A Intrigante Transmutação de Glenn Greenwald: de “Falcão” Anti-Socialista a “Pombo” “Primeiro-Marido” do PSOL”), ser apontando em ranking de ‘jovem liderança’ pela revista Time
Por que ainda chamamos de “New Left”?
E não logo de “Soros/ Omidyar’s infiltrated cells”?
‪Lembrando, ademais, q mandato de David Miranda foi entregue por Jean Wyllis, com a estória das “ameaças”/ “exílio”. Isso, quando já tinha uma bolsa (qual? De quem?) pra ir pra fora do BR ANTES sequer de se apresentar ao eleitorado dizendo querer renovar o SEU mandato de deputado no ano passado.

*

“A verdade chega primeiro”

“Perón/73”: novo golpe do “Plano B” para furar olho de Lula

Publicado em 27/jun/2018

(…)

*

A barganha entre o sapo e o escorpião

(…)

(…)

*

Onde não tem barganha (contra o Brasil), nem com sapo, nem com escorpião

Ética, política e a sedução do “Plano B”: o dia em que o Duplo Expresso disse não estar à venda

Publicado 6/ago/2018

(…)

Tudo isso para concluir que a traição no PT ao indivíduo Lula e à obra do Lulismo é, mais que imoral para a axiologia do indivíduo, imoral mesmo diante da ética política mais maquiavélica: a do próprio Maquiavel. Sem nenhuma virtù, esses traidores rifam o bem comum, da sociedade, por trinta moedas de prata. Mais que abstencionistas, tornam-se agora coautores, indispensáveis, do Golpe. Ao se venderem receberam, com superfaturamento que certamente hão de conhecer, muito mais do que valiam.

Já nós, do Duplo Expresso, seguimos fora dessa feira livre. Meses atrás, logo após a prisão de Lula, quando insistíamos em provocar danos à estratégia do Plano B desnudando-lhe a traição, fomos procurados por emissário de um certo líder petista. Um dos poucos, fora Lula, idolatrado pela militância e com ascendência sobre o partido. Esse, que publica sob pseudônimo em outros blogs, oferecia de tornar-se fonte do Duplo Expresso, com acesso a informações exclusivas.

O preço?

Não mais criticar Haddad.

Ou expor as maquinações do Plano B.

Educadamente agradecemos o contato. E não voltamos a procurar esse importante – e sofrido – líder petista.

Nessa decisão, tomada sem sequer precisar muito refletir, motivou-nos não a moral individual, aquela que dita que não nos vedamos nunca, mas a política: afinal, aquele “plano” escrevia-se com “B” de B’astardo do Golpe, de B’ancos e, incidentalmente, de B’ola nas costas. Mais que nas de Lula, nas dos 208 milhões de brasileiros.

Cada um conhece o seu preço.

Não sou eu quem vai julgar.

Para isso, temos a História.

*

“Não sou eu quem vai julgar.
Para isso, temos a História”.

*

Não julgamos, mas tiramos lições e consequências políticas

 

*

Outra lição: quem ousa enfrentar o Império tem de levar vida monástica, sem apreço demasiado aos pequenos prazeres mundanos que o sucesso pode proporcionar

(participação de Pepe Escobar)

*

*

*

Atualização 19/mai/2019: debate no Duplo Expresso

*

*

*

Atualização 21/mai/2019: Dirceu vira “álibi” de Eduardo Cunha. De novo!

 

 

 


 

 

 

Acha importante o nosso trabalho? Fácil - clique no botão abaixo para apoiá-lo:

Facebook Comments

Romulus Maya

Advogado internacionalista. 10 anos exilado do Brasil. Conta na SUÍÇA, sim, mas não numerada e sem numerário! Co-apresentador do @duploexpresso e blogueiro.