Semana da “Independência”: sinais de uma grande farsa – D.E.8/set/2020

Destaques:

Diretamente da Suíça, Romulus Maya, Editor-chefe do Duplo Expresso, recebe Nildo Ouriques, economista e liderança da tendência Revolução Brasileira, do PSOL, Gabriel Cassiano e Wendel Pinheiro, ambos do PDT. O primeiro, graduando em economia, Vice-Presidente da sigla em SP, e o segundo, historiador e membro do Diretório Nacional.

*

Minutagem inteligente:

Links — diretos — para cada tema, com redirecionamento instantâneo para o respectivo minuto no vídeo

00:00:00 Abertura de RM (A suposta independência do BR; os discursos de Bolsonaro e Lula; os veículos do PIGuinho “vermelho” inflam o discurso de Lula; Ataques ao Duplo Expresso; um Expressonauta cobra Ciro Gomes; #DarioMesser na lista original da Odebrecht; #DarioMesser e o seu elo com o “Great Game”; RM responde a um ciromínion; RM recorda as sabotagens sofridas pelo DE; os Bolsomínions acreditam na briga “fake”; a suposta “oposição” busca sobreviver; a “esquerda” ainda age como se estivesse no PACTO DE 88

00:11:55 Entrada de Nildo Ouriques (NO), fazendo observações aos apontamentos de RM; crítica ao marxismo de cátedra; regressão intelectual dos partidos; limitação do debate público; crítica ao liberalismo de esquerda; falta de projeto de poder e muito projeto de governo; o Judiciário “vai pra cima” de R. Correa e Evo Morales; discurso insípido de Lula, propondo um novo pacto; digressão sobre o governo de Alan Gárcia no Peru; os distintos suicídios de líderes latino-americanos; o contrato social proposto por Lula;

00:25:50 o contrato social proposto por Lula; a classe dominante continua “nadando de braçadas”; O Novo – representado por Bolsonaro -, e o velho, o liberalismo de esquerda; o discurso “fora da realidade” de Lula; o conservadorismo de massas ocupa o vácuo do liberalismo de esquerda; o papel pedagógico do Líder; a necessidade da crítica; a necessidade do radicalismo de esquerda; é necessário armar o povo da crítica;

00:36:54 RM explica os ataques sofridos pelo DE; Luís Roberto Barroso no #CC5Gate; o vínculo entre o artigo viral e a derrubada do site do DE; a necessidade do compartilhamento; o DE está pautando; o papel do DE não é o de narrar tragédias

00:44:42 RM traz para o debate o discurso de Lula; RM relembra a atuação do PT nas eleições; Lula se apresenta como candidato “para 2022”?; o PIGuinho “vermelho” segue tocando a flauta mágica; a impossibilidade de uma guinada “jogando” dentro da ordem; TV 171 diz “A Globo não transmitiu o discurso de Lula”; a “guinada” de Flávio Dino; nada tende a mudar

00:54:34 NO faz apontamentos sobre o discurso de Lula; o contrato social proposto por Lula é inviável; Lula diz nada sobre a necessária política econômica; Lula não dá o protagonismo para o povo; se Lula for candidato, repetirá uma nova tragédia; o líder político tem de dizer o que o povo não sabe; o Lula não diz nada sobre o projeto de poder; RM fala da estratégia do PT de apenas manter a hegemonia na esquerda

01:06:57 NO continua sua crítica a Lula; Lula precisar dizer os fatos tal como são; Bolsonaro tem uma estratégia de poder; Lula não diz o que precisa mudar; e por outro lado, Bolsonaro “ataca” a corrupção; o auxílio emergencial de Bolsonaro é mais relevante do que os programas sociais do PT; o sindicato não tem protagonismo ;a direita tem horizonte utópico; Bozo continua crescendo por falta de alternativa;

01:14:45 NO comenta inviabilidade de mudanças dentro da ordem; a necessidade da revolução brasileira; líder político tem que lutar contra a ordem; precisamos de um programa; Lula não diz nada que vá contra a ordem; o liberalismo de esquerda qure manter a ordem atual; o povo não suporta mais as “conversinhas” dos políticos; temos que criar referência crítica; armar o povo ed crítica; Lula não denunciou o judiciário; Evo faz o mesmo na Bolívia

01:24:40 RM comenta a Navalha Expressa; acabar com os álibis para inação; R. Azevedo ousa a falar de #DarioMesser, o que ninguém na esquerda faz; ninguém subscreveu o requerimento de Gluber Braga; a decisão do STF sobre Moro e MPF no Banestado; quem bota pra jogo #DarioMesser?

01:31:24 NO fala que a cobrança pública é indispensável; o político tem de estar aberto para cobrança; os doleiros são as necessidades do sistema; o sistema político “criou” #DarioMesser; a falta de enfrentamento de Lula; Lula quer se reconstruir dentro do sistema; o enfrentamento de Requião; o povo supõe que Bolsonaro é contra o sistema; Haddad quer saber o que a Globo pensa dele; Bolsonaro veio para ficar; o povo espera uma alternativa

01:47:16 RM chama Wendel Pinheiro (WP) e Gabriel Cassiano (GC) para ouvir NO sobre a conveniência de Lula na disputa eleitoral; NO diz que a presença de Lula é ótima para Bolsonaro; NO critica a cumplicidade de Ciro Gomes; Ciro sabe que o PT é um fracasso; Bozo coloca Lula como representante da velha política; Nildo vai encerrando sua participação, chamando atenção para a greve geral dos Correios;

01:54:04 RM pede pra Nildo comentar a rejeição de Lula ao “acordo por cima”; lembra que “colocar o pobre no orçamento” também foi um acordo “por cima”; RM ressalta a necessidade de mudar a correlação de forças; digressão sobre o enfrentamento na ARG; NO “desce a lenha” em Ciro e Lula; não querem “queimar barcos”, e sim “criar pontes”; NO afirma que eles querem um “acordo por cima”

2:01:06 RM apresenta os convidados, WP e GC; WP fala da ação do Judiciário, no RJ, contra Eduardo Paes; RM explica mecanismo de operação de dossiês; WP fala da PEC 149; o envolvimento do PDT nessa PEC;

2:07:17 RM perguntas quais os temas que GC quer trazer para a discussão; GC cita o discurso de Lula; atualizações sobre o #BanestadoLeaks no PDT; RM lembra que a navalha expressa também vale para Ciro; RM atualiza sobre Glauber Braga, com relação ao #BanestadoLeaks; GC fala da instrumentalização da inflação; RM fala do discurso antipedagógico sobre o dólar; GC explica a política de valorização do Real em relação ao Dólar; a cultura americanófila no BR

2:25:14 RM quer saber a lógica das articulações das eleições municipais; e pede o prognóstico das articulações nas capitais, exceto SP, para WP; WP fala da disputa no Rio, Porto Alegre, Salvador, Fortaleza e Manaus

2:33:28 RM comenta a disputa em SP e passa “bola” para GC; a tentativa do PT para sifonar os votos de Márcio França; GC diz q PT vai usar o horário eleitoral para “bater” em M. França; GC fala da pulverização de chapas indenitárias; associação danosa entra de Dória e Covas; falsas contradições entre Covas e Dória; o papel de Jilmar Tatto na eleição

2:45:02 WP questiona GC sobre a migração dos votos que eram tradicionalmente do PT; GC elenca 3 razões para isso; o povo não é burro; Haddad perdeu em todas as urnas nas eleições de 2016; colisão entre pautas indenitárias e o crescimento dos evangélicos;

2:56:40 WP faz sua análise sobre discurso de Lula no 7 de setembro, e diz “Lula está à direita do discurso de Lacerda na Frente Ampla”. Lula não oferece caminho. Faltou Ciro mencionar combate ao imperialismo. WP faz análise de História Comparada.

3:04:10 GC faz sua análise sobre discurso do Lula no 7 de setembro. GC acha que PT “não volta a governar o país por um bom tempo” e enumera erros decisivos do governo petista.

3:04:14 RM comenta notícia “Governo Biden deve revelar papel dos EUA no impeachment de Dilma”. Esquizofrenia da esquerda brasileira que apoia/copia os democratas norte-americanos. GC, WP e RM acham que Trump vai ganhar as eleições de 2020. Todos os processos de golpe no Brasil foram em gestões do partido Democrata.

3:16:20 GC continua comentário sobre Lula e demonstra incoerências, p.e., na questão da Petrobrás e indígena. Ambientalismo vs desenvolvimento. PT não taxou grandes fortunas, não fez reforma tributária, mas fez isenção fiscal pra multinacionais. Dívida interna. Lula: um discurso maravilhoso, de um estadista que deveria ter feito tudo que disse, mas não fez.

3:25:51 GC fala da alta de preços dos alimentos. Inflação e monetarismo como estratégia de privatização da direita. Swap cambial. Política agro-exportadora e a China. Taxa SELIC. RM comenta manipulação cambial. “Classe dirigente brasileira é rentista estrangeiro em território nacional”.

3:34:47 RM explica hackeamento do site Duplo Expresso. Live no Youtube derrubada. Pq Caetano e Jones falam sobre comunismo e não são derrubados da internet? WP dá sugestão de leitura e comenta constrangimentos no PDT. Página do RM continua suspensa no Facebook.

3:48:00 GC comenta constrangimentos no PDT, sobre Tábata Amaral e Malu Molina. GC denuncia provável tentativa de arapongagem na sua residência.

3:57:15 RM finaliza, falando sobre necessidade de engajamento. GC comenta lema do Hino da Independência.

*

Vídeo:





*

*

*

Os que nos atacam:

Aqui, aqui, aqui e aqui, a ficha dos que nos atacam, na figura de Leonardo Attuch “Dantas Nahas”, levantada por, entre outros, Paulo Henrique Amorim — e estranhamente deletada de seu site após a sua morte.

DOSSIÊ LEONARDO ATTUCH – VOL. 1: SUPOSTO LARANJA DE DANIEL DANTAS, REFÉM DA JURISTOCRACIA “VIRA A CASACA” 180 GRAUS….

Posted by Romulus Maya on Tuesday, August 11, 2020

 

 

 

 

*

O que temem:

FINALMENTE: baixe as CC5 do Banestado, depois de quase 30 anos!

#BanestadoLeaks: o escândalo de lavagem de dinheiro no Brasil dos infernos

? #BANESTADOleaks: “a lista”, finalmente! ?

 

*

Governo Dilma operando para os EUA (ver os respectivos fios no twitter):

 

 

 

*

NÃO TEM IDEIA DO QUE FOI O ESCÂNDALO DO BANESTADO?
Eis resumão fornecido por Romulus Maya no distante mês de janeiro do Ano do Senhor de 2018, em seu antigo blog:

As contas “CC5” foram criadas em 1969 pelo Banco Central para permitir a estrangeiros não residentes a movimentação de dinheiro no Brasil. Essas contas também eram o caminho para multinacionais remeterem lucros e dividendos ou internar recursos para o financiamento de suas atividades. Por dispensarem autorização prévia do BACEN, as CC5 viraram o canal ideal para a evasão de divisas e lavagem de dinheiro. A movimentação ilegal usando as CC5 somou 179 BILHÕES. De dólares! Ajustando pela inflação em dólar do período (1998-2020), o equivalente a 281 BILHÕES DE DÓLARES em valores atuais. De longe, o maior escândalo de evasão de divisas e lavagem de dinheiro de todos os tempos.

Uma vez estourado o escândalo Banestado, a operação abafa para encerrar de vez os trabalhos de investigação começou em 2001. Durante esse período, milhares de inquéritos foram abertos em todo o País. Contudo, nenhum político importante ou dirigente de grande empresa foi condenado de forma definitiva. A maioria das empresas envolvidas conseguiu negociar com a Receita Federal o pagamento de impostos devidos e, assim, encerrar os processos tributários e penais abertos contra si.

Em relação às empresas de mídia que usaram as contas CC5 para praticar evasão de divisas e lavagem de dinheiro, não se tratou apenas da Globo e dos Marinho. A quebra dos sigilos bancários revelou que o Grupo Abril fez uso frequente das contas CC5, tendo movimentado um total de 60 milhões de Reais. Já o Grupo SBT, do empresário Silvio Santos, movimentou 37,8 milhões de Reais segundo a investigação.

Se na esfera judicial o caso Banestado teve o seu fim escrito pelas mãos do juiz Sergio Moro, no Parlamento a apuração conduzida pela CPI do Banestado teve o mesmo destino. De maneira totalmente inabitual, essa Comissão Parlamentar encerrou os seus trabalhos sem sequer votar a minuta de relatório final!

Explica-se: o esquema das CC5 pegava de A a Z do sistema político, embora em proporções bastante diferentes. O maior implicado, evidentemente, era o PSDB. Afinal, desde 1994 o partido tomara conta da máquina federal bem como de várias máquinas estaduais relevantes, como São Paulo, Rio de Janeiro e Minas Gerais. Isso sem contar grandes municípios. No que tange ao PT, que acabara de chegar ao poder na esfera federal, o partido administrara até ali algumas prefeituras relevantes, como a de São Paulo, bem como os Estados do Rio Grande do Sul, Mato Grosso do Sul e Acre. Portanto, embora com graus bastante diferentes de exposição ao escândalo das CC5, ambos, PSDB e PT, acabaram atuando no sentido de enterrar, o mais breve possível, os trabalhos da investigação.

O que se viu nessa CPI foi a tentativa de se proteger os cardeais de ambos os partidos, bem como de blindar aliados citados na investigação. Por fim, registre-se que o encerramento da apuração se deu em dezembro de 2004. Já no ano seguinte, em 2005, surge o “escândalo” seguinte, o caso do “Mensalão”. Na prática, em termos editoriais, tratou-se de uma tentativa bem-sucedida da Globo de fazer “subir a pauta”, sepultando de vez o interesse em se investigar as contas CC5. Afinal, como dito acima, esse sistema fora utilizado pelos próprios irmãos Marinho para retirar dinheiro “frio” do grupo, como caixa dois, do Brasil.

(artigo completo, atualizado, aqui)

*

*

*

Canal do DE no Telegram: https://t.me/duploexpresso
Grupo de discussão no Telegram: https://t.me/grupoduploexpresso
Canal Duplo Expresso no YouTube: https://www.youtube.com/DuploExpresso

Áudios do programa no Soundcloud: https://soundcloud.com/duploexpresso
Link para doação pelo Patreon: https://www.patreon.com/duploexpresso
Link para doação pela Vakinha: https://www.vakinha.com.br/vaquinha/643347
Duplo Expresso no Twitter: https://twitter.com/duploexpresso
Romulus Maya no Twitter: https://twitter.com/romulusmaya
Duplo Expresso no Facebook: https://www.facebook.com/duploexpresso/
Romulus Maya no Facebook: https://www.facebook.com/romulus.maya
Grupo da Página do DE no Facebook: https://www.facebook.com/groups/1660530967346561/
Romulus Maya no Instagram: https://www.instagram.com/romulusmaya/
Duplo Expresso no VK: https://vk.com/id450682799
Duplo Expresso no Twitch: https://www.twitch.tv/duploexpresso
Duplo Expresso no Spotify:
https://open.spotify.com/show/5b0tFixIMV0k4hYoY1jdXi?si=xcruagWnRcKEwuf04e1i0g

 

 

 

Facebook Comments