Leirner sobre Generais: “olho muito aberto que o tempo está virando”

Por Piero Leirner

Há algo de estranho se desenhando, como tem me alertado o Claudio Abreu.
Semana passada começou uma conversa que gerou uma cortina de fumaça sobre a saúde do General Heleno (ver prints de seu twitter abaixo). Trata-se de um “tiroteio” entre Noblat (Veja) e ele.

 

 

Vejam bem: cortina de fumaça sobre uma saída de Heleno. Vamos lembrar que a Veja é o papagaio de pirata dele próprio: as “reportagens”-capa sobre o “grupo terrorista” SSS; sobre o “hacker de Araraquara”, entre outros. Todas plantações do GSI. Um campo de soja jornalística, com trator, arado e mão-de-obra inclusa. Mas vamos lá.

Dia 5 é publicado no DOU – E NA COLUNA DO NOBLAT – a “PORTARIA Nº 11, DE 5 DE FEVEREIRO DE 2020” (http://www.in.gov.br/web/dou/-/portaria-n-11-de-5-de-fevereiro-de-2020-241828688). Noblat diz que na prática esvazia consideravelmente os poderes de Heleno sobre a ABIN (Ag. Bras. de Intel.) – sim, de fato esvazia uma atribuição delegativa. Mas, mais do que isso, o que importa é quem assume:

“A portaria foi assinada pelo próprio Heleno. Como ainda está para nascer quem abra mão voluntariamente dos poderes que detém, é razoável supor que o general foi constrangido a fazê-lo por decisão superior. Ramagem, o beneficiado, caiu nas graças da família Bolsonaro desde que passou a cuidar da segurança do então candidato a presidente da República depois da facada que ele levou em Juiz de Fora, em setembro de 2018”.

Ele (Noblat) acha que o caso tem a ver com os 39 kg de pó que estavam no avião da FAB; o “furo” de segurança ter recaído sob Heleno foi, ainda segundo ele, uma armação dos filhos de Bolsonaro, ligados a Ramagem. Mas sabemos que não é isso: talvez seja a “facada”, talvez seja outra coisa; mas um cenário se arma. Sigamos.

Ainda na semana passada, “vaza” – via “TCU” – uma informação para o Portal Metropoles sobre o que talvez seja a maior falha de segurança da ABIN que jamais testemunhamos. Através de uma “terceirizada” que teria os dados dos servidores federais, ficaram expostos agentes infiltrados em “n” lugares (a matéria expôs o caso de um na UnB: https://www.metropoles.com/brasil/servidor-brasil/dados-sigilosos-programa-do-governo-federal-expoe-ate-agentes-secretos).

Não é estranho que o GSI, que concentrou a análise de cada centímetro do Governo, tenha deixado passar isso? Ou será que se criou aqui o ambiente para uma “crise interna”? E a questão que imediatamente se anexa a isso é: DIA 7, 1 DIA ANTES DO VAZAMENTO PARA O METRÓPOLE (ou de sua publicação), O GSI APROVOU (http://www.in.gov.br/en/web/dou/-/portaria-n-12-de-7-de-fevereiro-de-2020-242339915) A PORTARIA 72, DE 02 AGO 2019, COM O “Programa de Integridade no âmbito do Gabinete de Segurança Institucional da Presidência da República” (http://www.in.gov.br/en/web/dou/-/portaria-n-72-de-2-de-agosto-de-2019-208803288). Estranho não? O Programa é instituído no momento de uma brecha “fatal”.

Tudo isso depois que o GSI tinha sido completamente reestruturado pela Portaria 73, também de 2 agosto de 2019, que revoga uma centena de portarias e decretos anteriores. Então, na prática, a portaria 12/2020 (de 7 de fevereiro), pode ser chave para essa virada no GSI. Mas por que o hierarca do GSI tocaria fogo em Roma?

Não tenho como responder, mas cabe a nós prestarmos atenção aos fatos correlatos da semana passada:

1) o vazamento do “documento da ESG”, que de certa maneira expôs os militares ao ridículo; quem o fez sabia que isso ia ser lido como um “sintoma” da aproximação entre militares e Bolsonaro(ismo). Um cara que rasga nota de 50 no Itamaraty ainda vai, mas quando os militares apresentam para o mundo algo tão comprometedor, aí o bicho pega; esse “vazamento” pegou tão mal que até os defensores do indefensável ficaram com cara de c* tentando dar explicações (defesanet, portal “a arte da guerra”, etc).

2) as “revelações” sobre a demissão do Santos Cruz e seu ressurgimento na imprensa.

Ora ora, o ambiente tá bom para a “auto-crítica” dos militares, que podem apelar ao Mourão, o restaurador: semana passada ele fez mais uma daquelas “psyops” internas, restituiu uma Divisão de Exército lá no RS que “havia sido extinta por Dilma em 2014”. Só que não, havia sido extinta por determinação do próprio comando do EB, a partir dos estudos que foram resultados do “Processo de Transformação do Exército” coordenado pelo Villas-Boas. Detalhe: quem presidiu a Cerimônia de desativação da “Divisão Voluntários da Pátria” e 2014 foi… Mourão!!! Não duvido que essa semana tenha ido “informex” dizendo que Mourão presidiu a “reativação de uma unidade com história e tradição no Exército”. Dissonância e viés, já tá até cansando de tão repetitivo.

Com tanta ponta solta e fio desencapado, há algo que pode sugerir um desenho novo em curso: afastamento dos militares de Bolsonaro e… “partir para cima”. Heleno sai por cima por conta de uma aparente “ordem” dada pelos “filhos”, e aí vem a cavalaria. Ele provocou a “terra arrasada” no GSI antes de sair e no fim tudo vai cair no colo do delegado boi-de-piranha, a mando dos filhos.

É claro que tudo isso pode ser um bando de fatos paralelos, sem nenhuma correlação. Que Heleno pode estar doente. Que os vazamentos tenham sido “descoordenados”. Enfim, só não custa tentar ficar atento aos sinais.

*

*

*

Romulus Maya — e os (ex?) “expressonautas” — também estão de olho:

Queimado o arquivo do “miliciano assassino de Marielle” (sic!)

 

Numa operação PT/ … GSI?!

Sim ou com certeza?

Eita, “pinça”!

Alguém escapa??

“Pobre” (#SQN) Bozo…

*

C.Q.D.!

*

Quer escapar da pinça?

(maldita?)

Só o (ex?) “D.E.” salva:

“Cui Bono” (finalmente): quem matou Marielle? E por quê?

*

*

*

Canal do DE no Telegram: https://t.me/duploexpresso
Grupo de discussão no Telegram: https://t.me/grupoduploexpresso
Canal Duplo Expresso no YouTube: https://www.youtube.com/DuploExpresso

Áudios do programa no Soundcloud: https://soundcloud.com/duploexpresso
Link para doação pelo Patreon: https://www.patreon.com/duploexpresso
Link para doação pela Vakinha: https://www.vakinha.com.br/vaquinha/643347
Duplo Expresso no Twitter: https://twitter.com/duploexpresso
Romulus Maya no Twitter: https://twitter.com/romulusmaya
Duplo Expresso no Facebook: https://www.facebook.com/duploexpresso/
Romulus Maya no Facebook: https://www.facebook.com/romulus.maya
Grupo da Página do DE no Facebook: https://www.facebook.com/groups/1660530967346561/
Romulus Maya no Instagram: https://www.instagram.com/romulusmaya/
Duplo Expresso no VK: https://vk.com/id450682799
Duplo Expresso no Twitch: https://www.twitch.tv/duploexpresso
Duplo Expresso no Spotify:
https://open.spotify.com/show/5b0tFixIMV0k4hYoY1jdXi?si=xcruagWnRcKEwuf04e1i0g

 

 

 

Acha importante o nosso trabalho? Fácil - clique no botão abaixo para apoiá-lo:

Facebook Comments