Traidores de Lula, que negociaram com Cunha e Moro a sua cabeça, atacam o Duplo Expresso

Por Romulus Maya, para o Duplo Expresso

Não é com leveza no coração que escrevo o presente artigo.

Pelo contrário: evito fazê-lo desde o dia 16 de dezembro de 2017.

Pensava que distanciamento bastaria para que fôssemos deixados de lado.

Enganei-me.

Por diversos lados chegam informações de Brasília de que um par de parlamentares do PT procura ativamente outros políticos.

O propósito?

Dissuadi-los de falar conosco.

Ao contrário, recomendam que “se afastem” de nós. E “o quanto antes”!

O motivo alegado?

“Eles, do Duplo Expresso, são perigosos!”

*

Permito-me até concordar, mas apenas em parte:

– Podemos, sim, ser “perigosos”.

A surpresa é tal proposição partir de – certos! – parlamentares do… PT!

Isso porque, ingenuamente, críamos que só quem pudesse temer o fruto do nosso trabalho fossem os inimigos do Presidente Lula – aceitemos: são bem mais que meros “adversários”. Aqueles que querem vê-lo inelegível. Quiçá preso e humilhado. Ou, no limite, morto.

A “arma” tão temida?

Apenas uma: a verdade.

A verdade que pode brotar todas as manhãs de nossas bocas, dado que gozamos, Wellington Calasans na Suécia e eu na Suíça, dos direitos e garantias individuais típicos de um (verdadeiro) Estado democrático de direito. Notadamente, a liberdade de consciência, a liberdade de expressão e – principalmente – a liberdade de informação. É certamente essa última – exercida através da rede mundial de computadores – que nos torna tão “perigosos”, conforme o relato de tais parlamentares.

Eis o tipo de “perigo” que o Duplo Expresso pode representar:

  • Pressões indevidas, inesperadamente vindas de dois parlamentares do PT, para que não revelássemos que Eduardo Cunha negociara com Sergio Moro, em troca da sua liberação, a exclusão das bombásticas revelações de Tacla Durán do Relatório final da CPMI da JBS.
    Ou seja, em claro prejuízo a Lula.

    (extrato do programa do dia 20/dez/2017. Integralidade aqui)

*

*

  • A conspiração do “Plano B” no PT e álibi (“de Facebook”!): o conveniente descasamento entre o discurso – que gera muitas curtidas em rede social (e votos?) – e a ação – que pode, sim, gerar retaliações da Lava Jato…
    Mas que também pode, ao fim e ao cabo, salvar o Presidente Lula!
    E, por tabela, o Brasil!
    E os brasileiros!

*

*

*

Bem, é isso, meus amigos.

Do lado de lá, ataques velados, de bastidores. Todos eles até aqui dissimulados com a mais falsa “cordialidade”, exercida em uma troca quotidiana de “inocentes” mensagens pelo Whatsapp.

Enquanto isso nós do Duplo Expresso, os “perigosos”, fazemos o que sempre temos feito:

– Vimos a público.

– Com a verdade.

Cada um que faça o seu juízo.

(Deus me livre de ter de recorrer a áudios e prints)

*

*

*

P.S.: um histórico de traição que o ex-Deputado Federal Marcos Rolim, para o seu infortúnio, bem conhece.

*

*

*

P.P.S.:

 

 

Facebook Comments

Romulus Maya

Advogado internacionalista. 10 anos exilado do Brasil. Conta na SUÍÇA, sim, mas não numerada e sem numerário! Co-apresentador do @duploexpresso e blogueiro.