“Brazil (vira-lata) conference”: pavões, isentões, fascistas e proto-traficantes de influência

“Brazil (vira-lata) conference”: pavões, isentões, fascistas e proto-traficantes de influência

(digo, “networking”!)

Por Romulus

*

? It’s all about the money, money, money… ?

? It’s not about money, money money
We don’t need your money, money, money ?

*

– Sufrágio universal? Ultrapassado… agora ~eu~ sou o Poder Constituinte encarnado… e vou ~refunfar~ o país!

Habitué do circuitinho:

– Em Boston.





– Em Londres.

Barroso fica “triste” quando vê um pobre “contra a reforma da previdência”, sabe…

Pobrezinho…

Já eu fico triste quando alguém que bateu na trave para subir, volta e desperdiça a segunda existência com que foi agraciado. Sendo tão pequeno e mesquinho quanto na primeira – senão mais – mas com maior poder de fogo (no STF)!

– É ingenuidade sua sim, tolinho!

*

Evidentemente…

Nem todos os palestrantes são “pavões”, “fascistas” ou “isentões”…

E nem todos os organizadores e participantes devem ter como motivação principal “serem notados” por VIPs…

Mas…

É de se perguntar o grau de utilidade, para a causa da resistência democrática, de compor uma mesa com Sérgio Moro, não?

De colocá-lo em pé de igualdade consigo… mesmo que para fazer o contraponto.

Caríssima Djamila, Moro não defende as suas ideias no campo do debate político de uma democracia liberal.

Não…

Ele as impõe abusando do poder que a lei, em má hora, deixou ao seu dispor… em concurso com o Cartel Midiático!

Em comum, nenhum deles teve um voto sequer!

*


Em tempo:


Quando que o ~brasileiro~ – mas que vive e paga impostos aqui na Suíça, como eu – Jorge Paulo Lemann vai bancar uma “Conferência Bra-S-il” lá na UNILAB, a Universidade da Lusofonia Afro (!) Brasileira, lá no interior do Ceará, hein??

De qualquer forma, as “Brazil Conferences” do Lemann não deixam de ser proveitosas para a tal “refundação do país”…

Nos encontros, o bilionário deve ter tido muitas oportunidades de falar ao Min. Barroso sobre como é “melhor ser honesto do que desonesto”, não?




*

Continuação (17/5):

*

Reações:


*   *   *
– Siga no Facebook:

– E no Twitter:


*


Achou meu estilo “esquisito”? “Caótico”?

– Pois você não está só! Clique na imagem e chore as suas mágoas:

(http://www.romulusbr.com/2016/12/que-poa-e-essa-vol-2-metalinguagem.html)

(http://jornalggn.com.br/blog/romulus/que-p-e-essa-ora-essa-p-e-romulus-por-o-proprio)

*

Quando perguntei, uma deputada suíça se definiu em um jantar como “uma esquerdista que sabe fazer conta”. Poucas palavras que dizem bastante coisa. Adotei para mim também.

Acha importante o nosso trabalho? Fácil - clique no botão abaixo para apoiá-lo:

Facebook Comments

Romulus Maya

Advogado internacionalista. 10 anos exilado do Brasil. Conta na SUÍÇA, sim, mas não numerada e sem numerário! Co-apresentador do @duploexpresso e blogueiro.