A chave: Leirner abre criptografia do triângulo BolsoNERO | Generais | EUA

A chave: Leirner abre criptografia do triângulo BolsoNERO | Generais | EUA

Extrato do D.E. de hoje. Integralidade em: https://youtu.be/Ej1ZakJm_H8

 

Texto de Piero Leirner:

Qual lance do Braga Netto? Se for o que tô pensando, é o seguinte:
1) o defesanet publicou um editorial (assinado pelo seu dono, Sr. ND), onde se assume de vez que quem dá as cartas são os militares. Isso repercutiu ontem e hoje. Em resumo, Bolsonaro deve ser deixado como um bobo da corte, livre para ficar dizendo as barbaridades que quer dizer. O que importa é que se formou um “Estado-Maior” do Governo. O que é um “Estado-Maior”? É o órgão que coordena todas as informações – tanto a análise dos “cenários” quanto como vai ser o “emprego” das unidades e sub-unidades. Aí, das duas, uma (?): a) Braga Netto assume as funções que (nos) pareciam estar sendo realizadas pelo GSI; b) Braga Netto age em coordenação com o GSI, constituindo uma câmara dupla. O que eu acho? É um meio-termo entre um e outro. Parece-me que o GSI ficou um tanto desgastado com i) não ter pensado o cenário da pandemia e alertado o Governo, e; ii) pela história do Heleno ter colocado o exame com CFP e RG, essa avacalhação geral. Sua imagem ficou muito desgastada, internamente sobretudo. Então essa “solução do meio” é a seguinte: recuam o GSI do protagonismo, e assumem a linha de frente com o Braga Netto. Essa é a disposição normal de uma força militar: as informações são uma seção de um Estado-Maior. Tão reproduzindo aqui o modelo aplicado no Haiti2) … no Haitii e com os “gestores” da intervenção no RJ de 2018. Na ocasião chamei atenção que aquilo visava, antes de tudo, causar um impacto “psi”: era um “test-drive” para sentir os ânimos da recepção de uma população em relação a um cenário de intervenção militar. Houve aquela criação de um “caos” meio artificial pela imprensa e os caras botaram p/ quebrar (veja abaixo o excelente comentário de hoje do Duplo Expresso, com o Romulus Maya: o “pânico no (e na) Zona Sul). Fizeram tudo que manda o script: espetáculo. Depois, já teve trapalhada logo no início, que foi aquele cara fuzilado. Aí, finalmente, a coisa ficou mais para a “presença” mesmo. Essa era a “linha de frente”. O “QG” desfrutou dos efeitos colaterais: a) ganho orçamentário para o EB, em um cenário em que todos estavam sob aperto; b) travou-se, com a decretação da GLO, as ações do Congresso: resultado: Temer não poderia mais ser o “cara das reformas”. Esse foi “o ponto”: foi assim que se convenceu o tal “mercado” (+ PIG) que essa aliança milico-bolsonárica era quem conduziria melhor o pacotão de maldades (reforma da previdência, etc.). Ou seja, duplo twist carpado: ganharam uma Opsi + um orçamento recheadinho. Quando se está ganhando mais num cenário em que todos estão perdendo, parece que suas competências ficam ressaltadas. Internamente isso pegou muito bem na tropa. No livro dos comandantes do Haiti, vários deles apontam que para o Rio haveria de ter algo semelhante ao que foi o Haiti…3) Finalmente, para fechar. Por que isso, agora? Entendo que o plano sempre foi ir realizando esse mesmo papel, mas rodando “em segundo plano” (como num “sistema operacional”, você não dá tanta bola para ele [mesmo sabendo que ele tá lá, fazendo o serviço], o que interessa é o programa que tá rodando em 1o plano). Era o que quem se debruçu sobre a guerra híbrida não cansou de chamar a atenção, a “estratégia da abordagem indireta”. Mas com as tais “aproximações sucessivas” – a dinâmica da cismogênese e feedback necessita aumento da intensidade do “volume” informacional e operacional. O que se chama popularmente de “esticar a corda”. Tudo apontava para uma crise criada (dentre outras tantas, como a das queimadas na Amazônia) onde as FFAA iriam aparecendo como solução de ordem. Vejam, esse foi o “padrão RJ”, não foi? Nossa aposta (para qual Romulus Maya chamou muito a atenção), se não me engano, era com a junção “terrorismo + crime”, certo? Mas apareceu a pandemia (ô ô ô elemento surpresa…..), e o GSI não sacou o que ia acontecer. Então eles ficaram essas 3 últimas semanas feito baratas-tontas, mas agora se organizaram. E foi isso, chegaram à conclusão que esta é a “forma da coisa”: não abandonam 100% o arranjo anterior, mantendo Bolsonaro na cadeira; mas assumindo e explicitando o “mecanismo”. Pode ser uma “área de transição” para um Mourão – caso eles percebam que o Exército não vai sair chamuscado dessa – ou eles podem prolongar a crise, deixando ela recair inteiramente nas costas do Bolsonaro. Conveniente né? Mas a banca “sempre” ganha? A questão que não quer calar: a imprensa se tocou do que está acontecendo, ou ainda vai falar essa história de “ala militar”??? Porque se ela começar de fato a botar na conta do EB, aí o plano pode afundar. Em “ação preventiva”, o defesanet já disse que ela está toda alinhada para reconduzir os comunistas-globalistas-gays-maconheiros ao poder, via Luciano Huck. E que ela não entendeu NADA. Concordo com que ela não tenha entendido, mas por outras coisas: ela está, sim, e continua estando, a fazer o serviço pros milicos…
Ou seja, para quem ouvia o que a gente dizia, é só uma “avolumação de tropas” no front. A arquitetura do campo de batalha continua muito parecida.

*

*

*

Canal do DE no Telegram: https://t.me/duploexpresso
Grupo de discussão no Telegram: https://t.me/grupoduploexpresso
Canal Duplo Expresso no YouTube: https://www.youtube.com/DuploExpresso

Romulus Maya no Twitter: https://twitter.com/romulusmaya
Duplo Expresso no Twitter: https://twitter.com/duploexpresso

Romulus Maya no Facebook: https://www.facebook.com/romulus.maya
Duplo Expresso no Facebook: https://www.facebook.com/duploexpresso/

Romulus Maya no Linkedin: https://www.linkedin.com/in/romulo-brillo-02b91058/
Romulus Maya no Mastodon: https://mastodon.social/@romulusmaya

Grupo da Página do DE no Facebook: https://www.facebook.com/groups/1660530967346561/
Romulus Maya no Instagram: https://www.instagram.com/romulusmaya/
Romulus Maya no VK: https://vk.com/id450682799
Duplo Expresso no Twitch: https://www.twitch.tv/duploexpresso
Áudios do programa no Soundcloud: https://soundcloud.com/duploexpresso
Áudios no Spotify:

https://open.spotify.com/show/5b0tFixIMV0k4hYoY1jdXi?si=xcruagWnRcKEwuf04e1i0g
Link para doação pelo Patreon: https://www.patreon.com/duploexpresso
Link para doação pela Vakinha: https://www.vakinha.com.br/vaquinha/643347

 

 

Acha importante o nosso trabalho? Fácil - clique no botão abaixo para apoiá-lo:

Facebook Comments