Direito ao Ponto – “A guerra contra os brasileiros: Jovens negros pobres construídos como o novo ‘inimigo interno'”

Da Redação do Duplo Expresso,

No vídeo de hoje, Maria Eduarda Freire denuncia a guerra contra os brasileiros jovens negros pobres construídos como o novo “inimigo interno”. A armadilha de “fulanizar” o poder policial oculta a participação de outras agências executivas no genocídio, precisamente o Ministério Público e o Judiciário que exercem o papel político de legitimar e autorizar o massacre. A Política de Estado de Extermínio é naturalizada através de instrumentos que habilitam a letalidade do poder punitivo contra essa classe de pessoas, tais como os “Autos de Resistência” e a “Súmula 70” que são expostas no vídeo.

A construção do “inimigo interno” é contextualizada na genealogia brasileira autoritária desde a nossa origem escravocrata até o marco da ditadura civil-militar. O Estado Democrático de Direito, longe de representar uma ruptura com as práticas autoritárias exprime uma continuidade perversa, pois a exerce sob a aparência da legitimidade Democrática.

• • • • •

PS1: Há um excelente documentário que auxilia na compreensão do que são os “Autos de Resistência” que foi tema deste “Direito ao Ponto”. Quem puder assistir, vale a pena, para compreender através de imagens reais…

 

Acha o nosso trabalho importante? Reforce a nossa causa em apenas 2 segundos: apoie a sua divulgação tornando-se um Patrono do Duplo Expresso

Facebook Comments