Vale desnacionalizada: você soube (muito) antes aqui no Blog!

../../Desktop/Vale%20reprivatização%20desnacionalizante%20copy.jpg

Vale desnacionalizada: você soube (muito) antes aqui no Blog!

Matéria do Tijolaço.

Depois reproduzida pelo Paulo Henrique Amorim (e outros).
Faço um comentário, no final, sobre como a blogosfera está acostumada a APENAS reproduzir a pauta do Cartel Midiático.
“Mas”…
– … “criticamente”.

*
“Saldão” do Brasil: querem vender “golden share” da Vale e Embraer
POR FERNANDO BRITO
06/09/2017

Na véspera do dia da independência, o Brasil está a um passo de perde-la mais do que já a perdeu..

Segundo o Valor, Henrique Meirelles enviou ao Tribunal de Contas da União uma consulta sobre como vender as “golden share”, ações que estabelecem o poder de veto a decisões consideradas lesivas ao interesse nacional nas empresas privatizadas, como a Vale, a Embraer e o Instituto de Resseguros do Brasil.

Estas ações, como não são negociadas, não têm preço de mercado mas, por serem uma garantia para o país no caso de uma composição de acionistas hostil aos interesses brasileiros, passam a ter um valor imenso para quem pretenda ser o controlador de suas atividades. Poderia, por exemplo, fazer fusão ou incorporação a empresas estrangeiras, por exemplo, sem a anuência do governo brasileiro. Ou muda sua sede para o exterior e, no caso da Embraer, vender parcela expressiva do controle acionário de uma empresa diretamente ligada à defesa e segurança nacionais

Segundo o jornal, o TCU examina a proposta com um pé atrás, porque como essas ações representam direitos e não patrimônio, em tese não poderiam ser vendidas e a ideia seria extingui-las, pagando os demais acionistas uma compensação financeira à União. Os entreguistas argumentam que as agências e órgão reguladores já são fortes e é dispensável que o governo tenha salvaguardas.

É só olhar o recibo do seu plano de saúde ou sua conta de luz para ver se estas agências servem ao “mercado” ou aos brasileiros.

Como o Tribunal de Contas também não, vai acabar achando uma fórmula para permitir esta monstruosidade. o último pudor de soberania nacional que a privatização de FHC manteve e que, agora, vai ser vendido despudoradamente.
O Brasil é uma “saldão”.
*



Romulus: como os leitores do Blog bem sabem, avisamos – 1 mês atrás! – que a Vale seria desnacionalizada:



Furo do Blog…



Que só permaneceu “exclusivo” – até aqui! – porque os “blogs alternativos”, apesar de terem todos recebido o artigo, escolheram não o repercutir.



Caso o tivessem feito, a operação de conversão das ações preferenciais em ordinárias teria sido evitada?



Improvável.



Mas…



Ao menos já saberiam – 1 mês atrás! – que o próximo alvo lógico seria a Golden Share, para evitar que a desnacionalização possa ser desfeita na hipótese de um governo popular e patriota voltar ao poder.



Não precisariam, portanto, informar isso aos seus leitores a partir do “Valor” – da Globo!



Ademais, o desgaste político dessa desnacionalização já estaria sendo faturado pelo nosso campo há 1 mês no mercado de opinião.



Em última hipótese, no limite, poderia ter feito alguma diferença sim. Não digo que a conversão de ações seria cancelada (havia pouco tempo para agir), mas ao menos não seriamos “surpreendidos” (eu não fui!) com a INICIATIVA do Meirelles de extinguir a Golden Share. Em vez de REAGIR, teríamos nós colocado os golpistas na defensiva nessa pauta.



Como resultado, possivelmente essa história de desfazer a Golden Share teria subido de volta para a prateleira – como ocorreu com a RENCA, p.e.



*



O nosso problema: o que é “fazer o Contraponto”? “Reagir” ou…
“subverter”?



O “contraponto” ao Cartel Midiático nos “blogs alternativos” é feito por “default”: reproduzem as pautas DELE, mas…



– … de maneira “crítica”.



Isso tem, em muitos caos, se limitado a meramente reproduzir o conteúdo do Cartel, apenas “trocando o sinal” da adjetivação – positiva – dada por lá:



– O que, no Cartel, é “bom” vira “ruim”, “escândalo”, na blogosfera.



Ponto.



Como disse outro dia – na MINHA visão – “fazer o contraponto” é muito mais do que isso.



É parar de ser apenas REATIVO ao Cartel e tentar – nós mesmos – FAZER a pauta. Seja tentando antever os próximos golpes e denunciando pioneiramente (“furo”) – como fiz neste caso da Vale, seja SUBVERTENDO uma determinada pauta do Cartel.



Vejam, por exemplo, a diferença entre como Moro – “o Savonarola”, o (proto-) “Batman”, “o vingador das camisas pretas” (sic) – é tratado aqui e em outros “blogs alternativos”.

Como observei nesta semana:

*

(SUS-PI-ROS)

(Muitos…)

???



*   *   *

– Siga no Facebook:

– E no Twitter:

*
Achou meu estilo “esquisito”? “Caótico”?

– Pois você não está só! Clique nos links para estes artigos e chore as suas mágoas:

*

A tese central do blog:

*
Quando perguntei, uma deputada suíça se definiu em um jantar como “uma esquerdista que sabe fazer conta”. Poucas palavras que dizem bastante coisa. Adotei para mim também.

Facebook Comments

Romulus Maya

Advogado internacionalista. 10 anos exilado do Brasil. Conta na SUÍÇA, sim, mas não numerada e sem numerário! Co-apresentador do @duploexpresso e blogueiro.