Guaidó: Presidente dele mesmo? Faltou povo, sobrou mídia

Não à toa, a grande mídia – pelo mundo – muito se esforçou para tentar ludibriar o público com enquadramentos fechados, no intuito de convencer que havia uma multidão à espera de Guaidó, no seu retorno. Justaposição de imagens, porém, desmonta toda a farsa.
Parece que as aventuras de Guaidó, patrocinadas pelo imperialismo norte-americano, que quase incendiaram as relações entre Venezuela, Colombia e Brasil, no último dia 23, revelaram para população venezuelana que o rapaz não passa de um fantoche nas mãos do Tio Sam.

Ler mais

Duplo Expresso 19/fev/2019

Para assistir, curtir as páginas e compartilhar, temos no Programa Duplo Expresso desta terça-feira, 19/02, os seguintes destaques:
– O PhD em Economia e presidente do Instituto de Nildo Ouriques comenta: “Crise e eleições no Equador”
– A socióloga Thais Moya fala sobre: “Criminalização da LGBTfobia pelo STF: Uma mordida doce em fruto envenenado”
– Romulus Maya e Carlos Krebs fazem a análise da conjuntura política.

Ler mais

“Gente como a gente”: como capitão fracassado virou “mito” popular

É patente que há uma produção com evidente intento de potencializar uma aparente faceta “gente como a gente” de Bolsonaro. Entender esse fenômeno é necessário pois o atual presidente tem ocupado o vácuo de liderança carismática, que cresce a cada dia que Lula passa isolado na prisão. Não se trata, obviamente, de uma simples substituição, até porque estão alocados como antagonistas no cenário político, o que torna a questão ainda mais intrigante, tendo em vista que uma parcela considerável de eleitores que votaria em Lula, até meados de setembro, ajudou eleger seu opositor quarenta e poucos dias depois.

Ler mais