Não sangra! Eis o “milagre” do novo (Jair) “Messias” (Bolsonaro). Seus “evangelistas”? Globo e… Blogosfera (!)

Atualizado 10/set/2018 – 10:30
Poxa, família Bolsonaro: nos ajudem a ajudar vocês!
– Filho de Bolsonaro apresenta, 2 dias depois!, a tal “camisa”. Agora devidamente “ensaguentada”. E também “perfurada”, é claro.
– Probleminha No. 1: “facada”, se houve, não pegou na palavra “Brasil”, na camisa. Se pegou, foi abaixo. E à esquerda. De toda forma, bem distante do espaço entre as letras “A” e “S” da palavra “Brasil”. Sim, nós sabemos, Bolsonaros: não teria o mesmo efeito dramático se o “esfaqueado” não fosse o “Brasil”, não é mesmo?
– Probleminha No. 2: não há a formação, em nenhum momento, de pregas em forma de raios com centro no local da suposta “estocada”, como deveria ocorrer em virtude da pressão de um golpe na “entrada”. Tampouco, na “saída”, a faca puxa o tecido.
Tirem a prova no vídeo em câmera lenta e ampliado.
*
Embora não seja possível “profetizar” resultados imediatos para a “novela” do “Messias exangue”, e sua “paixão”, já é possível observar o caráter pós-moderno de seu enredo e elencar algumas peças soltas que serão encaixadas nos próximos dias.

Ler mais

Globo coloca Duplo Expresso na linha de tiro: alvo é Lula!

A revista Época, da Globo, publicou artigo ontem assinado por Pablo Ortellado e Márcio Moretto Ribeiro que acusa este Duplo Expresso de ser um site disseminador de “fake news”. Tratamos extensamente desse desdobramento no programa de hoje, reconhecendo nele um recibo de que nosso trabalho está a incomodar exatamente quem tínhamos como alvo. Afinal, como reza a regra de ouro de Brizola: “quando vocês tiverem dúvidas quanto a que posição tomar diante de qualquer situação, atentem: se a Rede Globo for a favor, somos contra. Se for contra, somos a favor!”
A Globo – e o candidato a censor digital Pablo Ortellado – arremetem contra o Duplo Expresso. Logo, o Duplo Expresso anda fazendo a coisa certa…

Ler mais

Big Data e os algoritmos

Dava até pra ser nome de banda de rock dos anos 1980, mas Big Data e algoritmos fazem parte do mais novo vocabulário de informática ou TI (Tecnologia da Informação) dos últimos tempos. É a última moda das grandes empresas.
O que é Big Data? É o equivalente ao petróleo do novo milênio. Seria a capacidade de explorar economicamente a análise quantitativa dos dados disponíveis. A evolução do sistema de informação, o aumento da potência dos microprocessadores, a diminuição dos custos de armazenamento de dados e a velocidade das redes proporcionou esse salto.

Ler mais

Análise: Facebook grita “MBL” e (patos?) vermelhos cavam a própria cova

*Atualizado 29/jul/2018 – 11:20*
No caso do MBL, o Facebook alega, vejam só, “uso de nome falso”.
E o militante de esquerda que está no Brasil? O nacionalista? Aquele que, temendo retaliações, prudentemente protege a si – e aos seus – por detrás de um pseudônimo?
Que poderá ele fazer quando o Facebook expuser sua identidade a traficantes e assassinos (incidentalmente com mandato e/ ou disputando cargos eletivos)?
Que poderá ele fazer quando o “tribunal” – privado e obscuro – de um monopólio americano próximo às NSA da vida fechar sua conta porque usa “nome falso” (sic)?
Poderá “recorrer ao Judiciário (nota: o Judiciário da Lava Jato!), como em qualquer outra quebra de contrato” – como sugere o (“globalista” e entusiasta das redes sociais americanas) Sakamoto?
Aproveita-se certo reflexo pavloviano, na sua modalidade “vermelho” vs. “azul”. Grita-se: “MBL… MBL… MBL…”!
E patos vermelhos, cegados pela rivalidade, correm para o despenhadeiro (pior: com sorriso nos lábios!).

Ler mais

?FACE-NSURA: Guardian, RT e El País corroboram – Facebook está, sim, censurando esquerda!

Já atualizado APENAS minutos depois da publicação: – Numa “pegada meta” Facebook ~JÁ~ censurou ESTE artigo também (!) FACE-NSURA: Guardian,

Ler mais

ALERTA: “identitarismos” e a esquerda feita refém – o “case” da “ejaculação-estupro”

ALERTA: “identitarismos” radicais e a esquerda feita refém – o “case” da “ejaculação-estupro” – “Esquerda(s) e “identitarismo” (e ainda “isentões”,

Ler mais

“Ejaculação-estupro”: “case” de como identitarismos radicais fazem esquerda de refém

“EJACULAÇÃO-ESTUPRO”, “ESQUERDA(S)”, “IDENTITARISMO” (E AINDA “ISENTÕES”, “AUSENTES” E “GRILOS FALANTES”): UM “CASE” DE COMO A ESQUERDA FOI FEITA REFÉM PELOS

Ler mais