Exclusivo: Aeronáutica impediu entrega da Embraer a estrangeiros

Ao ser notificado sobre tal negociação, já com contrato – assinado – de compra pelos estrangeiros das ações antes detidas pelos controladores brasileiros, o Comando da Aeronáutica insurge-se. E faz gestões – em total sigilo, levantado apenas agora com o presente vazamento – para impedir que tal negócio se realize. Há registro, inclusive, de como o Comandante enquadrou o Ministro da “Defesa” (?) e o Presidente entreguista.
A História, até aqui oculta, mostra como os brigadeiros nacionalistas lograram tal êxito.
Apresentamos – com exclusividade – as provas documentais do veto do Comandante à desnacionalização da Embraer.

Ler mais

Viva! Há nacionalistas nas Forças Armadas!

Entre outras coisas, leia: Levando em conta o imperativo de preservar e ampliar a autonomia tecnológica da indústria militar, a única solução possível seria exigir da Boeing que mantenha no Brasil todas as atividades de P&D e manutenção da sua futura filial. E o principal: exigir que as tecnologias duais sejam patenteadas no Brasil sob propriedade da Embraer Defesa & Segurança. O Memorando acena com a concessão “licenças recíprocas de propriedade intelectual”, mas esta é uma garantia muito frágil, visto que tais contratos estariam sujeitos à ingerência do ‘Bureau of Political-Military Affairs’ do Departamento de Estado dos EUA.

Ler mais

A irresponsável venda da EMBRAER

A venda do controle acionário (81% das ações) da EMBRAER à gigante americana Boeing é um tremendo Crime de Lesa Pátria e Alta Traição.
Jamais, Estados Unidos, França, Inglaterra ou Rússia permitiriam tal golpe: a entrega de empresas estratégicas de alta tecnologia, na sensível área de defesa, na mão de empresas estrangeiras.
Lamento profundamente, pois no Brasil atual falta patriotismo, falta visão de Estado, faltam noções rudimentares de soberania; sobra entreguismo e corrupção.

Ler mais