Direito ao Ponto – “Justiça Louis Vuitton- Audiência de Custódia: ‘Ó vós que entrais, abandonai toda a esperança'”

No vídeo de hoje, Maria Eduarda Freire, escancara a realidade das audiências de custódia- garantia fundamental- que na prática é impossibilitada de cumprir o seu objetivo de assegurar a presunção de inocência e combater o encarceramento em massa provisório pela cultura jurídica autoritária e fascista que impede a efetivação dos nossos direitos fundamentais garantidos na nossa Constituição de 1988 e nos tratados internacionais de direitos humanos que o Brasil é signatário.

Ler mais

O genocídio de uma população inteira e a “Guerra às Drogas” como pano de fundo

No vídeo de hoje, Maria Eduarda Freire, expõe o pretexto da “Guerra às Drogas” para uma política de Estado de Extermínio através da associação de determinadas drogas tornadas ilícitas a grupos sociais, os marginalizados, os inimigos dessa guerra.
Maria Eduarda fala da necessidade da legalização e consequente regulação e controle da produção, do comércio e do consumo de todas as drogas, para que se ponha fim à essa política penal que pune apenas a ponta mais frágil do tráfico e está completamente fadada ao fracasso.
Confira o vídeo!

Ler mais

“Direito ao Ponto” de volta para segunda temporada. Maria Eduarda Freire retoma o debate sobre a ditadura da toga

É com muita alegria que o Duplo Expresso inicia a segunda série de vídeos com Maria Eduarda Freire e o seu espaço “Direito ao Ponto”.
O vídeo que marca este retorno, trata – com mais detalhes – de um assunto que já foi tema de um texto da própria Maria Eduarda, publicado na sexta-feira.
O caráter fascista de certas células do poder judiciário e a forma desrespeitosa e desumana como Lula foi tratado por Raquel Dodge mereceram total atenção e uma crítica ácida da nossa comentarista.

Ler mais

“Direito ao ponto” #1 – permitiremos que “lavem a jato” a Constituição?

Estreia da nova colaboradora do Duplo Expresso, a graduanda em direito Maria Eduarda Freire, engajada na luta contra a meganhagem e pela restauração do Estado de Direito.
“Permitiremos que ‘lavem a jato’ nossos direitos e garantias individuais? Que ‘lavem a jato’ a Constituição?

Ler mais