Democracia ou Sequestro do Poder?

Começo aqui uma série de quatro artigos onde abordarei um conjunto de temas que vêm sendo omitidos, ou mesmo tratados como teorias da conspiração pela mídia corporativa, mas que estão sendo, pouco a pouco, revelados pelo movimento francês dos Gilets Jaunes (Coletes Amarelos). Este primeiro artigo traz os principais temas trazidos à tona pelo movimento. Destes, merecem destaque: a destruição dos sistemas de fornecimento de energia e transporte em prol do capital financeiro internacional, a ciência econômica atual a serviço da banca, a nova organização do trabalho e a terceirização.

Ler mais

O que Mao diria dos Coletes Amarelos

Slavoj Žižek acredita que o movimento francês dos Coletes Amarelos expõe um problema no coração da política de hoje. Excessiva adesão/aderência à “opinião” popular e insuficientes inovação e ideias frescas. Qualquer rápido exame do imbróglio já deixa ver claramente que fomos apanhados em múltiplas lutas sociais. A tensão entre o establishment liberal e o novo populismo, a luta da ecologia, os esforços em apoio ao feminismo e à libertação sexual, mais as batalhas religiosas e étnicas e o desejo por direitos humanos universais. Para não mencionar que tentamos resistir contra o controle digital sobre a vida de cada um. Assim sendo, como por juntas todas essas lutas, sem simploriamente privilegiar uma delas como a “verdadeira” prioridade? Porque esse equilíbrio nos dá a chave para todas as outras lutas.

Ler mais

Coletes Amarelos: Terceiro Ato

Os Coletes Amarelos e o contexto político francês. Este artigo apresenta a evolução do movimento e a tradução de um debate que se desenvolve na sociedade em torno da condição social, da condição ecológica, e da situação política do governo Macron face aos protestos de outras categorias que se juntaram aos Coletes Amarelos.

Ler mais

Manifestações de Vento

Esse texto apresenta o movimento coletes amarelos – o que reivindica e quem começou –, e discute a sua legitimidade fazendo um paralelo com as manifestações “espontâneas” e “apartidárias” que vêm pipocando nos últimos tempos no Brasil.

Ler mais