Celso Amorim: precisamos de um “Plano B”? Não!

O Duplo Expresso recebeu relatos sobre uma reunião na última semana entre membros da alta Finança, em SP, em que a hipótese de uma saída para a crise – com Lula como timoneiro – chegou a ser “aventada”. É apenas um primeiro passo, ainda. Algo no terreno das especulações. Mesmo porque careceria do principal: assentimento dos verdadeiros patrões do Golpe, fora do Brasil.
Mas, mais que tudo isso, trata-se do reconhecimento de que o “Lula de A a Z” – renitente – está trazendo frutos; com a repulsa das bases a alternativas “B” já passando a ser assimilada pelo outro lado.
Pois é nosso papel tornar para o tal “Mercado” essa opção relativamente mais barata/ previsível do que a alternativa.
E isso incluiu, de nossa parte, impedir a viabilidade da hipótese de o Golpe, eventualmente logrando impedir a candidatura de Lula, conseguir escolher o (duplamente) “candidato” do PT: não apenas alguém que não encarnaria uma “anti-candidatura”, como ainda alguém que não teria a força de caráter para torna-lo imune a tentativas de cooptação pela vaidade ou por pressão ou ameaça; ou que não tivesse um forte compromisso com o coletivo e firmeza ideológica e nacionalista.
Pois é justamente aí que entraria o (eterno) Chanceler Celso Amorim.

Ler mais

“Eleições” vs. Golpe: e se Celso Amorim fosse “o embaixador do Lula”?

E se Celso Amorim, a cada intervenção sua no debate da Rede Globo, dissesse “quem deveria responder à pergunta que aqui me é feita é o ex-Presidente Lula. Contudo, o verdadeiro candidato do povo brasileiro se encontra preso ilegalmente, justamente para não poder estar aqui diante de vocês hoje. Tudo isso como parte de um golpe transnacional patrocinado pela Finança e pelos EUA. E operado localmente pelos irmãos Marinho, donos desta emissora, que, assim como na ditadura militar, usam mais uma vez uma concessão pública – esta TV – para trair o Brasil e massacrar os pobres deste país”?
Celso Amorim estaria disposto a encarnar o anti-candidato?
Aquele que rasga a fantasia – dos demais?
E mela a farsa?
Justo ele, o homme d’état por excelência?
Estaria Celso Amorim disposto, de fato, a ser… “o embaixador do Lula”?

Ler mais

Resposta à carta de Celso Amorim publicada pela Carta Capital

Alguns políticos brasileiros (com ou sem cargo) não têm a menor noção do esforço que os brasileiros no exterior fazem para que encontros, eventos, etc. em defesa da democracia sejam realizados. Como não poderia deixar de ser, sempre é mais fácil, e sempre sobra dinheiro, para eventos de entreguistas e vendilhões.
Como demonstração de que não trabalhamos como assessoria de imprensa de políticos ou partidos nas nossas publicações, o Duplo Expresso divulga este texto em que membros do Comitê Parisiense de Solidariedade ao Lula e a Democracia brasileira “dão um ‘pito” no ex-chanceler brasileiro Celso Amorim.

Ler mais