Duplo Expresso 21/ago/2018

Destaques:
– O especialista em Minas e Energia, PhD em Engenharia na área do petróleo, Paulo César Ribeiro Lima comenta: “A Petrobras, o setor petroquímico e a Braskem”
– O Doutor em Economia Gustavo Galvão fala sobre: “Turquia, Argentina, Venezuela, a era dos ataques às moedas do terceiro mundo e o uso irresponsável de reservas”
– Wellington Calasans e Romulus Maya fazem a análise da conjuntura política.

Ler mais

A Petrobras, o setor petroquímico e a Braskem

Este artigo visa informar sobre fatos considerados relevantes ocorridos no setor petroquímico nacional, com destaque para a Petrobras e a Braskem.

A Petrobras Química S.A. – Petroquisa, a primeira subsidiária da Petrobras, nasceu em 1967 para articular o setor estatal e privado na implementação da indústria petroquímica brasileira. Para se ter uma ideia da importância deste momento, basta lembrar a presença dos produtos petroquímicos produzidos a partir de derivados do petróleo ou do gás natural no nosso cotidiano. É praticamente impossível existir uma atividade sem materiais como o plástico, o náilon e a borracha, produzidos a partir desses produtos. A Petroquisa marcou o início da história do setor petroquímico brasileiro.

Ler mais

Duplo Expresso 14/ago/2018

Destaques:
– O especialista em Minas e Energia, PhD em Engenharia na área do petróleo, Paulo César Ribeiro Lima comenta: “Pré-sal: Regime Temer também erra. Ainda podemos reverter”
– O doutor em Economia Gustavo Galvão fala sobre: “Crise econômica da Turquia”
– Romulus Maya e Carlos Krebs fazem a análise da conjuntura política.

Ler mais

Regime Temer perde a lanterna nas profundezas do pré-sal, mas a luz ainda existe

A Lei nº 12.276/2010 autorizou a União a ceder onerosamente à Petrobras o exercício das atividades de pesquisa e lavra de petróleo e gás natural em áreas não concedidas localizadas no Pré-sal. A estatal tem a titularidade dos volumes de petróleo e gás cedidos pela União, sendo o exercício das atividades de pesquisa e lavra realizado apenas pela Petrobras, por sua exclusiva conta e risco, nos termos do Contrato de Cessão Onerosa.
O Projeto de Lei – PL nº 8.939, de 2017, de autoria do Deputado José Carlos Aleluia, que deu origem ao PLC nº 78, de 2018, em tramitação no Senado Federal, modifica a Lei nº 12.276/2010 e permite que a Petrobras negocie e transfira a titularidade desse Contrato, desde que seja preservada uma participação de, no mínimo, 30%.

Ler mais

Entrega do Pré-sal e redução de danos – Emendas ao PLC 78/2018

O comentarista de Minas e Energia do Duplo Expresso, Paulo César Ribeiro Lima (Paulão), apresentou no programa de hoje destaques elaborados por ele e pelo nosso comentarista de economia Gustavo Galvão, tentando conter os danos do PLC 78/2018 que entrega o filé mignon do pré-sal.
Além dos destaques, assista ao vídeo com o comentário no Duplo Expresso de hoje.

Ler mais

Tudo o que você precisa saber sobre o descarte de Lula

O programa de hoje (integralidade aqui) ficou longo. Há, como sabemos, muito a denunciar no Brasil atual. Dada a gravidade da hora, e o dever de atingirmos quantas pessoas pudermos, preparamos um condensado de uma hora e meia com tudo o que você precisa saber sobre a farsa do “Plano B”. Para o Duplo Expresso, a hashtag #EleiçãoSemLulaÉfraude não será descartada por conveniência. Muito menos Lula, na cadeia.

Ler mais

Reservas Internacionais e seu uso no Pré-Sal

O Fundo Monetário Internacional – FMI define, na sexta edição do Balance of Payments Manual, de 2013, que os ativos de reserva são os ativos externos que estão disponíveis e são controlados pelas autoridades monetárias para cumprir o financiamento do Balanço de Pagamentos, a intervenção no mercado de câmbio para afetar a taxa de câmbio e outros propósitos relacionados, como a manutenção da confiança na moeda e na economia e servir de base para empréstimos externos.
Esses ativos, denominados reservas, são formados por meio de compras de divisas pelos bancos centrais no mercado de câmbio junto a bancos comerciais. Os bancos comerciais compram, por exemplo, dólares americanos junto a exportadores ou investidores e os revendem aos bancos centrais.

Ler mais

Duplo Expresso 31/jul/2018

Destaques:
– A coordenadora da Associação Auditoria Cidadã da Dívida, Maria Lúcia Fattorelli, e o especialista em Minas e Energia, PhD em Engenharia na área do petróleo, Paulo César Ribeiro Lima comentam: “SBPC – Sociedade Brasileira para o Progresso da Ciência – quer auditoria da dívida”
– Wellington Calasans e Romulus Maya fazem a análise da conjuntura política.

Ler mais

Tudo para as empresas do setor elétrico a serem privatizadas; para as estatais, nada!

Estão em tramitação no Congresso Nacional, dois projetos de lei relacionados à privatização da Centrais Elétricas S.A. – Eletrobras e suas distribuidoras: Boa Vista Energia S.A. – Boa Vista, da Companhia Energética de Alagoas – Ceal, da Companhia Energética do Piauí – Cepisa, da Centrais Elétricas de Rondônia S.A. – Ceron, da Amazonas Distribuidora de Energia S.A. – Amazonas Energia e Companhia de Eletricidade do Acre S.A. – Eletroacre.
A desestatização será executada na modalidade de aumento do capital social mediante subscrição pública de ações ordinárias. O aumento de capital social poderá ser acompanhado de oferta pública secundária de ações de propriedade da União ou de empresa por ela controlada, direta ou indiretamente.

Ler mais

Duplo Expresso 24/jul/2018

Destaques:
– O especialista em Minas e Energia, PhD em Engenharia na área do petróleo, Paulo César Ribeiro Lima comenta: “Setor elétrico – O filé para os concessionários privados e o osso para os concessionários estatais”
– O jornalista e blogueiro Esmael Morais fala sobre: “As movimentações da política na corrida presidencial”
– Wellington Calasans e Romulus Maya fazem a análise da conjuntura política.

Ler mais

Regime Temer prejudica a Petrobras e o agronegócio com fertilizantes caros

Como bem estabelece a Constituição Federal, em seu art. 177, tanto a lavra de petróleo e gás natural quanto o refino são monopólios da União, que, por sua vez, pode contratar essas atividades com empresas estatais ou privadas.
Em razão do relevante interesse nacional, a Petróleo Brasileiro S.A. – Petrobras incluiu em seus planos de negócios investimentos na ampliação de capacidade produtiva de fertilizantes nitrogenados, como a Unidade de Fertilizantes Nitrogenados III – UFN-III. Historicamente, mais da metade da ureia, produto essencial para a agricultura nacional, é importada, o que deixa o Brasil muito dependente da taxa de câmbio e dos preços internacionais.

Ler mais

Duplo Expresso 17/jul/2018

Destaques:
– O especialista em Minas e Energia, PhD em Engenharia na área do petróleo, Paulo César Ribeiro Lima comenta: “Regime Temer prejudica a Petrobras e o agronegócio com fertilizantes caros”
– O Cientista do Estado e correspondente do Duplo Expresso em Caracas, Caio Clímaco comenta a atualidade política da Venezuela.
– O Professor Titular de Direito Público da Faculdade de Direito da UnB, pré-candidato do PT ao Senado em Brasília, Marcelo Neves comenta: “Golpes dos togados para manter Lula preso”
– Wellington Calasans e Romulus Maya fazem a análise da conjuntura política.

Ler mais

Luta pelo Brasil: Senador resume roubo do filé do Pré-Sal

Ganhamos um importante fôlego para articularmos as frentes de resistência, o que é muito importante: 3 semanas. Por isso, é indispensável que nesse breve período nos esforcemos ao máximo para que cada brasileiro e cada brasileira – que, afinal, renovarão 2/3 do Senado em outubro próximo – entendam perfeitamente o que está em jogo. A tentativa de entrega do filé mignon do Pré-sal às petroleiras estrangeiras que consegue propor termos ainda mais lesivos ao Estado e ao povo do que aqueles estabelecidos por FHC quando Presidente (!)

Ler mais

Deputados ratificam ódio ao Brasil. O que farão os Senadores?

A redação final do Projeto de Lei – PL nº 8.939-B, de 2017, foi aprovada na Câmara dos Deputados no dia 4 de julho de 2018. Essa proposição, já encaminhada ao Senado Federal, altera a Lei nº 12.276, de 30 de junho de 2010, para permitir à Petrobras a transferência parcial a terceiros de áreas contratadas no regime de cessão onerosa e para permitir a licitação dos excedentes dessa cessão. Além disso, determina o fim das licitações públicas nas contratações de bens e serviços para explorar e produzir os principais campos da província petrolífera do Pré-sal.

Ler mais

Gol de Lewandowski mantém Brasil vivo na disputa contra o “Resto do Mundo”

Este golaço de Lewandowski é de uma ousadia que somente um “Ricardão” pode ter. Enquanto o Regime Temer estava escancarado para ser penetrado pelo “vice-Deus” Mike Pense, Lewandowski escondeu o viagra e deixou o recado na porta: “pode até dar, mas tem antes que pedir a mão ao papai Congresso”.
Em outras palavras, a venda de ações de empresas públicas, sociedades de economia mista ou de suas subsidiárias ou controladas exige prévia autorização legislativa, sempre que se cuide de alienar o controle acionário. “Ricardão” fechou o puteiro!

Ler mais

Duplo Expresso 26/jun/2018

Destaques:
– O especialista em Minas e Energia, PhD em Engenharia na área do petróleo, Paulo César Ribeiro Lima comenta: “Fim das licitações nas aquisições e contratações da Petrobras no Pré-Sal”
– O Doutor em Economia Gustavo Galvão fala sobre: “As reformas necessárias para tornar o Brasil governável, funcional e democrático”
– Wellington Calasans e Romulus Maya fazem a análise da conjuntura política.

Ler mais

Com engenharia nacional já destruída, Golpe recria caixa preta ($$$) para contratação (de gringos) pela Petrobras

Na semana passada, a Câmara dos Deputados aprovou projeto de lei duplamente lesivo ao interesse nacional. Em primeiro lugar, entrega as jazidas de área que é o filé mignon do Pré-sal a petroleiras estrangeiras em um regime que paga menos ao Estado (“cessão onerosa”) do que aquele criado pelo pai da privataria nos anos 1990, Fernando Henrique Cardoso (“concessão”).
Mas isso não é tudo. Os deputados acabaram com a obrigação de a Petrobras ter de realizar licitações, transparentes e competitivas, para a contratação de bens e serviços a serem adquiridos para a exploração do Pré-sal. Agora passa a valer o “convite”, feito a meia dúzia de fornecedores já conhecidos – da Petrobras e/ ou de associadas estrangeiras – para a apresentação de propostas.
Ora, foi falta de controle e transparência parelha que deu à luz a Lava Jato, depois devidamente instrumentalizada politicamente por interesses anti-nacionais. Pois agora, com a engenharia nacional já devidamente destruída pela tal “Car Wash”, abolem-se novamente os controles republicanos adotados em 2016.
Sem problemas: agora com empresas americanas como fornecedoras, é certeza que o Departamento de Justiça dos EUA não mais voltará a nos perturbar. Afinal, como muito bem ensina Deltan Dallagnol, nos EUA, colonizado por pios peregrinos puritanos, nunca houve corrupção (!)

Ler mais

Deputados confirmam ódio ao Brasil

O especialista em Minas e Energia, PhD em Engenharia na área do petróleo, Paulo César Ribeiro Lima em um comentário especial nesta semana falou sobre o “Pré-sal: Golpe consegue ser mais entreguista que FHC”.
É chocante saber que políticos brasileiros estão totalmente desconectados dos interesses do próprio país e do povo brasileiro. A entrega de vinte bilhões de barris de petróleo, três vezes a reserva da Noruega, é um crime lesa-pátria que precisa ser evitado. Sim! Ainda há chance de barramos no senado.

Ler mais

Duplo Expresso 21/jun/2018

Destaques:
– O Embaixador Samuel Pinheiro Guimarães comenta a atualidade política do Brasil e do mundo.
– O sociólogo, escritor e analista internacional Lejeune Mirhan comenta: “Sionismo como projeto neocolonial da Palestina”
– A jornalista Niobe Cunha fala sobre: “Prestidigitação: a arte de iludir”
– A Economista, doutora em Políticas Públicas e mestre em Planejamento e Desenvolvimento Econômico Ceci Juruá comenta: “Quem impede as hidrovias de fluirem no Brasil?”
– O especialista em Minas e Energia, PhD em Engenharia na área do petróleo, Paulo César Ribeiro Lima fala sobre: “Pré-sal: Golpe consegue ser mais entreguista que FHC”
– Wellington Calasans e Romulus Maya fazem a análise da conjuntura política.

Ler mais

Duplo Expresso 19/jun/2018

Destaques:
– O professor universitário e comentarista de política internacional na imprensa angolana Paulo Gamba comenta: “A ONU, os Estados Unidos e a separação das famílias imigrantes”
– O Doutor em Economia Gustavo Galvão comenta: “Por que a Noruega e a Rússia se beneficiam do seu petróleo e o Brasil entrega de graça?”
– O especialista em Minas e Energia, PhD em Engenharia na área do petróleo, Paulo César Ribeiro Lima fala sobre: “Pré-sal: aproveitando Copa, Câmara pode doar 20 bilhões de barris às petroleiras estrangeiras”
– Wellington Calasans e Romulus Maya fazem a análise da conjuntura política.

Ler mais

“Pré-sal: aproveitando Copa, Câmara pode doar 20 bilhões de barris às petroleiras estrangeiras”

A Lei nº 12.276/2010 autorizou a União a ceder onerosamente à Petrobras o exercício das atividades de pesquisa e lavra de petróleo e gás natural em áreas não concedidas localizadas no Pré-sal. A estatal tem a titularidade dos volumes de petróleo e gás cedidos pela União e o exercício das atividades de pesquisa e lavra será realizado apenas pela Petrobras, por sua exclusiva conta e risco.

Ler mais

Duplo Expresso 12/jun/2018

Destaques:
– O especialista em Minas e Energia, PhD em Engenharia na área do petróleo, Paulo César Ribeiro Lima comenta: “Quem lucra com o nióbio do brasileiro?”
– O arquiteto e comentarista de design e empatia Carlos Krebs fala sobre: “Um projeto diferente para empilhar casas em um prédio parecendo que são casas empilhadas”
– Wellington Calasans e Romulus Maya fazem a análise da conjuntura política.

Ler mais

Quem lucra com o nióbio do brasileiro?

O nióbio é usado como liga na produção de aços especiais e um dos metais mais resistentes à corrosão e a temperaturas extremas. É considerado um recurso estratégico, um insumo essencial para a indústria de alta tecnologia, de óleo e gás, naval e automotiva. O nióbio é empregado em automóveis, turbinas de avião, gasodutos, tomógrafos de ressonância magnética, e na indústria aeroespacial, bélica e nuclear.
O decreto nº 9.252/2017, ao arrepio da Lei nº 13.540/2017, ressuscitou o custo de produção como base de cálculo da CFEM. Assim sendo, o Brasil continuará arrecadando valores distorcidos e insignificantes de CFEM de um minério estratégico como o nióbio.

Ler mais

Ilusionismo da imprensa para justificar a inexplicável política de Parente e seu “sucessor”

A queda do consumo de combustível e o aumento recente de capacidade de refino permitiriam ao Brasil quase a autossuficiência em diesel e certamente efetiva autossuficiência em diesel para transporte. O Brasil inexplicavelmente é o único país grande do mundo que usa grandes volumes de diesel para produzir energia elétrica. Mas isso é uma outra história, vamos agora falar sobre refino.
A turma do Parente na imprensa alega que o Brasil não tem condições de fazer o diesel de que necessita com o petróleo que temos.

Ler mais

Duplo Expresso 4/jun/2018

Destaques:
– João Vicente Goulart comenta: “A Petrobras deve servir aos interesses brasileiros”
– O especialista em Minas e Energia e PhD em Engenharia na área do petróleo Paulo César Ribeiro Lima fala sobre: “Alternativas à atual política petrolífera do Brasil”
– Wellington Calasans e Romulus Maya fazem a análise da conjuntura política.

Ler mais

Alternativas à atual política petrolífera do Brasil

A produção e o refino de petróleo são atividades de utilidade pública. Com a descoberta da província petrolífera do pré-sal, o Brasil tem a oportunidade, que pouquíssimos países têm, de se tornar autossuficiente tanto em petróleo quanto em derivados. No entanto, mesmo com essa descoberta, o país passou a ter grande dependência de combustíveis importados.

Ler mais

Paulo César Ribeiro Lima – “A saída de Pedro Parente é um fato muito importante para o país”

Paulo César Ribeiro Lima é uma das maiores autoridades em Minas e Energia da América do Sul. Além deste vídeo, em que comenta a queda de Pedro Parente, você pode ler diversos textos deste nosso comentarista, aqui mesmo na nossa página.

Ler mais

Duplo Expresso 29/mai/2018

Destaques:
– O especialista em Minas e Energia, PHD em Engenharia na área do petróleo, Paulo César Ribeiro Lima comenta: “Importação e carga nas refinarias: confusão entre causa e efeito”
– O economista Luiz Gonzaga Belluzzo fala sobre: “A política de preço dos combustíveis”
– Wellington Calasans e Romulus Maya fazem a análise da conjuntura política.

Ler mais

Importação e carga processada nas refinarias: confusão entre causa e efeito

A importação de combustíveis é efeito da política de preços da Petrobras, que tem vendido combustíveis a preços superiores ao do mercado internacional.
Importa ressaltar que a exportação de derivados exige uma logística mais complexa do que para a exportação de petróleo. Assim, houve grande aumento da exportação de petróleo pela Petrobras, proporcionalmente maior que o aumento da produção nacional de petróleo.

Ler mais