Preparando o Estado para Soberania – Da Senhoriagem à Moeda do Facebook

O lançamento da cripto moeda do Facebook, que se chamará libra – não se confunda com a libra-esterlina a moeda inglesa que, em inglês, chama-se pound – está previsto para breve. Desde seu anúncio, há poucas semanas, esse é um dos assuntos mais discutidos nos periódicos de economia.
Uma moeda do Facebook assusta a todos, desde políticos a intelectuais, que se preocupam com a soberania dos países, a bancos, que temem um concorrente mais poderoso, e, em especial, aos reguladores do sistema monetário.
E, quando se criam moedas virtuais, fora do controle de instituições públicas e sem referências materiais, a situação da economia complica ainda mais. Neste artigo iremos comentar a moeda, desde sua cunhagem pelo senhor das terras até a que se espera de uma empresa de relacionamento virtual transnacional: Facebook.
Leia o texto, compartilhe, debata.

Ler mais

Sim: Lava Jato usa Mantega para desnacionalizar petroquímica! (e o D.E. acerta mais uma, hein?)

Lava Jato rompeu pacto secreto com a Banca. Foi pra cima de Guido Mantega para forçar Bradesco e demais a aceitar perder garantia do empréstimo multi-bilionário à Odebrecht: a Braskem.
Ou seja, é a Lava Jato mais uma vez operando para os EUA para desnacionalizar um setor inteiro da economia brasileira: a petroquímica.
Previmos o movimento ainda em 22 de agosto. Chega a ser transparente quase. E é por isso que o D.E., infelizmente, não erra uma.

Ler mais

Uma Breve História da Banca – O Início

Se a banca foi criada pela nobreza inglesa, com apoio dos ricos judeus no ocidente europeu, sua trajetória ocorre com mudança de atores e ações, sem descuidar do empoderamento das finanças. Mas há fios condutores nesta história: a cupidez, a ganância sem limite, o desrespeito, o menoscabo pela pessoa, pela humanidade e a pasteurização, a homogeneização da vida. A banca internacional, com suas instituições bancárias, influência política histórica e sua atuação no presente deve ser observada a luz de sua história. Não deixe de ler, comentar, compartilhar.

Ler mais

Preparando o Estado para soberania – uma perspectiva histórica

O desmonte que os aparatos estatais nacional-desenvolvimentistas e sociais sofrem hoje reflete o projeto político de desnacionalização dos centros decisórios do país e de aviltamento das condições de vida da população, em favor da financeirização subordinada aos eixos mundiais de acumulação.
Resgatar o Estado das oligarquias colonizadas e colocá-lo a serviço da Nação brasileira, em favor da sociedade como um todo, foi a tarefa que a Revolução de 1930 e a Era Vargas empreenderam e que cumpre retomar para que o Brasil possa realizar a sua vocação de se tornar a Roma Tropical.

Ler mais

É a China, estúpido! Bloqueio do milho brasileiro ao Irã confirma nosso novo papel geopolítico: “alavanca da fome” eurasiana

Eis a chave para compreender o bloqueio — de fato — do navio carregado de milho destinado ao Irã no Porto de Paranaguá, na costa brasileira.
Mais um C.Q.D. para este Duplo Expresso. Dos mais relevantes, diria eu na qualidade de editor do site.
Claramente, o alvo da ação no Brasil, para além do imediato, o Irã, é também a própria China, devidamente “avisada”.
É jogo de cachorro grande. O Brasil — “país”-continente que teria de criar sustento para 210 milhões de almas — tornou-se não mais que a “alavanca da fome”, do Deep State americano, mirando a Eurasia.
Bom, também alavanca da própria fome: 210 milhões de bocas, afinal…

Ler mais

O onírico “2022”: europeus acabam com Brasil muito antes disso

Não é à toa que os países em desenvolvimento há muito dizem em negociações comerciais que, enquanto os americanos são a “águia careca”, os europeus são os “hipopótamos”: fofinhos de olhar, mas na verdade mais fatais ainda.

Ler mais

Exclusivo: militares usarão #VazaJato, Greenwald e “russos” para dar golpe?

Os militares usarão #VazaJato, Glenn Greenwald e os “russos” para dar o golpe no Brasil?
Com apoio dos EUA?
É por isso que estão usando Greenwald para queimar Sergio Moro?
Que papel os partidos de esquerda – e os veículos ligados aos mesmos – desempenham nessa farsa?
O de “idiotas úteis”?
Ou algo mais sinistro?
Aliás, para além do principal, o timing sincrônico dos ubíquos “agentes russos”, qual seria o evento detonador do “reboot”? Algo com a Venezuela? Uma nova “fake-ada”? Em Moro desta feita, talvez? Ou, um ataque em larga escala à infra-estrutura brasileira (e.g., derrubar Itaipu)? “Casualmente”, por exemplo, amanhã, no dia da “greve geral” – convocada pela esquerda? “Provando”, “em definitivo”, que a esquerda brasileira é, “sim”, a “cabeça de ponte” da “invasão russa ao Brasil”? Justificando o seu expurgo? Ou o catalisador seria um HC concedido a Lula pelo “corrupto” STF, causando “grave comoção social” de “cidadãos de bem” – devidamente plantados – Brasil afora? Enfim, os milicos têm um leque de opções à sua disposição.
Americanos, chineses e russos: para o bem e para o mal, o Brasil, sem sair do lugar, foi para o centro do mundo desde o último domingo. Briga de cachorro grande. Infelizmente, com prognóstico nada positivo.

Ler mais

Duplo Expresso 03/jun/2019

Para assistir, curtir as páginas e compartilhar, temos no Programa Duplo Expresso desta segunda-feira, 03/06, os seguintes destaques:
– O cientista político Felipe Quintas comenta: “A atualidade do Desenvolvimentismo Clássico – equívocos a serem evitados”
– Romulus Maya e Carlos Krebs fazem a análise da conjuntura política.

Ler mais

Geisel e o Golpe da Banca | Parte 3 de 3

Pedro Pinho fecha esta série apontando que não foi apenas a busca pela soberania científica e tecnólogica que precipitou um golpe interno na linha sucessória presidencial dentro regime militar em 1979. Pesou também o interesse do sistema financeiro contra as medidas de construção da cidadania, algo nunca apresentado como contraponto por aqueles que se debruçam sobre esse período da história do país, seja com o viés crítico aos “ditos linha dura”, seja pela visão dos “tidos liberais”.

Ler mais

Aprender com exemplos de outros países é um caminho seguro

Quando falo que o Brasil caminha para um processo de “Congolização”, não falo isso com o orgulho de quem vai ter o direito de levantar a plaquinha: “eu já sabia”. Tento gritar para que todos percebam que o momento vivido hoje no Brasil – de certo modo – já aconteceu em outros lugares.

Ler mais

Duplo Expresso 29/mai/2019

O Programa Duplo Expresso desta quarta-feira, 29/05, conta com os seguintes destaques:
– O especialista em Minas e Energia, PhD em Engenharia na área do petróleo Paulo César Ribeiro Lima comenta: “A importância das liminares de Lewandowski e de Fachin”
– A fundadora e diretora presidente do Instituto Esporte & Educação Ana Moser apresenta: “O esporte para todos como fator de desenvolvimento”
– O Professor de Processo Penal e de Direito Penal Fernando Nogueira Martins fala sobre: “Por uma política criminal progressista e realista para o Brasil”
Romulus Maya e Carlos Krebs fazem a análise da conjuntura política.

Ler mais

Duplo Expresso 28/mai/2019

O Programa Duplo Expresso desta terça-feira, 28/05, conta com os seguintes destaques:
– O PhD em Economia e Presidente do Instituto de Estudos Latino-Americanos Nildo Ouriques comenta: “Para onde vai a esquerda latinoamericana?”
– A socióloga Thais Moya fala sobre: “O que falta para os pobres irem às ruas?”
– O antropólogo Piero Leirner comenta: “Os últimos disparos na guerra híbrida”
Romulus Maya e Carlos Krebs fazem a análise da conjuntura política.

Ler mais

Duplo Expresso 27/mai/2019

Para assistir, curtir as páginas e compartilhar, temos no Programa Duplo Expresso desta segunda-feira, 27/05, os seguintes destaques:
– O cientista político Felipe Quintas comenta: “o que impede o desenvolvimento do Brasil”
– O veterano do petróleo e analista político Rubem Gonzalez fala sobre: “Segurança pública e a esquerda batendo cabeça – parte 4”
– Romulus Maya e Carlos Krebs fazem a análise da conjuntura política.

Ler mais

As manifestações pró-Bolsonaro foram do tamanho da nossa “resistência”

É preciso encarar a dura realidade de que as manifestações pró-Bolsonaro foram do tamanho da nossa “resistência”. Somos tão pequenos quanto o apoio dado ao energúmeno na presidência. Somos um meme da nossa própria limitação.

Ler mais

Geisel e o Golpe da Banca | Parte 2 de 3

Neste segundo artigo da série, Pedro Pinho relaciona ações promovidas pelo governo de Ernesto Geisel com ênfase na política externa e cultural, bem como no desenvolvimento econômico e tecnológico. Ao questionar sobre a realidade de nossa democracia, o autor aponta questões para que possamos refletir o quanto as causas identitárias (fechadas em si) favorecem o jogo neoliberal, bem como a singularidade com a qual o espectro dito mais progressista de nossa sociedade simplifica os governos militares.

Ler mais

Geisel e o Golpe da Banca | Parte 1 de 3

Do ponto de vista econômico-desenvolvimentista, Pedro Pinho abre uma nova série de artigos onde descreve o que seria primeiro grande golpe do sistema financista internacional contra o nacionalismo brasileiro: a sucessão de Geisel. Foi ali que a Banca conseguiu conduzir-nos em uma direção oposta aquela que poderia alçar-nos a uma condição de potência internacional. A precarização induzida do Estado Nacional – nunca magro o suficiente para a estética neoliberal – continua a impor um quadro de anorexia social aos brasileiros.

Ler mais

A ocupação militar e o entreguismo fardado

Com a experiência de quem nasceu e conviveu com e na guerra e tem conhecimento profundo sobre questões militares, o nosso comentarista de política internacional, Professor Paulo Gamba, levanta mais um importante debate aqui no Duplo Expresso. Desta vez com o também angolano, Professor Hélder Cafala, especialista em Defesa Nacional e Segurança.

Ler mais

Duplo Expresso 16/mai/2019

Para assistir, curtir as páginas e compartilhar, temos no Programa Duplo Expresso desta quinta-feira, 16/05, os seguintes destaques:
– O jornalista e blogueiro António Aly Silva debate com o jornalista Wellington Callasans: “Onde foram parar as regras do regime democrático em Guiné-Bissau”
– Wellington Calasans, Romulus Maya e Carlos Krebs fazem a análise da conjuntura política, com ênfase nos desdobramentos pós-manifestação em defesa da Universidade Pública.

Ler mais

Duplo Expresso 15/mai/2019

Para assistir, curtir as páginas e compartilhar, temos no Programa Duplo Expresso desta quarta-feira, 15/05, os seguintes destaques:
– O especialista em Minas e Energia, PhD em Engenharia na área do petróleo Paulo César Ribeiro Lima fala sobre: “A decisão da Petrobras de privatizar oito refinarias e mais a BR (Petrobras Distribuidora)”
– A doutora em Sociologia Thais Moya comenta: “Bilhetes, entrevistas e recursos judiciais: A palavra de Lula é refém de golpistas e ‘aliados’”
Romulus Maya e Carlos Krebs fazem a análise da conjuntura política.

Ler mais

O equivocado editorial da Folha de São Paulo intitulado “Gás para Crescer”

O editorial do Jornal Folha de São Paulo de 3 de maio de 2019, intitulado “Gás para crescer”, destaca que “É meritório romper o monopólio da Petrobras”. Essa manchete conduz à equivocada interpretação de que a estatal é a grande responsável pelos graves problemas do setor de gás natural no Brasil. Este texto tem como objetivo prestar os devidos esclarecimentos técnicos sobre o assunto.

Ler mais

Duplo Expresso 14/mai/2019

Para assistir, curtir as páginas e compartilhar, temos no Programa Duplo Expresso desta terça-feira, 14/05, os seguintes destaques:
– O PhD em Economia e presidente do Instituto de Estudos Latino Americanos Nildo Ouriques comenta: “A chapa esquenta na Argentina”
– O jornalista e analista internacional Pepe Escobar debate com o doutor em Antropologia Piero Leirner “EUA vs China/Rússia – O Brasil no Fogo Cruzado”
– Romulus Maya e Carlos Krebs fazem a análise da conjuntura política.

Ler mais

💣 Geopolítica da droga, os EUA e os golpes na América Latina

Quando dissemos tempos atrás que o Brasil caminhava para se transformar no NARCO-EVANGELISTÃO, faltou dizer que era um plano para toda a região. Todos sob a égide da DEA americana (Drug Enforcement “Administration”): a agência, na realidade, REGULADORA do tráfico de drogas internacional.

Ler mais

Entre a “Fujimorização” e a “Congolização” as únicas certezas são: o Brasil apodrece e a Argentina é logo ali

Se fizermos as necessárias adaptações de nomes e atores, veremos que o Brasil caminha para um cenário semelhante ou muito próximo daquele país africano. O Congo Democrático, assim como o Brasil, foi historicamente explorado como Colônia e até os dias de hoje é apenas um “terreno de exploração” controlado por grupos internacionais que usam os “mercenários comissionados” para o controle do caos interno e exportação das riquezas para os verdadeiros donos do país que vivem bem longe do país.

Ler mais

O filme de terror nas ruas das cidades

Pessoas em situação de rua são um atestado da nossa culpa. São uma faca que roda na nossa carne para lembrarmos que somos omissos. São os frutos do nosso descaso e da nossa transferência de responsabilidades para terceiros.

Ler mais

Video #5 – Wellington Calasans conversa com o comentarista político chileno Victor Musa

O recente episódio, tentativa de golpe, com direito a bando de traidores fardados foi levado a sério por alguns. Seria realmente cômico se tudo isso não fosse uma tragédia construída a cada passo ridículo como este. A Venezuela tem petróleo e ouro demais para que os piratas do planeta permitam que aquele país exista como uma democracia.

Ler mais

Não há hipótese de crescimento com a reforma da Previdência

Já disse que não existe a mais remota possibilidade de que a reforma da Previdência pretendida por Paulo Guedes venha a ajudar na retomada da economia e na criação de empregos. A reforma, como se diz em economia, é de natureza absolutamente contracionista. Manteria, em seus fundamentos, a situação de hoje, de queda do PIB. A queda da produção arrastaria para baixo o investimento, o emprego e o consumo, aprofundando a depressão.

Ler mais

Aprenda tudo sobre “macrocriminalidade”. Palestrantes com experiência prática

Sabemos todos que palestras e seminários têm sido usados para a lavagem de dinheiro. Eu gostaria muito que apenas pela via da ironia fosse possível fazer o povo brasileiro despertar sobre os riscos que essas figuras nefastas causam ao nosso país e ao povo brasileiro. A Lava Jato e alguns tentáculos do Ministério Público e da Polícia Federal formam hoje o maior esquema de corrupção do mundo.

Ler mais

Somente as refinarias da Petrobras podem garantir diesel a preços justos para os caminhoneiros

Não é verdade o que informou a administração da Petrobras com relação à “rigorosa” observância da paridade internacional. O diesel no Brasil só é 13% menor que a média global por causa da reduzida carga tributária. Se a carga tributária fosse a mesma, o País do Pré-sal e do extraordinário parque de refino cobraria pelo diesel muito mais que a média global, onde quase todos os países são dependentes de petróleo ou derivados importados. Já o Brasil, é grande exportador de petróleo.
Óleo diesel e frete caros não atendem aos interesses do País. A Petrobras estatal e gerenciada com espírito público é a garantia de diesel e frete baratos, o que contribui para a competitividade da agricultura brasileira.

Ler mais

Duplo Expresso 24/abr/2019

Para assistir, curtir as páginas e compartilhar, temos no Programa Duplo Expresso desta quarta-feira, 24/04, os seguintes destaques:
– O cientista político Felipe Quintas comenta: “A esquerda brasileira na batalha das ideias”
– O especialista em Minas e Energia, PhD em Engenharia na área do petróleo Paulo César Ribeiro Lima fala sobre: “A importância da Petrobras estatal para os caminhoneiros”
– Romulus Maya e Carlos Krebs fazem a análise da conjuntura política.

Ler mais

99%, UNÍ-VOS! É o Filho Pródigo

José Carlos de Assis saúda o ingresso de André Lara Resende no rol dos economistas progressistas. Ou será que ALR fica com um pé no desenvolvimentismo e outro amarrado ao contracionismo? Ou seja, na conveniente posição de independência-em-cima-do-muro? A longa tradição de economistas fiscal-monetaristas servindo de vassalos aos interesses de banqueiros estaria sendo quebrada? Teria ALR percebido agora aquilo que o autor já preconizava há vinte anos? Leiam e entendam um pouco mais sobre as vantagens da aplicação das “finanças funcionais”, ao invés de uma política austera e contracionista subserviente apenas aos rentistas da dívida pública.

Ler mais