99%, UNÍ-VOS! É o Filho Pródigo

José Carlos de Assis saúda o ingresso de André Lara Resende no rol dos economistas progressistas. Ou será que ALR fica com um pé no desenvolvimentismo e outro amarrado ao contracionismo? Ou seja, na conveniente posição de independência-em-cima-do-muro? A longa tradição de economistas fiscal-monetaristas servindo de vassalos aos interesses de banqueiros estaria sendo quebrada? Teria ALR percebido agora aquilo que o autor já preconizava há vinte anos? Leiam e entendam um pouco mais sobre as vantagens da aplicação das “finanças funcionais”, ao invés de uma política austera e contracionista subserviente apenas aos rentistas da dívida pública.

Ler mais

Debate: Desconstruir Bolsonaro é politizar o cidadão enganado

Dentro da minha proposta de promover o debate, fiz as devidas provocações numa entrevista que considero útil para este propósito, respeitando o contraditório, para que possamos ampliar este debate tão necessário sobre a política do nosso país. A filósofa Marcia Cavalcante fala neste vídeo sobre o dicionário “Desbolsonário de bolso”. São 50 páginas que tentam desconstruir os verbetes recentes que ocupam o tempo das pessoas com insanidades que ganharam força inicialmente nas redes sociais, mas depois ocuparam todos os espaços de debate.

Ler mais

A importância da regulação do preço do óleo diesel

É fundamental que haja uma regulação de preços de derivados básicos no País. Não faz sentido que, no caso dos derivados produzidos com óleo extraído no Brasil, a Petrobras pratique ou receba com base em preços de paridade de importação, como ocorre no caso do óleo diesel.

Ler mais

Análise da informação sobre a privatização da TAG

A Petrobras afronta decisão cautelar do Ministro Ricardo Lewandowski, do Supremo Tribunal Federal (STF), no âmbito da ADI 5624 MC/DF, com a informação, em 5 de abril de 2019, que, no âmbito do processo competitivo de desinvestimento de 90% da participação na Transportadora Associada de Gás S.A. (TAG), o grupo ENGIE, conjuntamente com o fundo canadense Caisse de Dépôt et Placement du Québec (CDPQ), apresentou a melhor proposta, representando um Valor da Empresa de R$ 35,1 bilhões para 100% da TAG, na data base de dezembro de 2017.

Ler mais

Exclusivo! Primeiro-ministro da Guiné-Bissau no Duplo Expresso

Domingos Simões Pereira que já foi secretário-executivo da CPLP – Comunidade dos Países de Língua Portuguesa e Primeiro-ministro da Guiné-Bissau (2014), destituído por um golpe (13 meses depois), é o atual presidente do PAIGC – Partido Africano da Independência da Guiné e Cabo Verde, vencedor das eleições legislativas realizadas no dia 10 de março deste ano. Volta ao poder pela via democrática.

Ler mais

Lava Jato, Máfia, Corrupção e Judiciário – Parte I

A corrupção é o sinal de Estado fraco. O que é Estado fraco? Aquele que a elite que o dirige está comprometida com a manutenção do “status quo”, com o imobilismo – econômico, social, cultural -, no caso brasileiro, com manutenção da escravidão e com o modelo exportador de produtos primários, contra a industrialização.

Ler mais

Bolsonaro, OMC, OCDE e o fim do Brasil: tirem essa gente do Executivo urgente!

– Os EUA sacaram a sede por validação – principalmente em nível internacional – que acomete Bolsonaro e aproveitaram para meter uma faca – histórica!
– É o fim de uma política externa na área do comércio – referência em nível internacional – de décadas, que perpassou militares, redemocratização, FHC e Lula. Ou seja, de Estado!
– A pior elite do mundo – míope -, a “industrial” (existe?) e a agrária, talvez ainda não conheça as consequências de sair do Sistema Geral de Preferências (restrito a países em desenvolvimento) para as nossas exportações. É muito pior que “embaixada em Jerusalém”!
– “Perde-perde”: se o Brasil já pode adotar o que julgar ser conveniente na qualidade de observador da OCDE, para que dar as calças para entrar na mesma? A não ser que o objetivo seja, justamente, deixar certos orifícios já devidamente expostos… perpetuamente, no caso (“lock-in effect”).

Ler mais

A Árvore Cheia da Jabutis

Vivemos, como no Império, a farsa do Poder. Uma família que vivia faustamente às custas do povo que a aplaudia. Hoje somos uma nação escrava, votando e apoiando o opressor. Com o descaramento que borda o cinismo, ouvimos que o País exige a “reforma da previdência” que nos levará, daqui a 15/20 anos, a encontrar o nirvana. Eu retruco, estatizem o sistema financeiro e, em um ano, o Brasil estará crescendo como nunca.

Ler mais

Duplo Expresso de Domingo 17/mar/2019

Destaque:
– A auditora e coordenadora da Auditoria Cidadã da Dívida Maria Lúcia Fattorelli e a economista do IDEC (Instituto Brasileiro de Defesa do Consumidor) Ione Amorim comentam: “A encruzilhada do endividamento: a dívida pública e a dívida privada”.
– Romulus Maya e Carlos Krebs fazem a análise da conjuntura política.

Ler mais

Novos Alvos da Banca: Militares, Magistrados e Promotores

Vivemos a guerra híbrida do sistema financeiro internacional contra a humanidade. Os argumentos são envolvidos nas mais atraentes embalagens e se apresentam sempre a favor da banca, como abrevio este sistema demolidor.Pelas redes sociais foi divulgada a seguinte tabela de valores médios de aposentadorias, onde logo encontramos inconsistências, incoerências, além da anônima autoria. É o fake da banca em ação. Com que propósito?

Ler mais

99%, UNÍ-VOS! – Lara Resende mudou? Hummm…

Helio Silveira e Rogerio Lessa retomam o alerta: os 99% precisam entender o que esconde-se no discurso austericida dos 1%. Não se deixem enganar pelo mundo limpinho e cheiroso que os liberaris prometem ao afirmarem que um Estado-Mínimo será o máximo para as vidas de vocês. Isso, na melhor das hipóteses, é um sofisma indefensável. Mas, nunca é tarde para a conversão de um pecador… Neste texto, é abordada e discutida a revisão de Lara Resende sobre o austericídio nacional do qual foi um dos mentores: o Plano Real de 1994.

Ler mais

Duplo Expresso 13/mar/2019

Para assistir, curtir as páginas e compartilhar, temos no programa Duplo Expresso desta quarta-feira, 13/03, os seguintes destaques:
– A arquiteta Patrícia Vauquier comenta: “A precarização do trabalho no mundo capitalista”
– O especialista na área de Minas e Energia, e PhD na área de Engenharia de Petróleo, Paulo César Lima fala sobre: “Como a política de preços da Petrobras afeta a economia e o agronegócio”
– Romulus Maya e Carlos Krebs fazem a análise da conjuntura política.

Ler mais

Duplo Expresso 11/mar/2019

Para assistir, curtir as páginas e compartilhar, temos no Programa Duplo Expresso desta segunda-feira, 11/03, os seguintes destaques:
– O cientista político Felipe Quintas comentando: O projeto nacional de José Bonifácio e sua urgência no Brasil de hoje.
– Romulus Maya e Carlos Krebs fazem a análise da conjuntura política.

Ler mais

Duplo Expresso de Domingo 10/mar/2019

Para assistir, curtir as páginas e compartilhar, temos no Programa Duplo Expresso deste domingo, 10/03, o seguinte destaque:
– Romulus Maya, Carlos Krebs, a auditora Maria Lúcia Fattorelli e o jurista Luiz Moreira analisam qual seria a melhor providência para a Previdência Social.

Ler mais

Duplo Expresso 7/mar/2019

Para assistir, curtir as páginas e compartilhar, temos no Programa Duplo Expresso desta quinta-feira, 07/03, os seguintes destaques:
– O escritor, sociólogo e analista internacional Lejeune Mirhan fala sobre “a divisão do mundo pelas potências imperialistas  |  Parte II| de III – Os Grandes Tratados do Pós-Guerra”.
– O politólogo e analista internacional Eduardo Jorge Vior comenta sobre “Venezuela-Argentina-Brasil: Un ratito más entre los espinos (“Um pouco mais entre os espinhos)“.
– O embaixador Samuel Pinheiro Guimarães analisa “a atualidade política do Brasil e do mundo”.
– Romulus Maya e Carlos Krebs fazem a análise da conjuntura política.

Ler mais

A privatização da TAG não atende ao interesse público

A Petrobras, afrontando decisão cautelar do Ministro Ricardo Lewandowski, retomou o processo de privatização de 90% da Transportadora Associada de Gás S. A. – TAG. A decisão pelo reinício dos desinvestimentos foi tomada pela empresa após a Advocacia Geral da União – AGU avaliar que sim, A Petrobras atende a requisitos analisados pelo próprio STF para alienar subsidiárias. A visão míope de obter receitas no curto prazo pela venda ilegal da TAG também não se justifica nem financeiramente (o lucro anual oscila em torno de R$4 milhões), tampouco estrategicamente. Enquanto a palavra de ordem na indústria do petróleo é “diversificação”, a Petrobras encolhe-se e afirma o desejo de concentrar-se em exploração e produção.

Ler mais

PRECISA-SE OPOSIÇÃO | Nação sob o Poder de um Sistema e Conclusão

Pedro Pinho conclui a trilogia de artigos onde explora a questão-chave a quem espera um contraponto ao modelo anunciado de governo: Quem é oposição no Brasil hoje? Esta parte final desenvolve a visão de que o Estado brasileiro deixou de ser manipulado por outros Estados Nacionais e foi tomado de assalto. Usando como armas a dívida e a corrupção, agora quem dá as cartas é o sistema financeiro internacional. Prometendo o sol da “liberdade”, a Banca esconde as trevas da escravidão dentro de nossa sociedade de classes. Onde encontrar um farol de Oposição para guia-nos à luz do dia?

Ler mais

PRECISA-SE OPOSIÇÃO | Nação sob Poderes Nacionais Estrangeiros

Pedro Pinho dá sequência à trilogia de artigos que explora a questão-chave aberta com a posse do governo Bolsonaro: Quem é oposição no Brasil hoje? Após a introdução tratando do período colonial, neste artigo o autor apresenta os vínculos do Brasil-Império, passa pela Velha República e alcança a Era Vargas mostrando o movimento pendular brasileiro desde a esfera de influência britânica até a aproximação com o império estadunidense. Novamente, o foco está na compreensão entre o controle (Poder) e o executor deste (Governo), e a apresentação dos tópicos nacionalistas capazes de oferecer um contraponto à dominacão externa: soberania, cidadania, segurança e justiça.

Ler mais

Novos Rumos da Cessão Onerosa

Os novos rumos apresentados para a Cessão Onerosa acendem o alerta. Essa proposição é uma afronta ao art. 4º da própria Lei nº 12.276/2010 e ao próprio Contrato de Cessão Onerosa, que estabelecem inequivocamente que apenas a Petrobras será a cessionária no exercício das atividades de pesquisa e lavra de petróleo, de gás natural e de outros hidrocarbonetos fluidos que trata o Art. 177 da Constituição Federal. Além disso, ainda tramita outro absurdo: um Projeto de Lei que eliminaria a exigência de que a Petrobras, na condição de operadora em consórcios, realize suas contratações através de licitações públicas. Ou seja, uma sucessão de assaltos sendo legalizados nos bastidores enquanto se fica olhando e comentando o que o governo oferece como distração no palco…

Ler mais

Uma Reflexão sobre a Energia como Política Pública

Esse artigo faz parte da série de questões que foram explicitadas pelos Coletes Amarelos na França. O estopim da manifestação foi justamente o aumento de um imposto sobre a energia. A problemática apresentada pelos dois documentários franceses é a mesma encontrada no contexto brasileiro: Especificamente sobre a questão da perda da soberania com a privatização da energia. Assim, esse artigo apresenta uma discussão sobre a importância do setor energético de qualquer país, seja a França ou o Brasil.

Ler mais

Duplo Expresso 20/fev/2019

Para assistir, curtir as páginas e compartilhar, temos no Programa Duplo Expresso desta quarta-feira, 20/02, os seguintes destaques:
– O especialista na área de Minas e Energia, e PhD na área de Engenharia de Petróleo Paulo César Ribeiro Lima, comentando: “As novidades sobre o prometido leilão de quatro áreas da Cessão Onerosa”.
– A arquiteta e PhD em administração de empresas Patrícia Vauquier fala sobre: “Uma reflexão sobre o uso da energia como política pública dentro da estratégia de desenvolvimento nacional”.
– Romulus Maya e Carlos Krebs fazem a análise da conjuntura política.

Ler mais

Duplo Expresso 19/fev/2019

Para assistir, curtir as páginas e compartilhar, temos no Programa Duplo Expresso desta terça-feira, 19/02, os seguintes destaques:
– O PhD em Economia e presidente do Instituto de Nildo Ouriques comenta: “Crise e eleições no Equador”
– A socióloga Thais Moya fala sobre: “Criminalização da LGBTfobia pelo STF: Uma mordida doce em fruto envenenado”
– Romulus Maya e Carlos Krebs fazem a análise da conjuntura política.

Ler mais

PRECISA-SE OPOSIÇÃO | Introdução e a Nação sob o Império Português

Pedro Pinho inicia aqui outra trilogia de artigos, agora explorando a grande questão aberta após a deflagração do governo Bolsonaro: Quem é oposição no Brasil hoje? Assumindo que não tem intenção de oferecer nenhuma resposta fácil ou imediata, o autor posiciona-se sobre os aspectos históricos para indicar-nos quem é/está Governo e quem é/tem o Poder. Entendendo isso, poderemos deixar a armadilha do ideário “prafrentex” e seguir para a implementação de um modelo real de luta social. Quem sabe assim as transformações nacionais e políticas finalmente ocorram, não?

Ler mais

Duplo Expresso 18/fev/2019

Para assistir, curtir as páginas e compartilhar, temos no Programa Duplo Expresso desta segunda-feira, 18/02, os seguintes destaques:
– A ativista política, blogueira e escritora Cibele Laura comentando: “A influência dos think tanks neoliberais elegendo políticos de todas as matizes. Eles seriam tão diferentes assim?”
– Romulus Maya e Carlos Krebs fazem a análise da conjuntura política.

Ler mais

Duplo Expresso 12/fev/2019

Para assistir, curtir as páginas e compartilhar, temos no Programa Duplo Expresso desta terça-feira, 12/02, os seguintes destaques:
– O presidente do Instituto de Estudos Latino-Americanos da UFSC Nildo Ouriques comenta: “El Salvador – Da guerrilha à luta democrática”
– A socióloga Thais Moya fala sobre: “Como será a nova esquerda? – Parte 2: Apontamentos e reflexões sobre a história da esquerda brasileira”
– A ativista política, blogueira e escritora Cibele Laura Oliveira e a coordenadora nacional da Auditoria Cidadã da Dívida Maria Lúcia Fattorelli comentam: “A agenda do Banco Mundial e do FMI. A origem da debitocracia, da perda de direitos e das reformas neoliberais”

– Wellington Calasans e Romulus Maya fazem a análise da conjuntura política.

Ler mais

“Brasil” (?) unido: “esquerda” e direita acertam entrega do filé do Pré-sal

É muito triste ver os governadores do Nordeste, supostamente nacionalistas e de esquerda, cobrarem a aprovação do PLC 78, que permite que a Petrobras venda o que recebeu praticamente de graça da União (o que a Petrobrás pagou é o que ela vai deixar de pagar de participação especial), transferir as melhores áreas do Pré-Sal para estrangeiras, licitar essas áreas com baixíssimo excedente mínimo em óleo da União, acabar com a licitações públicas no Pré-Sal, etc. Tudo em troca de esmolas.

Ler mais

Falso dilema ambiental – Uma luz sobre essa questão central (atualização)

Apresentamos uma atualização com mapas que amplificam o teor do debate aqui apresentado. Está colocado ao final. • • •

Ler mais

Duplo Expresso 11/fev/2019

Para assistir, curtir as páginas e compartilhar, temos no Programa Duplo Expresso desta segunda-feira, 11/02, os seguintes destaques:
– O cientista político Felipe Quintas comenta: “Social-democracia e desenvolvimento nacional: uma sintonia possível”

– Wellington Calasans e Romulus Maya fazem a análise da conjuntura política.

Ler mais

Os novos escravos de ganho: A servidão financeira que assola o país

No Brasil, a escravidão acabou oficialmente em 13 de maio de 1888, com a promulgação da Lei Áurea. Porém, 115 anos depois, em 29 de maio de 2003, com a exclusão de um único parágrafo da Constituição, criaram-se as condições para a volta legalizada da servidão. Os lucros bilionários dos bancos, que batem recordes trimestre atrás de trimestre, ano após ano, são obtidos às custas da desgraça de milhões de brasileiros. Somos nós, tal como os escravos de ganho do passado, que nos vemos obrigados a trabalhar para saciar o apetite incessante e cada vez mais voraz desses senhores desumanos e inflexíveis.

Ler mais

Direita ou Esquerda – Para a banca tanto faz…

São tempos de par ou ímpar, segundo Pedro Pinho. Herege ou religioso. Romano ou bárbaro. Católico ou protestante. Comunista ou capitalista. Por todos os tempos, o Poder sempre procurou simplificar as diversidades de qualquer natureza, em especial as ideológicas ou as que o pudessem enfrentar (ou apenas assumir) suas diferenciações. Uma carga com as polaridades do tipo: nós ou eles.

Ler mais