Alemanha e Síria 

Durante a Guerra Fria, a CIA recrutou alguns dos melhores funcionários nazistas para continuar a luta contra a URSS. Dentre eles, Gerhard von Mende, recrutador de muçulmanos soviéticos contra Moscou [1]. Em 1953, esse veterano funcionário público instalou o chefe da Fraternidade Muçulmana fora do Egito, Saïd Ramadan, em Munique [2].


No mesmo período, a CIA distribuiu secretamente oficiais nazistas por todo o mundo, para combater organizações pró-sovietes.

Ler mais

Metais sexy: peça que faltava no quebra-cabeça coreano

Tudo sugere que o xis da questão no abraço que o governo Trump oferece a Kim Jong-un tenha tudo a ver com um dos maiores depósitos de terras raras (ing. rare earth elements, REEs) do mundo, a apenas 150km ao norte de Pyongyang que vale, parece, vários bilhões de EUA-dólares.



Ler mais

União Europeia pode ser parceira da Rússia? 

Nesse momento, ante o comportamento insano de Trump, que acintosamente afasta praticamente todos os líderes europeus, é a hora perfeita para acrescentar um empurrão russo ao “tranco” dos EUA, e ajudar a trazer a UE para mais perto da Rússia. Ao renomear “liberais” russos (eufemismo para designar os russos aderidos a OMC-Banco Mundial-FMI e assemelhados), Putin dá à Rússia ares capazes de atrair, na medida do possível, a UE.
Pessoalmente, não acredito que a UE, dadas as condições certas, possa vir a ser parceira dos russos. Adiante, tento expor as razões desse meu ceticismo.

Ler mais

Alerta: “Plano B” e STF tramam cassação de Gleisi amanhã

O disparo dos arsenais do Golpe vai sendo feito, sucessivamente, conforme a necessidade:
(1) Não ganharam em 2014?
Destituíram a Presidente eleita.
(2) A campanha judicial-midiática não inviabilizou Lula eleitoralmente, conforme o planejado?
Cassam-se os seus direitos políticos.
E aí chegamos ao novo degrau:
(3) Não conseguiram dobrar Lula e fazê-lo entrar “no esquema” nem com o seu encarceramento?
Certificam-se de que, abatendo todas as demais opções, não terão como não impor – ao próprio – o nome a ser indicado como “o candidato do Lula” (sic).
E é aí que entra a Senadora Gleisi Hoffmann. Por tratar-se de “decisão colegiada”, eventual condenação de Gleisi no STF amanhã cassaria os seus direitos políticos por força da Lei da Ficha Limpa. Numa tacada só (i) derrubam uma rival à “unção” – contratada – do “Plano B”; e (ii) deixam Gleisi à mercê das violências jurídicas perpetradas por Sergio Moro.
Conveniente: dessa maneira, a parcialidade do STF, que livrou Aécio e Serra, não ficaria evidenciada. “O problema é o Moro”, sabe…

Ler mais

Para não dizer que não falei da Copa – Somos todos alienados! Aceita que dói menos

Será mesmo que amamos tanto o futebol? Seria isso apenas um vício? É possível sair da imensa bolha de alienação da Copa? Será que você vai sobreviver se o Brasil for eliminado? Estas perguntas foram feitas a mim mesmo quando lembrei das Copas que assisti, desde a infância. Foi assim que lembrei da propaganda do Batom Garoto.

Ler mais

O que você precisa saber sobre o Irã

Falar do irã hoje significa falar de um país que fez uma revolução há quase 40 anos sem que o povo possa ter dado um tiro sequer. Falar do Irã hoje é falar da resistência anti-imperialista, do arco de alianças amplas formado na prática que envolve outros países como o Iraque, Síria, Líbano, a organização política Hezbolláh, os comunistas, socialistas, patriotas árabes, nasseristas e tantas outras correntes. Que vencem a guerra na atualidade. Pretendo com este pequeno artigo, falar da história mais antiga, mencionando o império de Ciro, passando pela islamização do país a partir de 632 e passar pelo golpe imperialista de 1953.

Ler mais

A palavra-chave no “show” Trump-Kim

Ao longo das negociações pré-encontro, a República Popular Democrática da Coreia (RPDC) sempre destacou uma estratégia de “ação em troca de ação” para chegar à desnuclearização, com Pyongyang recebendo compensações a cada passo do caminho, em vez de só haver compensações depois de a desnuclearização estar completada – processo que pode demorar mais de uma década.



Ler mais

O agronegócio da China – O frango vai devorar a águia (e o pato amarelo)

Faca no pescoço do agronegócio: os chineses estão dispostos a continuar importando proteína animal do Brasil, mas sinalizam, com o aumento de 38% das tarifas de importação sobre produto nacional, disposição política favorável a Lula livre, aliado da China, na disputa eleitoral.
Na prática, portanto, a geopolítica global, hoje colocando em polos opostos China-Russia, de um lado, e Estados Unidos, de outro, passou a influenciar a sucessão presidencial brasileira.

Ler mais

Oriente vs. Ocidente – O “duelo das cúpulas”: Esse fim de semana 
tem algo para os livros de História

É descomunal virada de jogo, porque oficialmente, pelo menos até agora, era só “parceria ampla”. É a primeira vez que Xi destaca, oficialmente, o aspecto “estratégico”. Outra vez, em palavras dele: “É o relacionamento de mais alto nível, mas profundo e estrategicamente mais significativo que se vê hoje entre grandes países do mundo.”


E, como se o alcance ainda não fosse suficientemente amplo e profundo, a coisa é também pessoal. Xi, falando de Putin e dando talvez bom uso à bonomia que Trump dispensa aos líderes com os quais simpatiza, disse “É meu melhor amigo, meu amigo mais próximo.”



Ler mais

Putin bem que avisou (há dez anos)

Não se pode culpar o presidente russo Vladimir Putin, por saborear um momento ‘eu-avisei’. Putin realmente avisou líderes europeus de que a briga geral em que estão eles todos metidos de um lado, contra os EUA, de outro lado, é o que sempre acontece quando alguém se curva com demasiado servilismo às ambições hegemonistas dos EUA.
Semana passada, durante sua maratona de Perguntas e Respostas por televisão, com cidadãos russos, Putin fez referência às tarifas comerciais sem precedentes que o presidente Trump está aplicando aos estados europeus.



Ler mais

Nicolás Maduro convoca o IV Congresso do Partido Socialista Unido da Venezuela (PSUV)

Após a vitória eleitoral do último dia 20 de maio o chavismo garantiu-se a frente da presidência do governo venezuelano por mais seis anos, se consolidando como a primeira força política do país. Além da presidência da república, o Partido Socialista Unido da Venezuela (PSUV) tem também a maioria dos governos estaduais, prefeituras e representantes na Assembleia Nacional Constituinte.

Ler mais

Gato escondido com o rabo de fora
 – Sobre a Reunião Bilderberg 2018, Turim 

A 66ª Reunião de Bilderberg acontece entre os dias 7-10/6/2018 em Turim, Itália. Até o momento, 131 participantes, de 23 países, já confirmaram presença. Como sempre, um grupo diversificado (sic) de líderes políticos e especialistas da indústria, finança, academia e mídia foram convidados.

Ler mais

Por que Índia ignora sanções dos EUA e une-se ao Irã

Prestem toda a atenção ao que a ministra de Relações Exteriores da Índia Sushma Swaraj, disse depois de se reunir com o ministro de Relações Exteriores do Irã Javad Zarif, no início dessa semana, em Nova Delhi:

”Nossa política exterior não é feita sob pressão de outros países (…) Reconhecemos as sanções da ONU e não reconhecemos sanções específicas por países. Tampouco observamos sanções norte-americanas em outras ocasiões.”

Ler mais

Duplo Expresso 7/jun/2018

Destaques:
– O Embaixador Samuel Pinheiro Guimarães comenta a atualidade política do Brasil e do mundo.
– O sociólogo, escritor e analista internacional Lejeune Mirhan comenta: “O papel da Turquia na geopolítica mundial”
– A jornalista Niobe Cunha fala sobre: “O Brasil da Bossa Nova ao Heavy Metal furioso”
– O professor e ex-diretor da Petrobras Ildo Sauer e o advogado Samuel Gomes falam sobre a 4ª Rodada de leilão do Pré-sal.
– Wellington Calasans e Romulus Maya fazem a análise da conjuntura política.

Ler mais

Por que a Rússia não revida quando atacada?

A enlouquecedora paciência dos russos… Em flagrante violação de acordos dos quais a Rússia e países da OTAN são signatários, a OTAN expandiu-se diretamente até a fronteira da Rússia, e recentemente converteu os pequenos estados do Báltico – Estônia, Letônia e Lituânia – numa espécie de cercadinho para bebês militares, onde se pôs a fazer manobras militares ao lado das fronteiras russas, estacionando lá milhares de soldados e pondo-se a treiná-los para… atacar a Rússia.
A Rússia protestou, mas continuou a comercializar com todos os países envolvidos. Em especial, continuou a fornecer energia elétrica aos países do Báltico e a usar os portos de lá como via de saída de seus produtos.

Ler mais

Geopolítica de petróleo e gás:
 Aproxima-se uma tempestade de petróleo. 
Rússia, sauditas e Irã têm todas as cartas

Rússia e Arábia Saudita estão em debate profundo sobre aumentar a produção de petróleo OPEP e não OPEP em 1 milhão de barris/dia para compensar a queda drástica na produção na Venezuela além de possíveis reduções depois que as novas sanções dos EUA contra o Irã entrarem em vigência em novembro.



Ler mais

Duplo Expresso apresenta “o carro do futuro”

Entre os projetos visitados, o destaque vai para “o carro do futuro”, que utiliza energia elétrica e não tem motorista. Uma inovação tecnológica que foi tema do comentário do nosso colunista Gustavo Galvão há pouco mais de um mês, no programa matinal que deu nome a esta página.

Ler mais

Diário do Irã:
 Preparando-se para guerra econômica total

No instante em que se põe o pé nas ruas de Mashhad, se é envolto pelo ar perfumado de açafrão, uma brisa leve que vem da montanha: ali se está no coração da Antiga Rota da Seda e da Nova Iniciativa Cinturão e Estrada (ICE).


Para leste, a fronteira afegã esta apenas a três horas de distância por uma excelente estrada. Para norte, a fronteira do Turcomenistão está a menos de quatro horas. A noroeste, o Mar Cáspio. Ao sul o Oceano Índico e o porto de Chabahar, entrada para a versão indiana das Rotas da Seda. A ferrovia Teerã-Mashhad está sendo construída pelos chineses.



Ler mais

Brasil na guerra híbrida: entrevista com o cientista político Manoel J. Souza Neto

Wellington Calasans e Romulus Maya entrevistaram o cientista político e escritor Manoel J. de Souza Neto, pesquisador dedicado a assunto que tem sido muito citado ultimamente: guerra híbrida. Na entrevista, Manoel diz como identificou o início dos “ataques” que culminaram no caos institucional que estamos vivendo neste momento.

Ler mais

Qual o verdadeiro interesse dos EUA com a “desnuclearização” da Coreia do Norte?

Há aqui uma verdade que não pode ser escamoteada: os EUA querem ter o monopólio das armas nucleares e com isso poder dominar o mundo usando meios de persuasão com os seus aliados, nomeadamente UE, Israel e Arábia Saudita. Esses meios de persuasão têm a ver com embargos econômicos, tornando insustentável as economias dos “países alvo” de forma a pararem o desenvolvimento do programa nuclear.

Ler mais

Tropas nas ruas para impedir a demissão de Moro e Parente, meros sabujos dos EUA

Para o regozijo de Moro, Parente e Globo, as petroleiras estadunidenses começaram a exportar diesel e gasolina em volumes inéditos. Enquanto Parente destruía as refinarias da PETROBRAS, os EUA mais que dobraram a exportação de derivados para o Brasil. Como no Brasil Colônia, exportamos matéria-prima (petróleo) e importamos produtos acabados (derivados).

Ler mais

Venezuela: polarizar ou ser “isentão”?

Perguntam “como podem pessoas comprometidas com o Estado de direito e a libertação do Lula no Brasil comemoram a eleição na Venezuela”. Talvez porque em ambos os casos tais pessoas lutem contra o imperialismo e o ataque às respectivas soberanias, não necessariamente aprovando toda e qualquer medida tomada. Nem por Maduro, nem por… Lula! É possível apoiar criticamente, diante de um mal maior (como, aliás, ocorre numa votação de segundo turno, a não ser que se anule o voto!). Ainda mais quando a oposição venezuelana é o que é: golpista. Eles respeitam Estado de direito? Aliás, os EUA respeitam o direito internacional?

Ler mais

Cardozo – O Rasputin dos Trópicos é o “Laranja Podre do PT” que trabalha contra o Brasil (Parte I)

Atualizado 21/mai/2018 – 8:30
As piores leis penais brasileiras têm o DNA de José Eduardo Cardozo. Atualmente, a invasão da política pela justiça tem sido motivo das, cada vez mais frequentes, manifestações de lamento e indignação por parte de muitos juristas e políticos comprometidos com a preservação da democracia. O relator da Lei da Ficha Limpa, embrião da atual ditadura da toga, foi José Eduardo Cardozo. Convencido de que seria blindado pela grande imprensa, Cardozo foi também o mentor intelectual da Lei das Organizações Criminosas, que dá suporte aos desmandos da Lava Jato.

Ler mais

Venezuela humilha: observadores internacionais explicam eleição à prova de fraude

O Duplo Expresso traz, direto de Caracas, o depoimento de dois ilustres representantes do corpo de observadores internacionais das eleições que se realizaram neste domingo na Venezuela: o Embaixador Samuel Pinheiro Guimarães e o jurista Luiz Moreira. Num espírito cosmopolita, ambos levam para além das nossas fronteiras o combate que vêm travando contra a onda golpista no Hemisfério. Desnecessário dizer que nossa honra em ter a ambos como comentaristas do Duplo Expresso, se possível fosse, ficaria ainda maior.
O relato sobre os aspectos técnicos envolvidos – à prova de fraude – são de matar brasileiros de inveja.

Ler mais

Entenda como funciona o Sistema de Garantias Eleitorais da Venezuela

A cobertura que os grandes meios de comunicação fazem sobre as eleições na Venezuela apresenta uma visão segundo a qual se busca construir no imaginário coletivo das pessoas a ideia de que nunca se oferecem garantias nos processos eleitorais realizados no país. Não por acaso, dissemina-se de forma rápida e massiva na imprensa internacional uma narrativa bastante semelhante às ideias centrais contidas nos pronunciamentos de Mike Pence, vice-presidente dos EUA, no sentido de se criar um clima de desconfiança com relação ao processo eleitoral venezuelano.

Ler mais

“Depois da movimentação de Trump, cada um faz seu próprio jogo”

Ao cumprir, na terça-feira passada, sua promessa eleitoral de retirar os Estados Unidos do acordo nuclear com o Irã assinado em 2015, o Presidente Donald Trump apostou que, durante o período até a conclusão de um novo pacto, as relações de força no Oriente Médio se manteriam equilibradas, mas não imaginou que o vácuo deixado por Washington seria imediatamente preenchido por outros atores do drama regional.

Ler mais

Argentina com o pires na mão

O que impressionou na análise do comentarista do Duplo Expresso foi a possibilidade de ouvirmos com riqueza de detalhes os elementos da grave crise na qual o Presidente Macri, em menos de um mandato de quatro anos, mergulhou o país. Pior, foi possível entender, para o nosso lamento, que o Brasil segue invariavelmente destino semelhante. Um cenário de rendição ao FMI e de redução do país à condição de mero exportador de commodities.

Ler mais

A falsa necessidade de Privatização da ELETROBRAS

Em suma, criou-se no Brasil a falsa necessidade de privatização da Eletrobrás e suas subsidiárias para, aparentemente, fazer com que um patrimônio, com valor da ordem de R$ 300 bilhões, gere lucros privados. Nesse processo, o Estado receberia irrisórios R$ 12,2 bilhões e os consumidores brasileiros seriam os geradores dos lucros privados, a partir do aumento da tarifa de energia elétrica.

Ler mais

Putin, empossado, prepara-se para a Guerra Fria 2.0

Espera-se que imediatamente depois da posse, na 2ª-feira, o presidente Vladimir Putin anuncie um novo governo. E há uma bomba a caminho. O novo gabinete está concebido como uma Stavka: quer dizer, como gabinete de guerra.
No contexto da interminável saga do Russiagate, sanções cada vez mais duras impostas pelos EUA, a encenação conhecida como ‘caso Skripal’ (a qual, por falar dela, sumiu completamente do ciclo de notícias em todo o ocidente), e a grave escalada na Síria – que contrasta com o esforço que fazem Rússia-Irã-Turquia num processo de paz em Astana – eis a opção, pode-se dizer inevitável, preferida pelo Kremlin.

Ler mais