Quem orienta o “terrorismo” de Ana Amélia

Maldosa! Venenosa! A senadora fascista Ana Amélia (PP-RS) parece que estava de tocaia aguardando o momento certo para destilar seu veneno contra os Árabes. Podia ser qualquer coisa dita por qualquer figura da esquerda mencionando a palavra-chave “Árabes” para dar início a algo já vinha sendo preparado e planejado antecipadamente. “Que essa exortação não tenha sido para convocar o Exército Islâmico a vir ao Brasil proteger o PT! ” – Disse Ana Amélia Lemos.

Ler mais

Duplo Expresso 17/abr/2018

Destaques:
– O professor universitário e comentarista de política internacional na imprensa angolana, Paulo Gamba comenta: “A Síria no debate geopolítico”.
– O doutor em Economia Gustavo Galvão fala sobre: “Por que o petróleo ainda é importante para as economias”.
– Wellington Calasans e Romulus Maya fazem a análise da conjuntura política.

Ler mais

João Vicente Goulart comenta tensão na Síria – Imperialistas ferem soberania popular dos sírios

O comentarista de política às segundas-feiras do Duplo Expresso, João Vicente Goulart, comenta a tensão na Síria e a vergonhosa ação imperialista, liderada pelos EUA.
Goulart faz um paralelo entre o que acontece agora na Síria e aquilo que vimos no Iraque em 2003.

Ler mais

Ficção: ufólogos, ateus e crédulos, uma pausa para a reflexão desapegada

Se considerarmos, de acordo com as previsões de Xavier, que os países do hemisfério Sul do planeta seriam ocupados pelas grandes potências, com o aval das Nações Unidas, podemos entender que a invasão da América Latina e parte da África, liderada pelos EUA, China e os mais ricos países europeus (Noruega e Alemanha, por exemplo) apontam para o cenário do Apocalipse. Há uma tensão na Síria neste momento que pode ser a construção de uma tragédia que culmina com o uso de armas nucleares entre os envolvidos. Além da imprevisibilidade política na Coreia do Norte.

Ler mais

“Lula precisa morrer” – e só o salvando sobreviveremos

Gostemos ou não disso, Lula é o líder – incontornável – da resistência anti-imperialista nesta geração. É, portanto, preciso que também ele lute contra a auto-doutrinação e aceite a verdade: o único Davi esculpido em mármore de Carrara pelo mestre Michelangelo é aquele 1 em 100 que…venceu. Afinal, a História é escrita – mal ou bem, pouco importa – pelos vencedores.

Ler mais

“Divide et impera” – Divide e conquista

Não se sabe ao certo se ele usou a expressão, mas sabe-se que ele a colocou em prática, explorando a divisão entre as cidades-estados gregas até levá-las à derrota. De lá prá cá, muitos outros governantes utilizaram e praticaram a estratégia do “Divide e conquista”.

Ler mais

O “gênero frágil” que fez o capitalista conhecer o terror

As primeiras notícias das mulheres soldadas em Daomé datam de cerca de 1830. Daomé lutava em muitas guerras, o que levou ao declínio da população masculina. Isso é outro fator que pode explicar o uso de mulheres como militares. A última vez que elas entraram num campo de batalha foi em 1894, quando a França venceu a 2º Guerra Franco-Daomeana e subjugou o reino africano. “O colonialismo fez com que as mulheres africanas se encolhessem, perdessem a força, passassem a se casar para ser sustentadas pelos maridos”.

Ler mais

Churchill, a luta contra o inimigo maior e uma cláusula pétrea

Em meio à Segunda Guerra Mundial, Winston Churchill, então Primeiro Ministro do Reino Unido, não hesitou um instante em apoiar Stalin e a União Soviética, quando a Rússia foi invadida pela Alemanha, durante a Operação Barbarossa.

Churchill, é bom lembrar, tinha verdadeira ojeriza ao comunismo. Algo reiterado no discurso transmitido pela BBC, em 22 de junho de 1941, no qual informava à população britânica da invasão alemã e explicava os motivos que o levaram a apoiar a Rússia:
“Não há ninguém que tenha sido um oponente mais constante do comunismo do que tenho sido nos últimos vinte e cinco anos. Não negarei uma palavra sequer do que disse a respeito disso. Mas tudo isso vira pó ante o espetáculo que agora se descortina.”[1]

Ler mais

Um Golpe bem britânico – e outro bem brasileiro

“A Very British Coup” (Um Golpe Bem Britânico) de Chris Mullin, um ex-político inglês do Partido Trabalhista, foi originalmente publicado em 1982. Mais tarde, o livro foi transformado numa minissérie homônima, inicialmente transmitida pelo canal inglês Channel 4, em 1988. Além de ter sido exibida em mais de 30 países, a minissérie foi premiadíssima, conquistando alguns prêmios BAFTA e um Emmy.

Ler mais

Infiltração, “Plano B”, Macron e Haddad – Pepe Escobar no Duplo Expresso

Trecho da entrevista com o jornalista Pepe Escobar no Duplo Expresso desta manhã.
Romulus Maya: “eles chegaram muito perto. Era só inviabilizar Lula e acenar – falsamente! – com a sua liberdade em troca de usar o ‘dedazo’ para indicar o dauphin, o ‘príncipe herdeiro’. E aí, para além de o Golpe seguir, Haddad destruiria o PT por dentro, divorciando-o de forma definitiva das suas bases. Para muito além de 2018!”

Ler mais