Preparando o Estado para a Soberania: Heróis e Ideologia nacional

Além dos pouco lembrados heróis da Independência e de lutas populares, temos os heróis do positivismo e do Varguismo. Vargas em primeiro lugar. Que herói norte-americano chegou aos pés do heroísmo de Vargas, que se matou quando tudo já estava perdido para poder dar a volta por cima e vencer, já morto, contra um aparentemente invencível ataque múltiplo oligárquico-estrangeiro sem que nenhum de seus liderados precisasse se sacrificar por ele? Que país pode se orgulhar de um herói de tamanha generosidade?
O verdadeiro arquétipo do herói moderno é latino, porque luta contra inimigos muito mais poderosos a favor dos mais fracos e se entrega mesmo de forma espontânea com toda sua alma, paixão e generosidade sem perder nada de sua humanidade tão humanamente falível… Mas admirável!
Leia, compartilhe, debata!

Ler mais

Vivemos sob uma Democracia ou uma Ordem Autoritária em Construção?

A característica central de ordem ditatorial é a manutenção da população à margem da gestão política da sociedade, mesmo relativa, obedecendo às necessidades e exigências das classes proprietárias nacionais ou mundiais. As formas institucionais para impor a separação da população da participação no jogo político e reprimir sua organização são diversas e variam segundo a época e o momento. Durante o século 19 e começos do século 20, governos oligárquicos ou capitalistas foram mantidos, sem a necessidade da intervenção militar, através sobretudo do voto censitário, no qual apenas os ricos votavam nos ainda mais ricos. Foi o caso das grandes nações européias, antes da imposição do voto universal e o direito de organização pelos trabalhadores, e mesmo do Brasil, no Segundo Império e na República Velha.
Uma ditadura institucional que já é discutida nos seus detalhes e será consolidada através de reformas tributária, política, orçamentaria, judicial e por aí vai, que deixarão o mundo do trabalho e o país nas mãos do grande capital globalizado e do imperialismo, através de seus operadores locais – a grande mídia; a Justiça, a Polícia, o Congresso, as Forças Armadas, todos já sob controle do imperialismo e corrompidos até a medula dos ossos. Realidade consolidada pelo destruição de qualquer espaço de legalidade real e pela naturalização da lei do cão do grande capital na gestão da sociedade.
Leia, compartilhe, denuncie. A democracia brasileira depende de nós.

Ler mais

Preparando o Estado para Soberania – Positivismo: Crítica ao Liberalismo Oligárquico da I República

O positivismo, tal como estabelecido por Augusto Comte, preconizava a necessidade de uma reorganização da sociedade em bases científicas, industriais, altruístas e progressistas, ou seja, positivas, partindo do material intelectual e institucional acumulado nas experiências históricas. O estudo dos fenômenos sociais, considerando a relatividade e as “leis naturais invariáveis” inerentes a eles, devia servir de base para uma ação sobre a realidade, dirigida por um governo forte e centralizado, de modo a impulsionar um conjunto de transformações que favorecessem o aperfeiçoamento coletivo e, portanto, moral, das sociedades e dos seus membros. A etapa definitiva de evolução da humanidade em que isso se daria, a positiva, sucederia a metafísica, que por sua vez havia sucedido a teológica.
Não é difícil verificar a incompatibilidade da doutrina positivista, largamente difundida no Brasil entre o final do século XIX e início do XX, com a organização social e institucional existente durante a Primeira República.

Republicanos e abolicionistas inveterados, os positivistas brasileiros não tiveram força política para converter a maior parte de seus ideais em realidade quando da Proclamação da República, ainda que muitos deles fossem presentes em instituições politicamente decisivas como o Exército e tivessem apoiado e mesmo participado da instauração republicana.
Leia, comente, compartilhe.

Ler mais

Uma Breve História da Banca – O Início

Se a banca foi criada pela nobreza inglesa, com apoio dos ricos judeus no ocidente europeu, sua trajetória ocorre com mudança de atores e ações, sem descuidar do empoderamento das finanças. Mas há fios condutores nesta história: a cupidez, a ganância sem limite, o desrespeito, o menoscabo pela pessoa, pela humanidade e a pasteurização, a homogeneização da vida. A banca internacional, com suas instituições bancárias, influência política histórica e sua atuação no presente deve ser observada a luz de sua história. Não deixe de ler, comentar, compartilhar.

Ler mais

Preparando o Estado para soberania – uma perspectiva histórica

O desmonte que os aparatos estatais nacional-desenvolvimentistas e sociais sofrem hoje reflete o projeto político de desnacionalização dos centros decisórios do país e de aviltamento das condições de vida da população, em favor da financeirização subordinada aos eixos mundiais de acumulação.
Resgatar o Estado das oligarquias colonizadas e colocá-lo a serviço da Nação brasileira, em favor da sociedade como um todo, foi a tarefa que a Revolução de 1930 e a Era Vargas empreenderam e que cumpre retomar para que o Brasil possa realizar a sua vocação de se tornar a Roma Tropical.

Ler mais

Suicídio de Vargas: 65 anos. Foi-se ele. Inimigos estão aqui! – Live especial 24/ago/2019

Destaques:
Romulus Maya recebe o jornalista Beto Almeida, que comenta o aniversário, hoje (24 de agosto), do suicídio de Getúlio Vargas: 65 anos. Com depoimento de José Augusto Ribeiro, autor da biografia definitiva do maior estadista que o Brasil já teve.
Sim, História… mas mais atual do que nunca no Brasil de 2019.
Naquele dia 24 de agosto de 1954 foi-se Getúlio. Seus inimigos, contudo, então repelidos por uma década com aquele gesto dramático, ficaram.
Pior: estão, hoje, no poder!

Ler mais

Exclusivo: militares usarão #VazaJato, Greenwald e “russos” para dar golpe?

Os militares usarão #VazaJato, Glenn Greenwald e os “russos” para dar o golpe no Brasil?
Com apoio dos EUA?
É por isso que estão usando Greenwald para queimar Sergio Moro?
Que papel os partidos de esquerda – e os veículos ligados aos mesmos – desempenham nessa farsa?
O de “idiotas úteis”?
Ou algo mais sinistro?
Aliás, para além do principal, o timing sincrônico dos ubíquos “agentes russos”, qual seria o evento detonador do “reboot”? Algo com a Venezuela? Uma nova “fake-ada”? Em Moro desta feita, talvez? Ou, um ataque em larga escala à infra-estrutura brasileira (e.g., derrubar Itaipu)? “Casualmente”, por exemplo, amanhã, no dia da “greve geral” – convocada pela esquerda? “Provando”, “em definitivo”, que a esquerda brasileira é, “sim”, a “cabeça de ponte” da “invasão russa ao Brasil”? Justificando o seu expurgo? Ou o catalisador seria um HC concedido a Lula pelo “corrupto” STF, causando “grave comoção social” de “cidadãos de bem” – devidamente plantados – Brasil afora? Enfim, os milicos têm um leque de opções à sua disposição.
Americanos, chineses e russos: para o bem e para o mal, o Brasil, sem sair do lugar, foi para o centro do mundo desde o último domingo. Briga de cachorro grande. Infelizmente, com prognóstico nada positivo.

Ler mais

Para entender o rolo – viral – do dia: Telegram/ Moro/ Intercept (& Duplo Expresso)

Diante dessa armação latente, ainda antes de Globo e Sergio Moro saírem a campo nesta manhã, o Duplo Expresso mostrou o que os demais jornalistas brasileiros deveriam estar fazendo: apuração. Em vez de ficarmos girando nossos pescoços para (apenas) acompanhar – e repercutir (passivamente) – a “bola de tênis” ser passada de um lado para o outro da quadra, ora da raquete de Glenn Greenwald, ora da de Sergio Moro, num grande espetáculo, fomos diretamente ao Telegram.
O resultado?
O furo que hoje viralizou no Brasil.

Ler mais

Aprender com exemplos de outros países é um caminho seguro

Quando falo que o Brasil caminha para um processo de “Congolização”, não falo isso com o orgulho de quem vai ter o direito de levantar a plaquinha: “eu já sabia”. Tento gritar para que todos percebam que o momento vivido hoje no Brasil – de certo modo – já aconteceu em outros lugares.

Ler mais

Duplo Expresso 31/mai/2019

Para assistir, curtir as páginas e compartilhar, temos no Programa Duplo Expresso desta sexta-feira, 31/05, os seguintes destaques:
– O artista visual e ativista político Sama fala sobre: “Crises Infinitas”
– O historiador Mário Maestri comenta: “Fascismo e Bolsonaro”
– O servidor público federal e ativista político Cláudio Pacheco questiona: “‘Política e religião não se discutem’ Será mesmo?”
– O antropólogo João de Athayde comenta: “Discutindo a mídia OTAN (na definição de Roberto Lucena)”
– Romulus Maya e Carlos Krebs fazem a análise da conjuntura política.

Ler mais

As manifestações pró-Bolsonaro foram do tamanho da nossa “resistência”

É preciso encarar a dura realidade de que as manifestações pró-Bolsonaro foram do tamanho da nossa “resistência”. Somos tão pequenos quanto o apoio dado ao energúmeno na presidência. Somos um meme da nossa própria limitação.

Ler mais

Guiné-Bissau: povo avisa que vai nomear governo eleito em quatro dias

A situação pode ganhar contornos inimagináveis na Guiné-Bissau e a responsabilidade, ou falta dela, será inteiramente do atual presidente e, em grande parte, da omissão da CEDEAO – Comunidade Económica dos Estados da África Ocidental, totalmente omissa diante da crise.

Ler mais

A ocupação militar e o entreguismo fardado

Com a experiência de quem nasceu e conviveu com e na guerra e tem conhecimento profundo sobre questões militares, o nosso comentarista de política internacional, Professor Paulo Gamba, levanta mais um importante debate aqui no Duplo Expresso. Desta vez com o também angolano, Professor Hélder Cafala, especialista em Defesa Nacional e Segurança.

Ler mais

Índia, história, tradições e eleições parlamentares de abril de 2019 – Parte Final

Neste comentário eu exponho a história da Índia, as suas principais religiões, a presença inglesa no país, sua independência e chego aos dias atuais com as eleições. Eu menciono os seis principais partidos – e sabemos que existem centenas por lá – e registro que a oposição, do Partido do Congresso, da família Gandhi, tenta voltar ao poder e destronar Narendra Modi, do Partido Janata (do Povo da Índia), de linha conservadora e que recentemente filiou-se à União Internacional Democrata, de linha conservadora.

Ler mais

O equivocado editorial da Folha de São Paulo intitulado “Gás para Crescer”

O editorial do Jornal Folha de São Paulo de 3 de maio de 2019, intitulado “Gás para crescer”, destaca que “É meritório romper o monopólio da Petrobras”. Essa manchete conduz à equivocada interpretação de que a estatal é a grande responsável pelos graves problemas do setor de gás natural no Brasil. Este texto tem como objetivo prestar os devidos esclarecimentos técnicos sobre o assunto.

Ler mais

💣 Geopolítica da droga, os EUA e os golpes na América Latina

Quando dissemos tempos atrás que o Brasil caminhava para se transformar no NARCO-EVANGELISTÃO, faltou dizer que era um plano para toda a região. Todos sob a égide da DEA americana (Drug Enforcement “Administration”): a agência, na realidade, REGULADORA do tráfico de drogas internacional.

Ler mais

O filme de terror nas ruas das cidades

Pessoas em situação de rua são um atestado da nossa culpa. São uma faca que roda na nossa carne para lembrarmos que somos omissos. São os frutos do nosso descaso e da nossa transferência de responsabilidades para terceiros.

Ler mais

Video #5 – Wellington Calasans conversa com o comentarista político chileno Victor Musa

O recente episódio, tentativa de golpe, com direito a bando de traidores fardados foi levado a sério por alguns. Seria realmente cômico se tudo isso não fosse uma tragédia construída a cada passo ridículo como este. A Venezuela tem petróleo e ouro demais para que os piratas do planeta permitam que aquele país exista como uma democracia.

Ler mais

Liberdade e soberania na visão de dois angolanos

O professor universitário de Direito Internacional e Comentarista do Duplo Expresso, Paulo Gamba, entrevista o pesquisador em Políticas Internacionais e escritor Orlando Victor Muhongo, autor – entre outras obras – do livro “O IMPACTO DAS TELENOVELAS BRASILEIRAS NOS LUANDENSES”.

Ler mais

Aprenda tudo sobre “macrocriminalidade”. Palestrantes com experiência prática

Sabemos todos que palestras e seminários têm sido usados para a lavagem de dinheiro. Eu gostaria muito que apenas pela via da ironia fosse possível fazer o povo brasileiro despertar sobre os riscos que essas figuras nefastas causam ao nosso país e ao povo brasileiro. A Lava Jato e alguns tentáculos do Ministério Público e da Polícia Federal formam hoje o maior esquema de corrupção do mundo.

Ler mais

Duplo Expresso 30/abr/2019

O Programa Duplo Expresso desta terça-feira, 30/04, conta com os seguintes destaques:
– O PhD em Economia e Presidente do Centro de Estudos Latino Americanos Nildo Ouriques apresenta: “Costa Rica: paraíso centroamericano?”
– A doutora em Sociologia Thais Moya fala sobre: “Os ’não ditos’ de Lula”
– O doutor em Antropologia Piero Lairner comenta “os últimos disparos na guerra híbrida”
Romulus Maya e Carlos Krebs fazem a análise da conjuntura política.

Ler mais

A entrevista (e a verdade): Lula entrega-se pela segunda vez. E o Brasil?

– Diante da ausência geral de colhões, vamos lá nós do Duplo Expresso ficarmos “mal na foto”. De novo. Verdades inconvenientes. Ainda que impopulares.
– Sim, este texto é uma porrada. Não só para ler mas também para escrever, acreditem. Serve apenas para quem ousa enfrentar, na medida do possível, os seus vieses cognitivos. Realidade obriga. E o tempo urge.
– A pergunta – e a resposta – mais relevantes de toda a entrevista, garanto, é aquela em que Lula, feito refém, diz temer pelos seus filhos.
Pano rápido.

Ler mais

Extra! – Haddad ganha as eleições! (na Espanha…)

Ao chegar à liderança de um PSOE humilhado nas urnas, Pedro Sánchez falava que “não é político mas sim professor universitário” (!). Chega à liderança do Partido Socialista Obreiro Espanhol na onda de demonização da política, surfando-a. E também depois, é claro, da queima geral da cúpula do partido, que traiu as suas bases e afundou o país na austeridade no governo Zapatero (poodle da Troika).
Conclusão: nessa “rave” comemorativa de hoje da esquerda (festiva) brasileira – que está, no geral, matando cachorro a grito -, fica patente mais uma vez a ignorância sobre temas internacionais.

Ler mais

Bolsonaro e Guedes enganam caminhoneiros e tentam o desmonte sem freio com todos os brasileiros na boleia

Os caminhoneiros que tanto reclamaram (com razão) da postura pelega de sindicatos e centrais sindicais, agora são enganados pelos “representantes” (seja lá o que isso possa ser) que vendem como “excelente negociação” uma armadilha para enganar trouxa: tabela do frete vinculada ao preço do óleo diesel.

Ler mais

Debate: Desconstruir Bolsonaro é politizar o cidadão enganado

Dentro da minha proposta de promover o debate, fiz as devidas provocações numa entrevista que considero útil para este propósito, respeitando o contraditório, para que possamos ampliar este debate tão necessário sobre a política do nosso país. A filósofa Marcia Cavalcante fala neste vídeo sobre o dicionário “Desbolsonário de bolso”. São 50 páginas que tentam desconstruir os verbetes recentes que ocupam o tempo das pessoas com insanidades que ganharam força inicialmente nas redes sociais, mas depois ocuparam todos os espaços de debate.

Ler mais

Nacionalismo é o caminho da unidade nacional e reconstrução pós-guerra híbrida

O elo para acabar com a estratégia do entretenimento da “direita” e da “esquerda”, aquela bobagem da “civilização contra a barbárie”, é o nacionalismo. O eleitor arrependido de Bolsonaro ou o militante de esquerda que está cansado das micaretas e cirandas precisam dialogar sem intermediários. Precisamos construir um autêntico movimento nacionalista (sem xenofobia), capaz de colocar o Brasil dos (e para os) Brasileiros acima de todos os outros interesses. Temos um país rico e estamos a testemunhar uma rendição que inclui as Forças Armadas na condição vergonhosa de “porteiro de puteiro”. Precisamos resgatar o Brasil e construir uma sociedade consciente das suas responsabilidades em relação ao próprio futuro e ao futuro do nosso país.

Ler mais

A mentira e a escravidão, os males do Brasil são

A enorme dificuldade em defender o consórcio dos interesses, reunidos para conquistar o Governo do Brasil, e a absoluta ausência de planos, projetos, programas que possibilitem solucionar os verdadeiros problemas nacionais, obrigam esta diversificada aglomeração, o “Governo Bolsonaro”, a se apegar nos discursos eleitoreiros e a construir fantasmas, perseguir inimigos que nem existem. Vamos tratar de  verdadeiros e grandes problemas nacionais.

Ler mais

A Atualidade do Pensamento de Ibn Khaldun

Lejeune Mirhan faz uma síntese histórica do polímata Ibn Khaldun. Os elementos publicados neste texto reúnem dados, informações e opiniões de vários autores, enciclopédias e dicionários especializados, sobre a vida, a obra e o pensamento do eminente cientista árabe. Com séculos de antecedência, ele foi precursor de várias disciplinas científicas sociais, como a Demografia, a História Cultural, a Historiografia, a Filosofia da História, e a Sociologia. Também é considerado um dos precursores da moderna economia, antecipando conceitos utilizados por Karl Marx e Adam Smith.

Ler mais

Duplo Expresso 04/abr/2019

Para assistir, curtir as páginas e compartilhar, temos no Programa Duplo Expresso desta quinta-feira, 04/04, os seguintes destaques:
– O sociólogo e analista internacional Lejeune Mirhan debate: “A desastrosa visita de Bolsonaro à Palestina”
– O politólogo e analista internacional Eduardo Jorge Vior fala sobre “A viagem de Bolsonaro a Israel”
– O Embaixador Samuel Pinheiro Guimarães comenta “a atualidade política do Brasil e do mundo”
Romulus Maya e Carlos Krebs fazem a análise da conjuntura política.

Ler mais

Exclusivo! Primeiro-ministro da Guiné-Bissau no Duplo Expresso

Domingos Simões Pereira que já foi secretário-executivo da CPLP – Comunidade dos Países de Língua Portuguesa e Primeiro-ministro da Guiné-Bissau (2014), destituído por um golpe (13 meses depois), é o atual presidente do PAIGC – Partido Africano da Independência da Guiné e Cabo Verde, vencedor das eleições legislativas realizadas no dia 10 de março deste ano. Volta ao poder pela via democrática.

Ler mais