“Kompromat”: sexo, crime, dinheiro, chantagem – o explosivo submundo da disputa pelo PT

O termo “Kompromat” refere-se ao jargão da inteligência russa, de uso já universalizado, para denotar operações de coleta de informações comprometedoras sobre determinado indivíduo para utilização em chantagem e manipulação, tipicamente com finalidades políticas. E não seria muito diferente no relato abaixo. A diferença é que sai de cena a fria Rússia dos romances de espionagem e entra, no seu lugar, a grande São Paulo. E o calor da disputa pela Presidência do PT, maior partido de oposição no Brasil, a ser decidida em apenas quatro semanas, no congresso nacional do partido.
O relato do “kompromaPT”, e o acerto subsequente, foi apurado e checado com (i) fontes no Sindicato dos Metalúrgicos do ABC, onde o caso é de amplo conhecimento; (ii) dirigente da CNB, a tendência de Lula, onde também é bastante conhecido; e (iii) fontes na Segurança Pública do Estado de São Paulo.

Ler mais

A estrutura da ditadura digital brasileira: “Patriot Act” Tabajara (ou “Novo AI-5”)

Nós, do Duplo Expresso, este novo movimento, nacional, popular e digital, chamamos as organizações e militantes que gritam contra o “fascismo”, genérico, que se juntem a nós no combate a esses projetos de lei: o fascismo na prática. Pois, se demorarmos demais, estaremos condenados a ficar gritando “No Pasarán”, enquanto que efetivamente eles já terão passado por cima de nossas cabeças e vidas.

Ler mais

(Des)caminhos da crítica autonomista ao marxismo

Neste artigo, a autora analisa a corrente autonomista, que existiu no Brasil, ao longo da década de 1980, e tinha o objetivo de revisar o marxismo, especialmente na revista Desvios. Esta revisão crítica se deu a propósito do que, à época, ficou conhecido como a emergência de “novos” movimentos sociais. Dentre os principais participantes desta corrente, destacavam-se o sociólogo Eder Sader e a filósofa Marilena Chauí, cujas formulações, no período, serão privilegiadas aqui.
(Des)caminhos da crítica autonomista ao marxismo é a segunda parte do artigo, aqui publicado pelo Duplo Expresso. Não deixe de ler para entender as limitações atuais da esquerda partidária.

Ler mais

Sim: Lava Jato usa Mantega para desnacionalizar petroquímica! (e o D.E. acerta mais uma, hein?)

Lava Jato rompeu pacto secreto com a Banca. Foi pra cima de Guido Mantega para forçar Bradesco e demais a aceitar perder garantia do empréstimo multi-bilionário à Odebrecht: a Braskem.
Ou seja, é a Lava Jato mais uma vez operando para os EUA para desnacionalizar um setor inteiro da economia brasileira: a petroquímica.
Previmos o movimento ainda em 22 de agosto. Chega a ser transparente quase. E é por isso que o D.E., infelizmente, não erra uma.

Ler mais

Paulo Pimenta enfia faca nas costas de Lula (e Gleisi). Avisamos, não?

Confirmação de algo que o D.E. antecipou mais de 4 meses atrás: um dos principais cooptados pelo Golpe dentro do PT, o criminoso Paulo Pimenta (segundo relato do seu próprio primo, seu ex-“laranja”) tenta ser o “tertius” entre Gleisi Hoffmann, a candidata de Lula, e Paulo Teixeira, o candidato — i.e., o candidato nominal (mais para corta-luz) — do PT Jurídico, na disputa pela Presidência do partido. Caro petista, é Gleisi ou sai vazado!

Ler mais

Pepe Escobar – sem censura: Lula, Amazônia e guerra híbrida

Romulus Maya e Piero Leirner recebem Pepe Escobar, digerindo o saldo da sua recente visita ao Brasil: Lula, Amazônia… é guerra híbrida, minha gente!
Imperdível.

Ler mais

Lava Jato rompe “pactos secretos” e prepara grande armação. Para cima de quem?

Em suma: vem aí uma grande armação em Curitiba.
Palavras-chave: “Braskem”, “pastas secretas” – retroativas (!) – com nomes de “recebedores de propina” (sic), Guido Mantega – alguém ao mesmo tempo “do PT” mas também “ex-Ministro da Fazenda” (bancos/ compra de informação privilegiada).
Há, portanto, dois alvos potenciais bastante óbvios: PT (Lula?) e bancos.
Haverá outros?
Quais nomes entrarão, retroativamente!, nas tais “pastas secretas” (sic)?
Armação da grossa, minha gente!

Ler mais

Haddad: a última pá de cal no PT

Os colaboracionistas infiltrados na oposição se comportarão do mesmo modo quando das reformas fiscal e política. Esperam retornar a uma maior integração à administração do Estado, seja ele qual for, e ao aumento das benesses correspondentes, é lógico, após o ataque geral do grande capital vergar os trabalhadores, despir de real poder as instâncias política, aniquilar a nação.
As próximas eleições devem servir para denunciar os responsáveis pelas terríveis condições de vida da população e lembrar que, sem abatê-los, não há salvação, mesmo parcial, para os ofendidos. Deve ser momento para chamar e organizar a luta contra o segundo governo golpista e a ordem ditatorial em construção, nas escolas, fábricas, associações, campos e quartéis. Deve ser o momento de organização das forças populares, em torno de um programa concreto, que tenha como mira sua emancipação social e política, no aqui, no agora, no após.

Ler mais

Exclusivo: a “deportação” de Glenn Greenwald e o “Patriot Act” tabajara

Jornalistas, deputados, ativistas… todo mundo caiu na fake news, plantada por Sergio Moro, de “deportação” (sic) iminente de Glenn Greenwald. Enquanto isso, providencialmente, nenhum desses fala sobre o projeto de “Patriot Act” tabajara, em tramitação na Câmara dos Deputados. O PL 2.418/2019 legaliza o monitoramento – em tempo real – pelo Exército de todas as conversas mantidas no Brasil por meio de aplicativos de troca instantânea de mensagens (emails, Whatsapp, Facebook, Instagram, Twitter, aplicativos para encontros amorosos…).
Sobre mais esse furo do Duplo Expresso, e a sua vinculação a Glenn Greenwald, diz Pepe Escobar: “vocês DETONARAM desmontando toda a farsa. Existe alguma outra desconstrução a esse nível no Brasil? O ‘limited hangout’ só poderia levar a um ‘Patriot Act’. Acertaram na mosca!”

Ler mais

Exclusivo: Moro – e Greenwald – enterram “hacker”. E com destruição de “provas”!

O texto abaixo reflete, mais uma vez, postagens feitas há pouco por mim no twitter. Muitas novidades, no dia em que:
(i) Glenn Greenwald “assumiu” affair com o “hacker de Taubaté” (?!). Apenas para — meia hora depois! — (tentar) voltar atrás;
Notar: depois do que relevamos ontem, refutando – tecnica e inapelavelmente – a “narrativa” do “hacker de Araraquara”, Glenn empalmar tal “dubiedade”, tendendo discursivamente na verdade à confirmação (!) é, sim, sem tirar nem por, mentir. Pior: junto com Sergio Moro.
(ii) Moro, ciente dos furos na “estória” que vem apresentando desde terça-feira, corre para — segure-se na cadeira, leitor! — DESTRUIR (assumidamente!) todas as “provas”.
Confira, ainda, a série de C.Q.D.s coletados pelas “Cassandras” do D.E. em mais esta “rodada”.
Mas, muito mais importante do que isso, conheça o que provavelmente vem por aí: o fechamento — clandestino — do Regime.
Palavra de quem, até aqui, (infelizmente!) não tem errado uma…

Ler mais

Banestado – Requião dá nome aos bois: acobertamento é obra conjunta PSDB–”PT Jurídico”–Moro

Roberto Requião, que poucos sabem ser a origem da denúncia que resultou na descoberta do maior escândalo de corrupção e evasão de divisas de todos os tempos — o caso “Banestado” (e não a “Lava Jato”!) –, manda a real, da Tribuna do Senado: enterro é obra conjunta PSDB–“PT Jurídico”–Moro. Mais: depoimento histórico do delegado responsável — mandado para a Sibéria pelo “PT Jurídico”, para salvar tucanos (e a Globo).

Ler mais

Dossiê: por que Moro teme delação de Eduardo Cunha – live especial

Por que Moro teme delação de Eduardo Cunha — o dossiê. Dada uma série de rabos presos — inter-cruzados — ultrapassando linhas tanto partidárias como entre os Poderes da República, trata-se de tema que segue sendo tratado com exclusividade pelo Duplo Expresso. E não é de hoje: estamos de olho nisso desde meados de 2017. Razão pela qual, aliás, vimos desde lá sofrendo pesados ataques. Em síntese, #Banestado e #DarioMesser sempre foram a principal chave para desconstruir Sergio Moro. Algo utilizado pelo notório Eduardo Cunha, o rei dos dossiês, para chegar aos termos de uma “paz armada” com o “juiz ladrão”. Ou pacto mafioso, se preferir: um rabo prende o outro; uma mão lava a outra.

Ler mais

Folha vs. Intercept: novo “cavalo de Troia” deixa Dallagnol bem na foto (de novo!)

Hoje sai novo estalinho – em vez da sempre prometida “bomba”. Pior: estalinho esse que, ainda por cima sai (mais uma vez), pela culatra!

Ler mais

Exclusivo: “Greenwald preso”, Moro na CIA e Mourão sincerão — chega o “golpe no golpe”?

E a viagem de Moro aos EUA (há muito agendada!)? Como entra nisso tudo?
“Moro foi lá pegar as informações da inteligência americana (CIA, NSA) a respeito, para que pudesse chegar às digitais de cada membro da “quadrilha”. Em voltando, prenderia Glenn Greenwald e apreenderia os computadores. Onde, aliás, haveria novas digitais ‘russas'”.
Chega o “Golpe no Golpe”: imaginemos, diante disso, que os tais “hackers russos” façam, “em retaliação”, um ataque massivo à infraestrutura brasileira (energia e comunicações), com apoio entusiasmado (adesão?) da “esquerda” brasileira, revoltada com a “prisão” de Greenwald. Ou seja, Estado e população “atacados de fora e de dentro” ao mesmo tempo, no mais completo “caos” (devidamente fabricado).
Chega, diante disso, a “solução de ordem”: o Executivo recebe poderes de emergência delegados, especialmente no tocante a comunicações e combate a “ameaças cibernéticas”. Sai um…

Ler mais

Imprensa russa repercute suspeitas sobre Dilma levantadas pelo Duplo Expresso

“É curioso que, além das fotos oficiais que constam do site da Duma, o (site de extrema-direita) “O Antagonista” tenha também publicado outra foto, adicional, de Dilma e Gleisi, passeando perto do Kremlin, foto essa alegadamente tirada por um “turista brasileiro” que casualmente estaria passando pela Praça Vermelha naquela hora. Tal fato despertou a suspeita razoável no site Duplo Expresso de que toda a viagem pode ter sido uma grande armação, e que Dilma teria ido a Moscou para que, depois da publicação do The Intercept, o Partido dos Trabalhadores pudesse ser acusado de conspirar com o Governo russo e de solicitar ataques de hackers desse país contra o Governo brasileiro”.

Ler mais

Exclusivo – como Dilma e os militares ultrapassaram a linha (no pré – e pós! – Golpe)

Não basta dizer que há antipetismo nas Forças Armadas, é preciso entender como esse viés ganhou “materialidade” e galvanizou o apoio dos militares ao projeto do Golpe.
Há, aí, uma boa pista para que se entenda por que, do ponto de vista militar, não se trata necessariamente de “entreguismo” o que ora está acontecendo (sob Temer e Bolsonaro) — mesmo que se discorde, frontalmente, dessa sua “interpretação” da realidade.

Ler mais

Explosivo: a viagem – secreta – de Dilma à Rússia, em meio à “#VazaJato”!

Este é, sem sombra de dúvida, o momento mais grave em que eu, Romulus Maya, me dirijo a você, leitor, na qualidade de editor do Duplo Expresso.
Tivemos acesso, no meio desta semana, à informação — de alto potencial explosivo — de que Dilma Rousseff acaba de fazer uma visita — secreta! — à Rússia, há cerca de dez dias.
Sim, é isso mesmo: a ex-Presidente da República — pelo PT… — esteve secretamente em Moscou entre os dias 4 e 5 de junho. Ou seja, “casualmente” 5 dias antes de Glenn Greenwald publicar a bomba semiótica “#VazaJato”. E, com ela, sequestrar o noticiário político — à esquerda e à direita — no Brasil, com repercussões para além de nossas fronteiras.
Prepare-se para grandes surpresas. E circunstâncias muito suspeitas.

Ler mais

Exclusivo: militares usarão #VazaJato, Greenwald e “russos” para dar golpe?

Os militares usarão #VazaJato, Glenn Greenwald e os “russos” para dar o golpe no Brasil?
Com apoio dos EUA?
É por isso que estão usando Greenwald para queimar Sergio Moro?
Que papel os partidos de esquerda – e os veículos ligados aos mesmos – desempenham nessa farsa?
O de “idiotas úteis”?
Ou algo mais sinistro?
Aliás, para além do principal, o timing sincrônico dos ubíquos “agentes russos”, qual seria o evento detonador do “reboot”? Algo com a Venezuela? Uma nova “fake-ada”? Em Moro desta feita, talvez? Ou, um ataque em larga escala à infra-estrutura brasileira (e.g., derrubar Itaipu)? “Casualmente”, por exemplo, amanhã, no dia da “greve geral” – convocada pela esquerda? “Provando”, “em definitivo”, que a esquerda brasileira é, “sim”, a “cabeça de ponte” da “invasão russa ao Brasil”? Justificando o seu expurgo? Ou o catalisador seria um HC concedido a Lula pelo “corrupto” STF, causando “grave comoção social” de “cidadãos de bem” – devidamente plantados – Brasil afora? Enfim, os milicos têm um leque de opções à sua disposição.
Americanos, chineses e russos: para o bem e para o mal, o Brasil, sem sair do lugar, foi para o centro do mundo desde o último domingo. Briga de cachorro grande. Infelizmente, com prognóstico nada positivo.

Ler mais

Duplo Expresso 12/jun/2019

Para assistir, curtir as páginas e compartilhar, temos no Programa Duplo Expresso desta quarta-feira, 12/06, os seguintes destaques:
– A doutora em Sociologia Thais Moya comenta: “Vaza-jato ‘para inglês ver’: considerações sobre o uso político dos vazamentos”
– O veterano do petróleo e analista político Rubem Gonzalez questiona: “Vaza-jato: O que não vai sair do CU-rador do Glenn?”
Romulus Maya e Carlos Krebs fazem a análise da conjuntura política.

Ler mais

Para entender o rolo – viral – do dia: Telegram/ Moro/ Intercept (& Duplo Expresso)

Diante dessa armação latente, ainda antes de Globo e Sergio Moro saírem a campo nesta manhã, o Duplo Expresso mostrou o que os demais jornalistas brasileiros deveriam estar fazendo: apuração. Em vez de ficarmos girando nossos pescoços para (apenas) acompanhar – e repercutir (passivamente) – a “bola de tênis” ser passada de um lado para o outro da quadra, ora da raquete de Glenn Greenwald, ora da de Sergio Moro, num grande espetáculo, fomos diretamente ao Telegram.
O resultado?
O furo que hoje viralizou no Brasil.

Ler mais

Exclusivo: desmascarando o golpe da vaquinha “do Lula” (sic)

Pelo histórico da parceria – de décadas – entre “PT Jurídico” e Juristocracia, podemos estar certos de que de forma nenhuma pode servir à causa da resistência ao Golpe no Brasil esse pronunciamento da PGR pela “liberdade imediata” (?) de Lula. Pronunciamento esse (mal) “construído” a partir de postulação imposta pelo “PT Jurídico” no texto do recurso apresentado pela sua Lula. Ou seja, em mais uma – bem-sucedida – tabelinha entre Juristocracia e “PT Jurídico”.
Nunca, no passado, atuaram juntos em favor do Brasil.
Ou de Lula.
Seria diferente desta vez?

Ler mais

Duplo Expresso 05/jun/2019

Para assistir, curtir as páginas e compartilhar, temos no Programa Duplo Expresso desta quarta-feira, 05/06, os seguintes destaques:
– O especialista em Minas e Energia, PhD em Engenharia na área do petróleo Paulo César Ribeiro Lima comenta: “A importância das liminares de Lewandowski e de Fachin – continuação”
– A professora do Departamento de Ciências Políticas e Econômicas da UNESP Angélica Lovatto afirma: “Sim! Os Cadernos do Povo Brasileiro continuam atuais”
Romulus Maya e Carlos Krebs fazem a análise da conjuntura política.

Ler mais

Urgente: blog “Duplo Expresso” obrigado a se retratar com membro do PT

Vimos, pelo presente, pedir – publicamente – desculpas. O site apresentou, dias atrás, informação inverídica sobre destacado membro do PT. Incumbe-nos, portanto, para além da presente retratação, o dever moral e ético de restabelecer a verdade. E pedir perdão.
(Atualizado 4/jun/2019 – 12:15 – Lula desmente Eugenio Aragão)

Ler mais

Exclusivo: a quem serve a militância – paga – de Paulo Pimenta, Wadih Damous e Eugenio Aragão

“De graça, por ‘amor à causa’, não tem nenhum ali, não…
Para sermos exatos, R$ 19.902,20 de salário mais mil para a alimentação.
Fora auxílio para transporte, plano de saúde, etc.
E, também, um virtual ‘imóvel funcional’, já que o cúmplice deve continuar tendo à sua disposição a ‘República’ (mais para garçonnière) que manteria em Brasília em parceria com outros deputados.
Aliás, ‘República’ essa bem ‘movimentada’ (e alcoolizada), como sabem todas as ‘Marias-gabinete’ do circuito Brasília-Gama…
(com direito até a cena pública, de esposa ciumenta, de vez em quando…)”
– Tirem as crianças da sala antes de abrir o link. 

Ler mais

Quem vai derrubar Bolsonaro? Eis a resposta

Presidente fraco é um manjar. Não só em Brasília, onde os contra-poderes – na política e nas instituições – aproveitam para aumentar o valor do pedágio, mas também em São Paulo (na verdade, em Nova York e Londres): quanto mais fraco um Presidente, menos capacidade tem para resistir à imposição – sem lubrificante – da agenda da Finança transnacional. Ou seja, Presidente fraco convém tanto ao varejo (brasiliense) como ao atacado (transnacional).

Ler mais

Lava Jato: a prova do crime (e da traição)

Atualizado 25/mai/2019 – 13:00 – mais sobre #DarioMesser, sua longa relação com Sergio Moro e… drogas! Mais a postagem original, de janeiro de 2018, que vai muito além do que agora “revela” a (desintere$$ada?) Revista VEJA.
*
– Toda a “Blogosfera (dita) progressista” silenciou.
(na verdade, tentou desacreditar nos bastidores)
– Todo o PT silenciou.
(na verdade, tentou desacreditar nos bastidores (2))
– Todos os advogados silenciaram.
(não sei se tentaram desacreditar nos bastidores também)
Pergunta:
– Não existe tradução de Sun Tzu à venda no Brasil?
Traidor é paredão!

Ler mais

Timing: a “namorada” de Lula e o roteiro do Golpe

Questão de timing: se é “relacionamento de mais de ano”, com “o conhecimento de todos”, por que justo agora sair na imprensa (conservadora + “progressista”) – com tanto destaque -, depois de “vazamento” de Bresser Pereira?
(mas com matéria já pronta em veículo da Globo (Época) respaldando tal “inconfidência” e traçando o perfil da suposta namorada?)
“Eu não sou dado a misturar vida privada com vida pública. Vejo com muita desconfiaça esses festejos… como (se fora) uma mensagem política de que Lula planejaria uma saída (iminente)” – comentário do Professor Luiz Moreira e de Romulus Maya no último Duplo Expresso de Domingo.
Mais comentário, cético, da socióloga Thais Moya e de Romulus Maya no Duplo Expresso desta manhã.

Ler mais