A construção da revolta – Não há pacificado que seja sempre pacífico

Foi um golpe articulado pela elite do capital financeiro e interesses internacionais do 1% mais rico que se impõem agora, sem freios, sobre os interesses vitais dos 99% da população. A economia “compra” a política e ameaça desmontar, por meio de suas próprias instituições, o Estado Democrático de Direito.

Ler mais

Quem orienta o “terrorismo” de Ana Amélia

Maldosa! Venenosa! A senadora fascista Ana Amélia (PP-RS) parece que estava de tocaia aguardando o momento certo para destilar seu veneno contra os Árabes. Podia ser qualquer coisa dita por qualquer figura da esquerda mencionando a palavra-chave “Árabes” para dar início a algo já vinha sendo preparado e planejado antecipadamente. “Que essa exortação não tenha sido para convocar o Exército Islâmico a vir ao Brasil proteger o PT! ” – Disse Ana Amélia Lemos.

Ler mais

João Vicente Goulart comenta tensão na Síria – Imperialistas ferem soberania popular dos sírios

O comentarista de política às segundas-feiras do Duplo Expresso, João Vicente Goulart, comenta a tensão na Síria e a vergonhosa ação imperialista, liderada pelos EUA.
Goulart faz um paralelo entre o que acontece agora na Síria e aquilo que vimos no Iraque em 2003.

Ler mais

Samuel Gomes – Carta a um amigo petista

Excessos eventuais à parte, considero o Wellington Calasans e o Romulus Maya patriotas dedicados à defesa do Lula, da soberania popular e da soberania nacional. Não entro em polêmicas para defender ou secundar tudo o que dizem nem a forma como dizem, muito menos engulo o que alguns tiveram a pachorra de dizer no calor de conhecida refrega: segundo “informações da inteligência soviética”, ambos seriam agentes da CIA. Risível, no mínimo.

Ler mais

Ficção: ufólogos, ateus e crédulos, uma pausa para a reflexão desapegada

Se considerarmos, de acordo com as previsões de Xavier, que os países do hemisfério Sul do planeta seriam ocupados pelas grandes potências, com o aval das Nações Unidas, podemos entender que a invasão da América Latina e parte da África, liderada pelos EUA, China e os mais ricos países europeus (Noruega e Alemanha, por exemplo) apontam para o cenário do Apocalipse. Há uma tensão na Síria neste momento que pode ser a construção de uma tragédia que culmina com o uso de armas nucleares entre os envolvidos. Além da imprevisibilidade política na Coreia do Norte.

Ler mais

Recortes históricos de uma tragédia em curso

A “espontânea decisão de se entregar” veio após o assassinato do primo de Lula (momentos antes de anunciada a decisão), os “conselhos” de Zé Cardozo de que “somente se entregando, Lula receberia HC”, “que não se entregando, o Moro daria uma prisão preventiva que não caberia HC” (uma mentira), as entrevistas que antecipavam para a Globo que estava em andamento “uma negociação para se entregar”, etc.

Ler mais

A aposta: Cordão humano para desmoralizar os empregados dos EUA e da Globo na “justiça”

Lula tem algumas horas para decidir se vai permitir que a sua popularidade seja usada para libertar o Brasil e os brasileiros ou se, sem a máquina de comunicação, tentará sair vitorioso através da compaixão de uma sociedade que será ainda mais manipulada pela Globo e pelas redes sociais norte-americanas no incitamento ao ódio e à distorção da verdade.

Ler mais

“Divide et impera” – Divide e conquista

Não se sabe ao certo se ele usou a expressão, mas sabe-se que ele a colocou em prática, explorando a divisão entre as cidades-estados gregas até levá-las à derrota. De lá prá cá, muitos outros governantes utilizaram e praticaram a estratégia do “Divide e conquista”.

Ler mais

Brasil – uma concessão da Globo

Condenados com Lula estão os pobres e pretos. Na fatídica quarta-feira, 4 de abril, o STF deu o passo que faltava para sepultar de vez a esperança de justiça e igualdade social. Negar a Lula o direito de presunção da inocência, previsto na Lei, é a consumação da máxima de que “O Brasil é uma concessão da Globo”.

Ler mais

O “gênero frágil” que fez o capitalista conhecer o terror

As primeiras notícias das mulheres soldadas em Daomé datam de cerca de 1830. Daomé lutava em muitas guerras, o que levou ao declínio da população masculina. Isso é outro fator que pode explicar o uso de mulheres como militares. A última vez que elas entraram num campo de batalha foi em 1894, quando a França venceu a 2º Guerra Franco-Daomeana e subjugou o reino africano. “O colonialismo fez com que as mulheres africanas se encolhessem, perdessem a força, passassem a se casar para ser sustentadas pelos maridos”.

Ler mais

PM de Minas espanca e atira com balas de borracha nos professores em greve

A cidade de Igarapé, localizada na região metropolitana de Belo Horizonte, virou palco de guerra na tarde desta quarta-feira (28). Policiais Militares agrediram professores, em greve desde o dia 8 de março, que protestavam pelo cumprimento do acordo firmado entre o Governador Fernando Pimentel e o SINDUTE – Sindicato Único dos Trabalhadores em Educação de Minas Gerais.

Ler mais

O que Lula realmente falou

Depois da interpretação da partícula “se” no Twitter de Lula, o Duplo Expresso apresenta algumas notas de uma publicação estrangeira (HispanTV, do Irã!!!), totalmente fiel ao discurso de Lula, sem filtros, com tradução livre do espanhol para o português. Fazemos isso para deixar muito claro que quem está de fora tem visão privilegiada.

Ler mais

De Getúlio a Lula – O trabalhismo que constrói a Nação

A história vai juntando suas peças essenciais e vai traçando sua teia. Tal como Fidel Castro resgatou dialeticamente José Marti e Hugo Chávez recuperou historicamente a Simon Bolívar, o gesto de Lula vai recuperando o Fio da História, com Vargas, Jango e Brizola, cabendo às novas gerações a imprescindível construção da mais que sagrada unidade popular. Seja qual for a forma em que ela se materialize.

Ler mais

Samuel Pinheiro Guimarães – “Novas frentes do ataque à soberania brasileira”

Eu acho que a luta é a mesma sempre no Brasil. Preciso lembrar disso. Nós tivemos uma pequena interrupção no domínio das classes hegemônicas do Brasil, no processo político. Uma pequena interrupção de oito anos, na realidade. Na realidade, oito anos. E isso foi muito ressentido e as classes hegemônicas se articularam desde o início, aliás desde o início da carreira do presidente Lula, para destruí-lo.

Ler mais

Semana errada para morrer: por que você não sabe quem é Paulo Sérgio Almeida Nascimento

Paulo Sérgio foi assassinado depois de desnudar uma empresa norueguesa que polui importante rio da Floresta Amazônica. A preservação desta floresta é uma das falsas bandeiras empunhadas como atestado de “imagem ética” dos noruegueses aos olhos do mundo. Fica a dica para os investigadores. E que Paulo Sérgio seja o nosso novo Chico Mendes.

Ler mais

“Siga o dinheiro” – Pistas para entender o que acontece hoje no Brasil

A história não pode ser repetida como farsa. Recentemente Lula recebeu o apoio do argentino Adolfo Perez Esquivel (ganhador do prêmio em 1980) à indicação ao Nobel da Paz. Este mesmo filme foi visto em 1993, quando Nelson Mandela e Frederik Willem de Klerk foram agraciados com este mesmo prêmio “pelos seus esforços para acabar com o apartheid na África do Sul”.

Ler mais

Coligação, articulação e o xeque-mate de Lula

Condenar coligações e a opção do candidato pelo “caminho mais forte” será nos próximos dias a ocupação dos “Marigoelas”, aqueles que são bons na guerrilha com a goela (atualmente as novas tecnologias digitalizam esta prática), mas que pouco atacam a causa, a origem do problema. O nosso debate tem que transcender a profundidade de um pires e na disputa real Lula faz toda a diferença.

Vivemos as semanas mais decisivas da nossa história política. Partidos, políticos e a justiça decidirão o próprio futuro e o destino do Brasil. Enquanto isso, Lula segue como a mosca na sopa dos poucos que querem a sua cabeça (ou espólio). Ao mesmo tempo em que é a esperança derradeira da maioria, quase todos. Xeque-mate neste improviso.

Ler mais